Vice-presidente Hamilton Mourão e Ibaneis Rocha recebem título de Cidadão Piauiense

Justificando a indicação para o título, o deputado estadual Fernando Monteiro afirmou que o vice-presidente “tem desferido junto ao chefe do executivo federal atendimento aos pleitos e necessidades do povo piauiense, sendo um ouvidor da nação”

Publicada em 26 de abril de 2019 - 14:34

Imprimir
Vice-presidente Hamilton Mourão e Ibaneis Rocha recebem título de Cidadão Piauiense

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:44

O governador Wellington Dias participou, nesta sexta-feira (26), da sessão solene para entrega do título de Cidadão Piauiense ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). A proposição foi feita por meio de decreto legislativo pelos deputados estaduais Fernando Monteiro e Henrique Pires, aprovada em plenário.

Justificando a indicação para o título, o deputado estadual Fernando Monteiro afirmou que o vice-presidente “tem desferido junto ao chefe do executivo federal atendimento aos pleitos e necessidades do povo piauiense, sendo um ouvidor da nação”.

O governador Ibaneis destacou, em sua fala, o laço que tem com o Piauí. “Receber esse título de cidadão piauiense é como receber a segunda certidão de nascimento. Sou filho de dois pais piauienses: meu pai é de Riacho Frio e minha mãe de Ribeiro Gonçalves. Morei e estudei em Corrente, cidade que hoje é referência no Piauí em diversas áreas e que vem avançando. Portanto, sempre digo que o que o Piauí tem de melhor não são as terras, não são as riquezas, são as pessoas e é com muito carinho que sempre venho ao Estado em todas as oportunidades”, disse.

O governador Wellington Dias ressaltou a parceria com o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. “Fez-se aqui uma importante homenagem com o título de cidadania a três líderes do país, diante da aprovação de todos os presentes. Nesta oportunidade quero dizer que é uma alegria muito grande. Oficializamos o nosso querido Ibaneis como filho do Piauí, sempre atuando na defesa, sempre à disposição do nosso Estado”, falou.

Wellington também agradeceu ao vice-presidente por apoiar os projetos em relação ao Estado. “Apesar do pouco tempo, o general Mourão nos recebeu e tem nos recebido, tratando e apoiando temas importantes do Estado e, é claro, para nós é uma honra recebê-lo”, elogiou.

Emocionado, o vice-presidente da República Hamilton Mourão falou da família que possui no Piauí. “Quando cheguei no Piauí me senti em casa, revi minha família e, apesar de conhecer a história do Estado, nunca tinha vindo aqui, onde tudo começou para meu grupo familiar”, declarou.

Em agradecimento ao título de Cidadão Piauiense, o vice-presidente agradeceu ainda a honraria. “Estar aqui, na terra dos meus antepassados para receber o honroso título de Cidadão Piauiense, distinção que recebo e levarei para como marco de meu reencontro com a terra de meus avós e bisavós paternos”, declarou.

Na oportunidade, foi entregue também o de título de cidadania ao desembargador João Afrânio Vilela, vice-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, este último com proposição, também, feita pelo deputado Fernando Monteiro.

Estiveram presentes o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí Sebastião Martins; o prefeito de Teresina Firmino Filho; os senadores Ciro Nogueira, Elmano Ferrer e Marcelo Castro; entre outras autoridades piauienses.

Homenagem

Lula vai receber título Doutor Honoris Causa de universidade na Argentina

Lula completou 160 dias na prisão e recentemente, teve sua candidatura para as eleições deste ano para o cargo de presidente da República indeferida.

Publicada em 13 de setembro de 2018 - 18:42

Imprimir
Lula vai receber título Doutor Honoris Causa de universidade na Argentina

Última atualização: 14 , setembro 2018 - 10:21

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril deste ano, será homenageado no dia 27 de setembro pela Universidade Nacional do Comahue, na Argentina, com o título de Doutor Honoris Causa.

Lula completou 160 dias na prisão e recentemente, teve sua candidatura para as eleições deste ano para o cargo de presidente da República indeferida, o que o impossibilita de concorrer as eleições, mesmo liderando nas pesquisas de intenções de voto.