entrada gratuita

Projeto LaborArthe leva música e teatro de bonecos nesta sexta (03)

O projeto é realizado pela Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer do Sindserm uma vez por mês, sempre na primeira sexta-feira.

Publicada em 3 de agosto de 2018 - 12:25

Imprimir
Projeto LaborArthe leva música e teatro de bonecos nesta sexta (03)

Última atualização: 3 , agosto 2018 - 12:32

Nesta sexta-feira (03), o projeto cultural LaborArthe levará apresentações da banda Marlon e os Brandos, o coletivo B.R.O Bró, além de uma oficina de teatro de bonecos pela Companhia Tum Tum.  A entrada é gratuita e começa a partir das 20h no estacionamento em frente à sede do Sindicato dos (as) Servidores (as) Públicos(as) Municipais de Teresina (Sindserm).

O projeto é realizado pela Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer do Sindserm uma vez por mês, sempre na primeira sexta-feira. O objetivo é valorizar iniciativas culturais locais e apresentações nas áreas de música, teatro, dança, literatura, dentre outras. O espaço também é reservado para despertar debates sobre as principais lutas dos trabalhadores através da arte.

Com quase 12 anos de estrada, Marlon e os Brandos prometem trazer o melhor do rock dos anos de 1980 e 1990, bem como um repertório autoral que tem conquistado o público teresinense. A banda Marlon e os Brandos é composta pelos músicos Marlon Rodner (voz), Filipe de Sousa (guitarra), Vinicius Carvalho (bateria) e Luciano Reis (baixo).

A sede do sindicato que fica localizada na rua Quintino Bocaiúva, nº 446, centro-norte.

Redação Piauí Agora

análise

Julgamento de Montezuma no TJ-PI é adiado para próxima semana

Montezuma sofre processo por acumular três cargos no serviço público.

Publicada em 25 de julho de 2018 - 12:31

Imprimir
Julgamento de Montezuma no TJ-PI é adiado para próxima semana

Última atualização: 25 , julho 2018 - 19:35

O julgamento do secretário de educação de Teresina, Kleber Montezuma, que estava marcado para esta quarta-feira (25), no Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, foi adiado e a previsão é que aconteça na próxima semana. Montezuma sofre processo por acumular três cargos no serviço público.

O advogado de defesa do secretário chegou a falar no tribunal na manhã de hoje, mas o julgamento não ocorreu, pois o desembargado do TJ- PI Fernando Lopes, solicitou maior tempo para analisar o processo e, assim, ocorrer a votação.

A ação, movida pelo Ministério Público do Piauí, foi motivada por uma denúncia do Sindicato dos (as) Servidores (as) Públicos (as) Municipais de Teresina (SINDSERM), ainda no ano de 2015. A categoria pede a condenação do atual secretário e, ainda, a devolução dos salários do cargo de secretário desde 2014.

Na época, foi publicada em uma mesma edição do Diário Oficial do Município, a aposentadoria de Montezuma no valor de R$17 mil, exoneração e outra contratação, fato este que alertou os servidores.

A ação do Ministério Público é de autoria do pelo promotor Fernando Santos, da Promotoria de Justiça da Fazenda Pública, e foi reforçada pela Procuradora de Justiça Marta Celina.

PERCA DE DIREITOS POLÍTICOS

De acordo com Sindserm, caso condenado, Montezuma deve perder os direitos políticos por até cinco anos e pagar multa de até cem vezes o valor do salário, que chega a R$29,7 milhões, além de outras perdas fiscais.

ATO

Servidores municipais e trabalhadores da educação de Teresina estiveram em frente ao Tribunal de Justiça para realização de um ato.

 

negociação pode acontecer

Servidores da saúde de Teresina decretam Estado de Greve

A mudança ocorreu devido ao agendamento de uma negociação com a Fundação Municipal de Saúde (FMS) para a próxima semana.

Publicada em 7 de julho de 2018 - 11:54

Imprimir
Servidores da saúde de Teresina decretam Estado de Greve

Última atualização: 7 , julho 2018 - 11:54

A greve dos servidores da saúde, que era para começar na ultima quinta-feira (05), foi suspensa e a categoria decidiu  Estado de Greve,após Assembleia Setorial Unificada. A mudança ocorreu devido ao agendamento de uma negociação com a Fundação Municipal de Saúde (FMS) para a próxima semana.

Em nota, o Sindicato dos (as) Servidores (as) Públicos (as) Municipais de Teresina (Sindserm) informa que o Estado de Greve permite que, conforme o andamento das negociações, o movimento paredista pode retornar a qualquer momento.

O movimento abrange assistentes sociais, farmacêuticos, psicólogas, profissionais de radiologia, administrativos, agentes de portaria, técnicos de patologia, médicos e trabalhadores do SAMU.

Os servidores estiveram na manhã da última quinta-feira (05) na frente à FMS para realizar um ato e cobrar respostas da gestão sobre as demandas do setor.

decisão

Servidores da saúde municipal deflagram greve para julho

A greve tem como uma das principais reivindicações evitar a retirada do adicional de insalubridade da categoria

Publicada em 20 de junho de 2018 - 11:15

Imprimir
Servidores da saúde municipal deflagram greve para julho

Última atualização: 20 , junho 2018 - 11:15

Em reivindicação para evitar a retirada do adicional de insalubridade, os servidores da saúde municipal de Teresina vão iniciar greve a partir do dia 5 de julho. A decisão foi tomada durante Assembleia Geral conjunta nessa terça-feira (19/06).

De acordo com o Sindicato dos(as) Servidores(as) Públicos(as) Municipais de Teresina (SINDSERM), assistentes sociais, farmacêuticos, psicólogos, profissionais de radiologia, administrativos, agentes de portaria, técnicos de patologia, dentre outros, estão na lista que deve ser atingida pela retirada da insalubridade, que varia numa redução de R$ 800,00 a R$ 1.600,00 nos contracheques.

Segundo Sinésio Soares, presidente do SINDSERM, a insalubridade é um direito do trabalho. “Não deve ser objeto de adequação financeira, pois não é um privilégio ou incentivo e sim um direito trabalhista, que não pode ser retirado arbitrariamente”, afirma.

A greve iniciará com uma Assembleia Geral no dia 5 de julho, em frente à Fundação Municipal de Saúde, e deve atingir todos os locais de trabalho da saúde municipal.

Redação Piauí Agora

BR-316, Tabuleta

Caminhoneiros em greve recebem comida de sindicato e continuam manifestação

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (Sindserm) fez uma mesa com vários alimentos para os caminhoneiros.

Publicada em 26 de maio de 2018 - 13:32

Imprimir
Caminhoneiros em greve recebem comida de sindicato e continuam manifestação

Fonte: Daniely Viana

Última atualização: 27 , maio 2018 - 11:36

Com apoio dos sindicatos de todo país, os caminhoneiros em greve na BR-316, no bairro Tabuleta, zona Sul de Teresina, receberam na manhã deste sábado (26) uma mesa com frutas, bolos e alimentos em geral. A ação foi promovida por integrantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (Sindserm).

Os caminhoneiros estão há seis dias paralisados em protesto contra o aumento do diesel. Mesmo com acordo feito na última quinta-feira (24), uma parte da categoria permanece em greve.

 

“A gente não reconhece o sindicato que o Governo entrou em acordo. Por isso é que nós pedimos apoio da população, pois como todos sabem, os responsáveis já até acionaram as forças armadas pra retirar a gente daqui”, conta o caminhoneiro Francisco Paulo, que está no movimento em Teresina.

Ainda segundo o caminhoneiro, a categoria não tem previsão para encerrar o protesto. “Estamos aqui por tempo indeterminado, pois a nossa principal questão é o combustível”, pontuou.

 

 

LIBERAÇÃO

Na BR-343, a categoria está liberando a passagem de alimentos e remédios. Somente são fiscalizados aqueles que queiram furar o bloqueio.

 

Negociação

Servidores municipais seguem com greve e exigem negociação

Para esta quinta-feira, (24/05), a partir das 8h, está programado um ato público na Câmara Municipal.

Publicada em 23 de maio de 2018 - 16:52

Imprimir
Servidores municipais seguem com greve e exigem negociação

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 23 , maio 2018 - 16:54

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (SINDSERM), junto com a categoria, decidiram nesta quarta-feira, (23/05), seguir com a greve, que já dura a 14 dias e estão exigindo uma negociação salarial. Para esta quinta-feira, (24/05), a partir das 8h, está programado um ato público na Câmara Municipal.

A greve tem forte adesão de servidores de variados setores, como: trabalhadores das Unidades Básicas de Saúde, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), do Hospital de Urgências de Teresina (HUT), do Laboratório Raul Bacelar, de hospitais, escolas, farmácia e almoxarifados centrais, Lineu Araújo, de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), servidores administrativos, agentes de portaria, dentre outros.

Diante do movimento grevista, o prefeito Firmino Filho (PSDB) enviou à Câmara de Vereadores uma proposta de reajuste salarial aos servidores de 3%, percentual considerado pela categoria inferior às perdas salariais, que chegam a mais de 40%.

Além disso, o Sindserm garante que há dois anos a categoria não recebe reajuste salarial e os alguns vencimentos são inferiores a um salário mínimo.

ATO PÚBLICO

O ato público que acontecerá nesta quinta-feira (24/05), cobrará dos vereadores uma mediação para a abertura da negociação sobre a pauta da greve. Além desta ação, um acampamento diário em frente à sede do Palácio da Cidade é mantido como tentativa de pressionar a gestão do município para que receba a categoria.

protesto

Servidores municipais acampam em frente à Prefeitura de Teresina

Estão no local cerca de 17 pessoas que pretendem conseguir uma reunião de negociação com a PMT.

Publicada em 15 de maio de 2018 - 10:45

Imprimir
Servidores municipais acampam em frente à Prefeitura de Teresina

Fonte: Daniely Viana

Última atualização: 15 , maio 2018 - 11:09

Em greve desde o último dia 10 de maio, servidores municipais iniciam nesta segunda-feira (15) um acampamento em frente à Prefeitura de Teresina, Centro da cidade. Estão no local cerca de 17 pessoas que pretendem conseguir uma reunião de negociação com a PMT.

Segundo a categoria, a ação não há previsão para terminar. Os servidores estão sendo acompanhados pelo Sindicato dos(as) Servidores(as) Públicos(as) Municipais de Teresina (SINDSERM).

Dentre as pautas de reivindicação está o reajuste salarial, a proposta de reajuste de 2018, mudanças de nível e melhores condições de trabalho.

Servidores estão em greve desde o dia 10 de maio

De acordo com o Sindserm, estão em greve os setores de todas as secretarias do município e seguem por tempo indeterminado.