Greve dos Caminhoneiros

PM promete desobstruir terminal de petróleo ainda hoje

Publicada em 28 de maio de 2018 - 19:06

Imprimir
PM promete desobstruir terminal de petróleo ainda hoje

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 28 , maio 2018 - 19:08

A Polícia Militar do Piauí, por meio da Coordenadoria de Gerenciamento de Crise, garantiu que ainda nesta segunda-feira, (28/05), irá cumprir a determinação do Ministério Público Federal, que é desobstruir de manifestantes o terminal de petróleo em Teresina. Os manifestantes impediram caminhões tanques de saírem do terminal para abastecer ambulâncias de hospitais. 

O Ministério Público Federal enviou nova solicitação ao governo que convoque o Exército para ajudar na desobstruir do terminal de petróleo.

Segundo a coronel Júlia Beatriz, coordenadora do gerenciamento de crise da PM, a desocupação do terminal poderá acontecer a qualquer momento.

“Já houve uma pré-negociação e a qualquer momento pode ter uma ação de retirar os manifestantes da região. Chegamos a uma conclusão que esse pessoal, que hoje está aqui, não é o mesmo e nem possui os mesmos ideais dos outros, porque eles saíram das negociações e estão desordenados. Não tem uma negociação em si”, ressaltou.

Apesar da coronel Júlia Beatriz garantir que irá levar reivindicações dos manifestantes ao governo, ela vai cumprir a determinação da justiça.

DECISÃO JUDICIAL

Na tarde desta segunda-feira, (28/05), o Secretário Estadual de Segurança, Rubens Pereira, recebeu na sede da Secretaria de Segurança representantes do Movimento Popular que reivindicam no Terminal de Petróleo de Teresina. Na reunião o secretário reafirmou que irá dar cumprimento a decisão judicial.

Violência contra a mulher

Cerca de 90 sapatos vermelhos simbolizam vítimas de feminicídio

A iniciativa é um ato de protesto contra o crime feminicídio.

Publicada em - 14:38

Imprimir
Cerca de 90 sapatos vermelhos simbolizam vítimas de feminicídio

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 28 , maio 2018 - 14:38

Quem passou pela escadaria da Igreja São Benedito, localizada no Centro de Teresina, se surpreendeu nesta segunda-feira, (28/05), com cerca de 90 pares de sapatos femininos na cor vermelha. A iniciativa é um ato de protesto contra o crime feminicídio.

O ato de protesto “Mulheres, presente!” foi idealizado pela Secretaria de Segurança Pública com apoio de voluntárias em alusão ao Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, instituído no dia 27 de maio.

De acordo com a delegada Eugênia Villa, diretora de Gestão Interna da Secretária de Segurança,

“Os 90 sapatos irão ficar expostos durante o dia inteiro representam cada mulher que foi assassinada no Piauí na rubrica do Feminicídio, entre a data de vigência da lei, que foi em 10 de março de 2015, até o dia 17 de maio deste ano”, explicou.

A delegada Eugênia Villa conta que além desse ato de protesto, estão programados outras atividades em mais cidades do estado.

“Recebemos mais de 120 sapatos de doações, pintados de vermelho e colocamos aqui pra mostrar a ausência dessas mulheres, porque se não tivesse essa cultura machista elas estariam vivas. As mulheres estão sendo assassinadas por serem mulheres”, lamentou.

O dia 27 de maio foi escolhido para ser o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio em razão ao crime que vitimou meninas adolescentes de Castelo do Piauí em 2015.

Investimento

Mais de R$9 milhões são investidos em penitenciárias

Os recursos investidos são do Fundo Penitenciário Nacional e do Plano de Modernização do Sistema Prisional.

Publicada em 16 de maio de 2018 - 14:27

Imprimir
Mais de R$9 milhões são investidos em penitenciárias

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 16 , maio 2018 - 15:54

A Secretaria de Justiça do Estado do Piauí (Sejus) informou que, nos últimos três anos, mais de R$9 milhões foram investidos no sistema prisional do Piauí. Os recursos investidos são do Fundo Penitenciário Nacional e do Plano de Modernização do Sistema Prisional.

O investimento foi feito na aquisição de equipamentos como: 500 pistolas e 60 carabinas calibre 40, espingardas, granadas de efeito moral e munição letal e de borracha. As penitenciárias também passaram a contar nos últimos anos com pórticos e raquetes detectores de metais; scanners raio-X e rádios comunicadores portáteis e fixos.

Só em armas e munição foram investidos R$3,5 e quase R$1 milhão em equipamentos para proteção individual dos servidores das penitenciárias, como: 380 coletes balísticos, 1.000 cintos de guarnição, 1.000 coturnos táticos, capacetes, caneleiras, cotoveleiras e outros materiais para reforçar a proteção dos agentes.

A aquisição e instrumentalização do efetivo, que também beneficiou o Comando de Operações Prisionais (COP) é fruto do Plano de Modernização do Sistema Prisional, desenvolvido pela secretaria de Justiça.

São ações que garantem modernidade e avanço na segurança dos nossos presídios, oferecendo melhores condições de trabalho para os agentes e segurança para a população”, destaca o secretário da Justiça, Daniel Oliveira.

Viaturas

Em 2017, a Secretaria de Justiça adquiriu 21 viaturas para o sistema penitenciário. Cerca de R$ 1,8 milhões do Fundo Penitenciário foi destinado à compra de dez viaturas, somados a outros veículos que foram entregues em parceria com o Exército e com outras reservas do Tesouro Estadual. Os veículos são adaptados para cela, com capacidade para transportar até dez presos, contam com sistema de câmeras e transmitem áudio para a cabine de motorista.

Monitoramento eletrônico


Os presídios do Estado têm ganho um grande reforço em suas estruturas com a implantação do Circuito Fechado de Televisão, o CFTV, que está sendo implantado nas unidades penais. Com investimento inicial de mais de R$ 1,2 milhão, dos 15 estabelecimentos penitenciários do Piauí, as Casas de Detenção de Altos e São Raimundo Nonato, a Casa de Custódia de Teresina e a Penitenciária Regional Irmão Guido são os presídios que já receberam o sistema de monitoramento.

No total, 314 câmeras monitoram, 24 horas por dia todos os dias, detentos, agentes prisionais, parte interna e todo o perímetro externo dos presídios. A meta da Secretaria de Justiça, dentro do Plano de Modernização do Sistema Prisional, é expandir o sistema para todas as unidades penais do Estado.

As câmeras do CFTV possibilitam zoom e giro de 360°, bem como imagens em resolução Full HD, sendo o que há de mais moderno no mercado. O acompanhamento é feito em bases, dentro dos próprios presídios, que contam com monitores de TV, rádios comunicadores e outros aparelhos. Na área de comunicação em rádio, a Sejus adquiriu mais de 50 terminais móveis com criptografia e GPS que funcionam comunicam os presídios do perímetro da capital.

Novas unidades prisionais

Entre 2015 e 2017 foram abertos dois novos presídios no estado, a Casa de detenção de Altos, com 156 vagas, e a Penitenciária de Campo Maior, com 160. A expectativa para 2018 é que sejam abertas novas vagas no sistema prisional do Piauí.

Com a previsão de abertura da Cadeia Pública de Altos, com 603 vagas, e da Central de Triagem de Teresina, com 160 vagas, a meta da Secretaria de Justiça é ir de encontro à lotação das unidades.

Em fase de estudo, duas novas licitações de obras devem ser lançadas para este ano. Um para a construção de nova Penitenciária de Oeiras, com 160 vagas, e outra para a garantia de uma penitenciária em Bom Princípio, com capacidade para 336 detentos.