Em uma iniciativa para combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) instala armadilhas que evitam a proliferação de novos mosquitos em pontos estratégicos de Teresina. As chamadas ovitrampas utilizam água parada e palheta de eucatex (madeira), simulando o ambiente perfeito para que as fêmeas depositem seus ovos. Com a estratégia, somente entre janeiro e abril deste ano foram recolhidos 458.435 mil ovos do mosquito em Teresina.

“A ovitrampa, que evita que os ovos se transformem em mosquitos adultos, é colocada em locais de possibilidade de maior multiplicação dos mosquitos, como em pequenas borracharias, hortas, canteiro de obras e sucatas. Após a retirada, o nosso laboratório faz a análise, identificação e contagem dos ovos. Ao final, estes são destruídos”, explica Oriana Bezerra, gerente de Zoonoses da FMS.

De acordo com o presidente da FMS, Charles Silveira, a FMS realiza inúmeras ações de combate ao mosquito no decorrer do ano. “Nessa luta, que é a favor da saúde e da vida, contamos com o apoio da população, que com atitudes bastante simples, como a inspeção semanal de sua própria casa para evitar o acúmulo de água parada, pode impedir a proliferação do Aedes aegypti”.

Amariles Borba alerta ainda que os meses mais críticos, considerados como período de risco na cidade, são de fevereiro a junho. “O período chuvoso, associado à falta de cuidados domésticos, contribui para o aumento de criadouros. Em Teresina, por conta das condições climáticas, o mosquito evolui de ovo para mosquito adulto em cinco dias, situação que difere de vários locais do Brasil em que o ciclo de criação do mosquito é de dez dias”.

Confira abaixo dicas para evitar a proliferação do Aedes Aegypti:

-Vire todas as garrafas com a boca para baixo e evite que acumule água dentro delas

-Não deixe água acumulada sobre a laje

-Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada

-Mantenha bem tampados tonéis e barris d’água

-Mantenha a caixa d’água bem fechada. Coloque também uma tela no ladrão da caixa d’água

-Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas

-Lave por dentro, com escova e sabão, os utensílios usados para guardar água em casa

-Troque a água de vasos e de plantas aquáticas e lave-os com água e sabão uma vez por semana

-Coloque no lixo todo objeto utilizado que possa acumular água

-Encha de areia os pratos das plantas ou lave-os semanalmente

-Lave semanalmente por dentro os tanques utilizados para guardar água

-Feche bem os sacos de lixo e deixe-os fora do alcance de animais

-Lave semanalmente o recipiente de água dos climatizadores

 

Da Redação

PUBLICIDADE
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Seja notificado sempre que novas matérias sejam publicadas ou atualizadas.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Cinema tem pré-estreia de filme sobre pintor Egon Schiele

Mais um final de semana está chegando e, com ele, também tem…

Festival traz clássicos do Cinema Brasileiro de volta às telas do cinema

A partir de dia 1º de novembro, acontece o FESTIVAL REMASTER, CLÁSSICOS DO…