Multa por descumprimento

Tribunal de Justiça determina reajuste de 6,81% aos professores

A determinação da Justiça é que o Governo do Estado efetue o pagamento para os servidores ativos, aposentados e pensionistas no prazo de 48 horas.

Publicada em 10 de agosto de 2018 - 17:06

Imprimir
Tribunal de Justiça determina reajuste de 6,81% aos professores

Última atualização: 10 , agosto 2018 - 17:06

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), por meio do desembargador Joaquim Santana, determinou reajuste salarial de 6,81% para os professores da rede estadual e de 3,95% para os funcionários administrativos. A categoria comemorou o resultado na Praça Rio Branco, Centro de Teresina.

A determinação da Justiça é que o Governo do Estado efetue o pagamento para os servidores ativos, aposentados e pensionistas no prazo de 48 horas. Caso descumpra, a multa é de R$15 mil por dia.

Segundo Paulina Almeida, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí (Sinte), o reajuste será retroativo a partir de maio e o reajuste de 3,95% para os funcionários a partir de setembro.

De acordo com o desembargador Joaquim Santana, os professores e funcionários da educação deverão retornar as suas atividades assim que o Governo conceder os devidos reajustes.

Reivindicação

Servidores da educação seguem em greve no Piauí

A reivindicação é quanto ao cumprimento do pagamento do reajuste de 6,81% e 3,95% para docentes e funcionários de escolas, respectivamente.

Publicada em 24 de julho de 2018 - 15:00

Imprimir
Servidores da educação seguem em greve no Piauí

Última atualização: 24 , julho 2018 - 22:01

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública decidiram na manhã desta terça-feira, (24/07), em Assembleia Geral, realizada no Clube Social do Sinte-PI, dar continuidade a greve.

A reivindicação é quanto ao cumprimento do pagamento do reajuste de 6,81% e 3,95% para docentes e funcionários de escolas, respectivamente.

Segundo Paulina Almeida, presidente do Sinte-PI, a reunião desta manhã teve caráter avaliativo do movimento grevista na capital e nos 17 núcleos regionais.

”A categoria entende que o Governo do Estado é o responsável pela não valorização dos profissionais da educação. Estamos em greve, na busca dos nossos direitos, nós acreditamos em uma educação pública de qualidade.” explica.

Na assembleia definiu-se uma nova agenda de atividades; a categoria estenderá a entregar de informativos nos bairros de Teresina.

LEGALIDADE

A greve dos trabalhadores da educação é legal e hoje completou 47 dias de reivindicação pelo reajuste salarial em todo Estado do Piauí, integralizando um percentual de 70% de escolas paradas.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado estabeleceram uma nova Assembleia para o primeiro dia de agosto, até lá os servidores da educação pública permaneceram parados, aguardando o Poder Judiciário julgar a ação.

Alepi aprova reajuste salarial de 2,95% aos professores

A sessão teve início pela manhã de hoje e aconteceu com protestos e inclusive, tumultos e agressões.

Publicada em 21 de junho de 2018 - 19:14

Imprimir
Alepi aprova reajuste salarial de 2,95% aos professores

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 21 , junho 2018 - 19:14

A Assembleia Legislativa do Piauí aprovou na tarde desta quinta-feira, (21/06), em sessão no plenário, o reajuste salarial de 2,95% dos professores e dos servidores estaduais, como policiais militares e civis, agentes penitenciários, bombeiros militares, auditores e procuradores.

A sessão teve início pela manhã de hoje e aconteceu com protestos e inclusive, tumultos e agressões.

As proposições foram aprovadas em primeira e segunda discussões. Os deputados Robert Rios (DEM), líder da Oposição, Marden Menezes (PSDB), Dr. Pessoa (SD) e Rubem Martins (PSB) votaram contra as proposições.

O deputado Marden Menezes, ao debater sobre a PL 33/18, afirmou que a votação da matéria estava prejudicada porque o Diário Oficial do Estado já havia publicado a Lei 7131/18, que trata do aumento dos salários dos professores e dos funcionários da educação.

 

ALEPI

Tumulto marca derrubada do veto de reajuste dos professores

O deputado estadual João Madson garantiu que o que será votado ainda hoje, (21/06), será apenas um reajuste de 2,81%, que corresponde a inflação.

Publicada em - 14:06

Imprimir
Tumulto marca derrubada do veto de reajuste dos professores

Última atualização: 21 , junho 2018 - 14:06

Alguns professores feridos, deputados sendo escoltados e muito desentendimento. Foi esse cenário que marcou a reunião no plenário da Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), na manhã desta quinta-feira, (21/06). Durante o tumulto, os deputados estaduais só chegaram ao plenário sob escolta da Polícia Militar.

Isso aconteceu porque os deputados acabaram anulando a votação que derrubava o veto do governador Wellington Dias, de não dar reajuste salarial dos professores da rede pública estadual.

A Alepi aprovou um aumento de 6,81%, no entanto, foi vetado pelo executivo por conta das vedações do período eleitoral, já que Wellington Dias é candidato ao cargo de governador e poderá ficar inelegível caso conceda o reajuste neste período, foi o que motivou os deputados a derrubar o veto.

Diante do transtorno, a deputada estadual Juliana Falcão (PSB) decidiu denunciar ao cargo de 2ª Secretária da mesa diretória.

REAJUSTE

Apesar disso, o deputado estadual João Madson garantiu que o que será votado ainda hoje, (21/06), será apenas um reajuste de 2,81%, que corresponde a inflação.