Ministro vai a Fernando de Noronha discutir tarifa cobrada de turistas

Publicada em 17 de julho de 2019 - 14:45

Imprimir
Ministro vai a Fernando de Noronha discutir tarifa cobrada de turistas

Última atualização: 17 , julho 2019 - 14:45

O Palácio do Planalto informou hoje (16) que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, vai ao Arquipélago de Fernando de Noronha na próxima quinta-feira (18), para vistoriar os serviços prestados pela concessionária EcoNoronha, empresa que administra as visitas ao parque marinho. Salles será acompanhado pelo presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Gilson Machado.

De acordo com o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, o contrato em vigor será respeitado, mas a ideia é tentar buscar, de forma consensual, a redução de tarifas de visitação cobradas dos turistas que frequentam o atrativo.

“O que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, acompanhado do presidente da Embratur, há de realizar, na próxima quinta-feira, junto com dirigentes daquele órgão que cuida de Fernando de Noronha, é buscar pontos, de forma consensual, para que aquela tarifa que é de responsabilidade do governo federal, é importante, nós estamos tratando das tarifas do governo federal, possa ser rebaixada a ponto de facilitar o acesso a tantos outros turistas. Sem ofender, naturalmente, os aspectos de proteção ambiental, que são tão importantes ao governo do presidente”, afirmou Rêgo Barros, em entrevista coletiva.

Atualmente, o turista paga duas taxas para entrar na ilha. O governo de Pernambuco cobra R$ 73 por dia de permanência. Já o governo federal cobra, por meio da EcoNoronha, a taxa de R$ 106 para brasileiros e R$ 212 para estrangeiros. Essa taxa é para entrar nas praias do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, uma unidade de conservação federal. A concessionária administra o parque desde 2012, e o contrato com a União para a prestação do serviço vai até 2027.

De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, que administra os parques nacionais, cerca de 70% do valor arrecadado pela concessionária são aplicados em melhorias na unidade, como limpeza, manutenção e construção de trilhas e estrutura de acesso e proteção ambiental. O parque abriga espécies ameaçadas de extinção e é Patrimônio Mundial da Humanidade declarado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

No último fim de semana, o presidente Jair Bolsonaro criticou o valor da taxas cobradas em Fernando de Noronha, que classificou de “roubo”.

Da Agência Brasil

Trilha das Emoções terá aplicativo e internet gratuita

Publicada em - 14:13

Imprimir
Trilha das Emoções terá aplicativo e internet gratuita

Última atualização: 17 , julho 2019 - 14:13

Os aventureiros que buscarem a Trilha das Emoções no Piauí serão testemunhas que turismo “off road” não significa “off line”. A Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e a Agência de Tecnologia da Informação (ATI) vão iniciar a implantação de internet ao longo do percurso de 187 quilômetros, preparados para oferecer experiências inesquecíveis de integração com a natureza, no litoral piauiense.

Em audiência, nessa terça-feira (16), no Palácio de Karnak, o governador determinou o início imediato dos serviços, que possibilitarão passeios mais seguros aos visitantes, com auxílio de um aplicativo que está sendo desenvolvido.

“Todos que entrarem na trilha terão um aplicativo, onde terá acesso a todas as informações e, se tiver algum problema, há como se comunicar”, explicou Carina Câmara, superintendente de Turismo da Setur.

A Trilha das Emoções possui 187 quilômetros, se estendendo da divisa do Ceará até a divisa com o Maranhão. É concebida para oferecer um espaço regular à circulação de carros UTV, quadriciclo e outros veículos de aventura. O percurso envolve terra, areia, mata fechada e estradões. No itinerário, o turista passa dentro dos tabuleiros litorâneos, da Lagoa do Portinho, Lagoa de Sobradinho e diversos outros pontos turísticos da região. O plano é interligar Piauí, Maranhão e Ceará, estados integrantes da Rota das Emoções.

“Estou convidando os governadores do Ceará e do Maranhão para que eles conheçam essa parte da Rota das Emoções no Piauí e possam seguir em direção a Camocim, Jericoacoara, Barreirinhas e Lençóis Maranhenses, completando essa trilha e oferecendo uma alternativa para o Brasil e o mundo” ressaltou Wellington.

A pista principal da Trilha das Emoções está pronta. A Setur está finalizando a sinalização e algumas alças de acesso a pontos turísticos e pontos de apoio. A internet vai beneficiar também as comunidades que vivem ao longo do curso da trilha. A inauguração está prevista para o dia 23 de agosto, com a presença do governador Wellington Dias e outras autoridades.

Da Redação

Receita turística de Teresina teve crescimento de 130,7% no último ano

Publicada em 10 de julho de 2019 - 12:57

Imprimir
Receita turística de Teresina teve crescimento de 130,7% no último ano

Última atualização: 10 , julho 2019 - 12:57

Teresina gerou R$ 471,5 milhões em receita turística, entre 2018 e 2019. Isso representa um crescimento de 130,7%. Os dados são da Coordenação Especial de Turismo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec).

A pesquisa ainda revela que a capital registrou crescimento no número de turistas que visitam a cidade. De janeiro a maio de 2019 foram registrados 114,6 mil turistas, contra 82,5 mil registrados no mesmo período em 2018. Isso representa um crescimento de 38,9%.

O estudo foi realizado por meio de uma projeção baseada no método estatístico chamado “Regressão Linear”, no qual a Semdec utilizou os dados de 2018, mês a mês, e correlacionou com os primeiros dados de 2019, de janeiro a junho. A projeção apontou assim uma recuperação do fluxo e um aumento na receita.

De acordo com o Coordenador de Turismo da Semdec e coordenador da pesquisa, Eneas Barros, aumentaram também as despesas dos teresinenses fora da cidade. Ele explica que, embora não seja bom para o turismo de Teresina, o cenário ainda é positivo, pois essa despesa do teresinense em outras cidades ainda é menor que a receita que entra na capital.

“O turismo de Teresina ainda é superavitário, ou seja, o que o turista deixa aqui é superior ao que o teresinense gasta lá fora. Isso foi constatado nos últimos dois anos, tanto em 2018, quanto em 2019. Além disso, o fato de o teresinense gastar mais lá fora não significa necessariamente algo negativo, uma vez que isso representa que o poder de compra desse público aumentou, o que é muito positivo”, esclareceu.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, os dados obtidos a partir do estudo revelam que o esforço da Prefeitura de Teresina, por meio da secretaria, tem dado resultados positivos para o setor de turismo na cidade.

“Isso se deu porque Teresina começou a recuperar seu poder de atração de fluxo, por conta das ações que a secretaria fez fora da cidade. Nós participamos de vários eventos, representando o município de Teresina, em alguns congressos e feiras. Fizemos um famtour, trazendo jornalistas e operadores de turismo de fora do estado. Uma coisa puxa a outra, pois o jornalista divulga e o operador vai oferecendo opções com destino em Teresina. Além disso, a capital é um ambiente que acolhe eventos e muitos desses turistas estão vindo por causa desses eventos”, destacou.

Da Redação

Festival de Inverno promove turismo em Pedro II

Publicada em 22 de junho de 2019 - 17:46

Imprimir
Festival de Inverno promove turismo em Pedro II

Última atualização: 24 , junho 2019 - 11:03

Boa hospitalidade, belezas naturais, sítios arqueológicos, gastronomia diferenciada, rico artesanato e arquitetura histórica estão entre os vários motivos para os turistas se deslocarem para o município de Pedro II, localizado há 200km da capital piauiense. Desde quinta-feira (20), acontece na cidade o Festival de Inverno que já dura 16 anos e é um dos eventos que mais impulsiona o turismo na região, além de também movimentar a economia local.

Para o secretário de Estado do Turismo, Flávio Nogueira Júnior, o festival é um termômetro para o turismo piauiense já que tem resultados positivos a cada edição. “Todos os anos somamos e unimos forças para a realização de um grande evento. Pedro II por si já tem uma riqueza histórica que abrilhanta ainda mais o nome do Piauí. Com o Festival isso cresce, já que recebemos turistas de vários Estados do Brasil”, frisa o gestor.

A turista Adriana Gama, afirma que o Festival surpreende a cada ano. “É a segunda vez que venho, o que me atrai são as bandas, a feirinha e os lugares, esse ano estou ansiosa por Zeca Baleiro. Durante esses dias que estamos aqui, podemos conhecer os atrativos bastante conhecidos na região”, disse empolgada a maranhense, acrescentando ainda que é a primeira vez que visita o Morro do Gritador.

O evento segue até o domingo (23) e conta com a apresentação de bandas regionais e nacionais como Biquíni Cavadão, Melim, Paulo Ricardo e outros. Paralelo aos shows, também acontece na cidade o 7º Desafio Serra dos Matões, espaços com apresentações teatrais, jogos, leituras, oficinas de dança, exposição fotográfica e passeios que podem ser adquiridos na Praça Domingos Mourão – Matriz, através da Associação de Condutores Turísticos (ACONTUR).

A secretária de Turismo do Município, Rejanete Campelo destaca o sucesso também para a economia local. “Avaliamos positivamente, estamos com um evento tranquilo e assim como os anos anteriores, temos a certeza que acertamos mais uma vez. Até agora temos um bom registro nas vendas e procura pelo artesanato, rede hoteleira, bares e restaurantes”, conclui a gestora municipal.

A superintendente do Turismo, Carina Câmara, destaca o trabalho da Secretaria de Turismo do Piauí (Setur) dentro do evento. “Realizamos esse evento em parceria, e esse, antes mesmo da finalização do evento já é o momento de agradecer os parceiros. Estamos na cidade acompanhando e vemos o quanto é importante a realização do mesmo, o quanto movimenta a cidade. Queremos trabalhar para que a cada ano o Festival cresça ainda mais”, finaliza a superintendente.

Da Redação

Governo aprova PPPs de energias renováveis, turismo, educação e saneamento

Publicada em 21 de maio de 2019 - 9:35

Imprimir
Governo aprova PPPs de energias renováveis, turismo, educação e saneamento

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:47

O Conselho Gestor de Parcerias Público Privadas (PPPs) aprovou, nessa segunda-feira (20), pautas em diferentes áreas da administração estadual. Entre as propostas apresentadas, estavam o projeto de miniusinas fotovoltaicas, o Terminal Turístico de Barra Grande, Escolas Inteligentes e o saneamento de Floriano e região.

A proposta apresentada que busca atrair parceiros da iniciativa privada para administrar o Terminal Turístico de Barra Grande tem como objetivo requalificar e fazer com que esse equipamento comece efetivamente a operar. Uma audiência publica está marcada para 10 de junho, onde empreededores locais, gestores e população possam socializar a ideia.

O prédio possui 785 m², com boxes, banheiros, lojas e praça de alimentação. A PPP prevê a modernização da estrutura e implementação de um plano de negócios para movimentar a economia local.

A superintendente de Parcerias e Concessões do Estado, Viviane Moura, destacou que o Estado trabalha com a perspectiva de que “os serviços sejam executados dentro do terminal e tenham utilidade de uma forma que movimente a economia do município, gerando emprego e renda e atraindo mais turistas”.

Também foi aprovada a proposta de instalação de 8 miniusinas fotovoltaicas (solar) em solo piauiense. O projeto apresentado prevê o uso de 5 terrenos privados e 3 áreas públicas, situadas em Caraúbas, Cabeceiras e Canto do Buriti. O investimento previsto (público e privado) é estimado em R$ 174 milhões.

Viviane Moura explicou que esse projeto já havia sido apresentado no Conselho e precisou ser remodelado de acordo com a etapa de consulta ao mercado, que foi concluída no mês de abril e que agora será encaminhada para a PGE, onde espera-se que o processo licitatório aconteça no mês de junho.

O governador Wellington Dias destacou que com a geração de energia nas miniusinas será possível a a geração de créditos ao governo, que permitirão pagar contas de energia de repartições públicas.

O projeto das Escolas Inteligentes prevê que 47 escolas piauienses devem ser preparadas para o modelo de escola de tempo integral. Segundo o governador, essa PPP permitirá as condições de antecipação de investimento. “Nessa forma de parceria conseguiremos fazer o que o Estado levaria 3, 4 ou 5 anos para fazer. Serão escolas de tempo integral em um modelo que o Fundeb, mais os 25% do Estado, permitirá o equilíbrio financeiro. Uma escola moderna, com tudo que uma escola deve ter, com qualidade na educação e sustentável”, explicou Wellington.

No conselho também foi autorizado que a Fundação Ezuite possa iniciar a modelagem de estudos para a subconcessão de Floriano e região, no tange ao saneamento e abastecimento de água.

Da Redação

Governo planeja inaugurar Trilha das Emoções em agosto

Publicada em 14 de maio de 2019 - 10:17

Imprimir
Governo planeja inaugurar Trilha das Emoções em agosto

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:47

O litoral do Piauí tem praias de água cristalina, dunas de areia clara, paisagens deslumbrantes do Delta e praticamente intocáveis. Agora, toda essa beleza estará mais próxima dos turistas do Brasil e do mundo com a inauguração da Trilha das Emoções, que foi tratada em reunião realizada nesta segunda-feira (13) com o governador Wellington Dias, Fernando Alves Bombadirer (representa da BRP Brasil), o construtor Luiz Filho, o engenheiro e projetista Roberto Raulino e gestores estaduais.

O governador Wellington Dias propõe fazer a entrega dessa trilha, que inicia na divisa com o estado do Ceará, no município de Cajueiro da Praia, à divisa com o Maranhão, na semana entre 22 a 25 de agosto.

A Trilha das Emoções vai atrair mais turistas para conhecer um destino rico de belezas naturais, mas que ainda é pouco conhecido. “A trilha ficou maravilhosa e vai, com certeza, destacar ainda mais a nossa natureza exuberante e belíssima. Ela passa pelos principais pontos turísticos da região e vai garantir uma atividade que soma a outras ações e competições realizadas no litoral”, disse o governador.

Wellington explica que assim como o litoral recebe turistas que vêm motivado pelas praias, pelo evento de kitesurf, agora chegou a vez do amante de trilhas”, diz o governador, declarando que estão sendo feitos alguns ajustes e para a inauguração, a meta é convidar pessoas do Brasil e do mundo para conhecer essa trilha internacional, que está na Rota das Emoções.

Segundo a secretária de Turismo, Carina Thomaz Câmara, a Trilha das Emoções vai movimentar o litoral piauiense, principalmente durante a baixa estação. “No segundo semestre temos a competição de kitesurf, enquanto que no primeiro, temos um baixo movimento. Então, a trilha vai proporcionar a realização de eventos que não dependem de ventos e com isso vamos movimentar o litoral o ano todo e, consequentemente, gerar renda, ocupar hospedagens e restaurantes”, diz.

Para a secretária, o Piauí está no caminho certo, pois o ecoturismo, o off road, o turismo de aventura estão em alta tanto no âmbito nacional quanto internacional. “Vamos dialogar com as operadoras que operam no litoral a vinda desses turistas para conhecer as praias e fazer essa trilha e que elas saiam encantadas e contentes com o nosso lindo litoral. O Piauí é incrível, as pessoas só precisam conhecer”, comenta, explicando que a inauguração deve compreender várias etapas, como convites à parte de governança, imprensa, empresários.

O representante da BRP Brasil, Fernando Alves Bombardier, afirma que sempre houve interesse da empresa em desenvolver projetos sustentáveis com os devidos cuidados com a comunidade local, com o meio ambiente, proporcionando desenvolvimento econômico.

A BRP atuará no litoral com expedições, produtos e apoio. “Estamos confiantes que esse projeto vai ser um sucesso e vai estimular tanto o turismo doméstico quanto internacional”, declara.

Da Redação

Dias discute situação dos aeroportos piauienses com presidente da Anac

Publicada em 18 de abril de 2019 - 16:08

Imprimir
Dias discute situação dos aeroportos piauienses com presidente da Anac

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:44

O governador Wellington Dias esteve em audiência com o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), José Ricardo Botelho, para tratar sobre a situação dos aeroportos de Teresina, São Raimundo Nonato e Parnaíba, nessa quarta-feira (17), em Brasília. Estiveram presentes também o secretário de estado dos Transportes, Guilhemano Pires, e a deputada federal, Margarete Coelho.

De acordo com Dias, o gestor da Anac se mostrou bastante sensível à importância do pleno funcionamento destes aeroportos para o desenvolvimento do turismo do Piauí, tendo em vista a quantidade de atrativos que o estado oferece. “O aeroporto de Teresina vai entrar nesse segundo bloco das parcerias público privadas (PPP). Em Parnaíba, estamos acertando com o Ministério da Infraestrutura para uma tomada de decisão se fazemos uma PPP, através do Estado ou da União. Já em São Raimundo Nonato vamos marcar um encontro com a Anac, Ministério do Turismo, Governo do Estado e as prefeituras de São Raimundo Nonato e Coronel José Dias para traçarmos um plano com compromissos definidos para cada um”, comentou o governador piauiense.

Para Wellington Dias, é importante que os aeroportos tenham um gestor privado para garantir os investimentos. “A Azul já manifestou o interesse e estamos trabalhando para permitir as exigências feitas. O Piauí é uma joia especial para o Brasil e queremos estar preparados para receber as empresas e os turistas”, disse.

A deputada Margarete Coelho destacou que os aeroportos são pontos importantes para desenvolver a indústria do turismo. “O turismo é uma das indústrias que mais crescem e oferecem empregos, é inclusiva e não polui, sendo uma indústria sustentável. No estado do Piauí temos muitos atrativos turísticos que o mundo precisa conhecer”, comentou a parlamentar.

O secretário Guilhermano Pires mostrou confiança com o resultado da reunião. “O Piauí é extremante competitivo e queremos receber bem as empresas e todo o trade turístico. Com certeza em breve espaço de tempo, teremos maravilhosas notícias para todo o povo do Piauí”, finalizou.

Da Redação