Vários órgãos de segurança do Piauí estiveram reunidos na manhã deste sábado (26) para definir estratégias de atuação na greve dos caminhoneiros. A categoria está há sete dias em paralisação contra o aumento do diesel.

Na oportunidade, o secretário de Segurança Pública, Cel Rubens Pereira descartou, neste momento, o uso da força policial para desbloquear as rodovias. Ele afirma que somente será usada força extrema em último caso.

Além disso, garantiu que a atuação será para manter serviços essenciais para as cidades, como a saúde, segurança, Corpo de Bombeiros, Samu, dentre outros. Os municípios de Uruçuí, Bom Jesus, Picos, São Raimundo Nonato, Parnaíba e Floriano também vão receber apoio para garantir os atendimentos.

“Nós estamos determinando, através de escolta, inclusive com apoio da PRF, que faça o que foi feito ontem no aeroporto´´, disse.

A reunião contou com a presença de representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, PRF, Exército e o Núcleo de Inteligência da PM, além do presidente do Sindicato dos Postos de Combustíveis do Piauí, Alexandre Cavalcante.

 

PUBLICIDADE
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Seja notificado sempre que novas matérias sejam publicadas ou atualizadas.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Documentário “Auto de Resistência” tem estreia exclusiva em Teresina

A capital piauiense recebe nesta semana, com exclusividade, a estreia do documentário…

Cinema de Arte exibe “Primavera em Casablanca”

O filme Primavera em Casablanca é grande estréia do Cinema de Arte…