após eliminação

Torcida recebe seleção brasileira no Rio de Janeiro com aplausos

Tite tirou várias fotos com os fãs e deu autógrafos em um gesto de carinho.

Publicada em 8 de julho de 2018 - 11:13

Imprimir
Torcida recebe seleção brasileira no Rio de Janeiro com aplausos

Última atualização: 8 , julho 2018 - 13:41

O desembarque da seleção brasileira no Aeroporto Internacional do Galeão, Rio de Janeiro, foi de muito carinho e aplausos. Mesmo com a desclassificação na Copa do Mundo, cerca de 30 torcedores esperaram a chegada dos jogadores na madrugada deste domingo (08) para demonstrar gratidão.

Desceram no aeroporto os jogadores Douglas Costa, Taison, Gabriel Jesus, Neymar, Philippe Coutinho, Casemiro e Geromel, além da comissão técnica com Tite.

O técnico, em entrevista coletiva, agradeceu o apoio da torcida. “Eu quero, de coração, retribuir a eles todos e agradecer. Obrigado, obrigado”, disse.

Tite, inclusive, tirou várias fotos com os fãs e deu autógrafos em um gesto de carinho.

NEYMAR ‘FALOU’ PELA PRIMEIRA VEZ

Uma das declarações mais esperadas após a desclassificação era do atacante Neymar. O jogador, que ainda não falou com a imprensa, escolheu as redes sociais para expressar seu sentimento pós-derrota neste sábado (07). A publicação tem, até o momento, mais de cinco milhões de curtidas.

“Posso dizer que é o momento mais triste da minha carreira… Difícil encontrar forças pra querer voltar a jogar futebol”

Decisão

Privatização da Eletrobras é suspensa no PI e mais 4 Estados

A medida atinge os estados do Piauí, Amazonas, Rondônia, Acre e Alagoas.

Publicada em 5 de junho de 2018 - 12:22

Imprimir
Privatização da Eletrobras é suspensa no PI e mais 4 Estados

Fonte: Com informações Agência Brasil

Última atualização: 5 , junho 2018 - 12:22

A 49ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro determinou nesta terça-feira (05/06), a suspensão do processo de privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias. A medida atinge os estados do Piauí, Amazonas, Rondônia, Acre e Alagoas.

Na decisão, a Justiça do Trabalho determinou que a empresa precisa apresentar, no prazo de até 90 dias, um estudo sobre o impacto da privatização nos contratos de trabalho da estatal e das empresas vinculadas a ela.

A informação confirmada pela própria Eletrobras, em comunicado ao mercado.