decisão

Ministro Ricardo Lewandowski autoriza Lula a dar entrevistas

A decisão do ministro foi proferida após reclamação ao STF feita pela jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, e pelo jornalista Florestan Fernandes

Publicada em 28 de setembro de 2018 - 13:28

Imprimir
Ministro Ricardo Lewandowski autoriza Lula a dar entrevistas

Última atualização: 28 , setembro 2018 - 13:28

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta sexta-feira (28) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevistas à imprensa da carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba,

A decisão do ministro foi proferida após reclamação ao STF feita pela jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, e pelo jornalista Florestan Fernandes. Eles atacaram decisão da juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, que em agosto havia negado o acesso da imprensa a Lula.

Lewandowski acolheu os argumentos dos reclamantes e entendeu que a decisão da juíza seria uma censura prévia ao trabalho da imprensa, o que viola decisão do próprio Supremo, que na ação de descumprimento de preceito fundamental (ADPF) 130 vetou qualquer tipo de censura prévia.  

Desde 7 de abril, Lula cumpre, na capital paranaense, pena de 12 anos e um mês de prisão, imposta pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Com informações Agência Brasil

Após decisão judicial

Piauí recebe empréstimo de R$ 315 milhões da Caixa

A medida foi atendida por conta da decisão judicial contra Caixa, emitida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicada em 6 de junho de 2018 - 20:20

Imprimir
Piauí recebe empréstimo de R$ 315 milhões da Caixa

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 6 , junho 2018 - 20:20

A Caixa Econômica Federal liberou nesta quarta-feira, (06/06), o empréstimo de R$315 milhões solicitado pelo Governo do Piauí e já estarão disponíveis a partir de amanhã, (07/06). A medida foi atendida por conta da decisão judicial contra Caixa, emitida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Os recursos, oriundos de financiamento adquirido por meio de produto financeiro, serão investidos em obras de infraestrutura, implantação e recuperação de rodovias, melhoria na mobilidade urbana e saneamento básico.

Segundo Rafael Fonteles, secretário de Fazenda, a liberação dos recursos desafoga investimentos em infraestrutura em todo o Piauí, previstos no Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa).

Essa foi uma vitória importante do povo do Piauí conseguir no STF, a instância máxima do Judiciário Nacional, a liberação desses importantes recursos. São R$ 315 milhões que serão integralmente aplicados em obras, sejam elas de mobilidade urbana, rodovias e algumas obras estruturantes como o complemento da Adutora do Litoral, nas duplicações das BRs e dezenas de asfaltamentos e calçamentos urbanos em todos os municípios do estado do Piauí”, pontuou Fonteles.

Para Rafael Fonteles, o resultado favorável ao governo vai ao encontro do comportamento do poder executivo estadual, que seguiu as recomendações dos órgãos de controle e do Poder Judiciário durante todo o trâmite do processo.