O governador Wellington Dias anunciou, na noite desta quarta-feira (20), que o comitê de enfrentamento ao novo coronavírus no Piauí já trabalha em um protocolo para a reabertura das atividades econômicas a partir de junho. Segundo o governador, haverá uma reunião no próximo dia 02 para tratar do assunto.

A decisão está sendo tomada com base em informações repassadas por estudiosos acerca dos índices de transmissão da doença na população. Apesar de ainda haver um aumento no número de casos, o Estado estima que a curva de disseminação da doença deve decrescer em junho. E, por conta desses números ainda crescentes, o decreto de isolamento está ampliado até o dia 07 de junho.

“Há a sinalização para a retomada. O diagnóstico é que ainda vivemos um aumento dos casos, mas no início de junho há possibilidade de estabilização, com queda nos indicadores de crescimento da transmissibilidade do vírus, com mais pessoas recebendo alta nos hospitais”, explicou.

A proposta de abertura se alia também a um protocolo de busca de pessoas infectadas através dos atendimentos na atenção básica. O sistema de consulta e análises clínicas nos 224 municípios, especialmente junto à população idosa e com alguma comorbidade. O objetivo é localizar as pessoas infectadas com o vírus e daí tratar de forma precoce, para que esses pacientes não necessitem ser internados em UTIs.

O governador ressaltou ainda que essa prospecção de abertura das atividades econômicas seguirá um protocolo, com uma estratégia que seguirá as regras de higiene e distanciamento necessárias.

“Ficou aprovado que haverá um esforço do poder público com o setor privado para elaborarmos um protocolo com as regras de saúde para as pessoas abrirem o seu empreendimento, estabelecer a estratégia para essa reabertura e as condições de por onde começar. Os resultados do Piauí foram bastante elogiados graças a essa integração do setor público com o setor privado, judiciário e legislativo. Nadamos, nadamos e não queremos morrer na praia. Queremos garantir que o Piauí tenha até o fim uma condição segura de seguir com menos perdas humanas, mesmo sabendo que tivemos prejuízos econômicos”, disse.

Leilane Nunes

PUBLICIDADE
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Seja notificado sempre que novas matérias sejam publicadas ou atualizadas.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Morre no Rio o piauiense e ex-ministro do Planejamento João Paulo dos Reis Velloso

O economista piauiense e ex-ministro do Planejamento João Paulo dos Reis Velloso…

Bolsonaro anuncia saída do PSL e criação da Aliança pelo Brasil

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (12) a saída do PSL,…