rádio e TV

Saiba como fica propaganda eleitoral no 2ª turno

No Piauí, como não haverá segundo turno para governador, a propaganda vai durar 10 minutos.

Publicada em 9 de outubro de 2018 - 12:04

Imprimir
Saiba como fica propaganda eleitoral no 2ª turno

Última atualização: 9 , outubro 2018 - 12:04

O 2ª turno começou e, com ele, recomeça a propaganda eleitoral gratuita na TV e rádio a partir desta sexta-feira (12). Os programas serão transmitidos de segunda-feira a sábado, em dois horários por dia.

Em todo o país serão exibidos os programas para presidente dos candidatos Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL). No Piauí, como não haverá segundo turno para governador, a propaganda vai durar 10 minutos.

O horário eleitoral vai até dia 26 de outubro e a votação no domingo, dia 28.

CONFIRA COMO VAI FICAR

– Os candidatos a presidente terão 5 minutos cada um para divulgar suas propostas;
– No rádio: das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10. Na TV: das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40;
– Os candidatos ao governo também terão 5 minutos cada um;
– No rádio: das 7h10 às 7h20 e das 12h10 às 12h20. Na TV: das 13h10 às 13h20, e das 20h40 às 20h50

 

Propaganda eleitoral

Dr. Pessoa reclama da imagem de Lula em propagandas eleitorais de Wellington

A reclamação foi formalizada no dia 05  de setembro no Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE/PI) e alega que o candidato Wellington está usando em excesso a imagem de Lula.

Publicada em 12 de setembro de 2018 - 16:48

Imprimir
Dr. Pessoa reclama da imagem de Lula em propagandas eleitorais de Wellington

Última atualização: 13 , setembro 2018 - 10:08

A Coligação chamada “Mudar para cuidar da nossa gente”, liderada pelo candidato a governador do Piauí Dr. Pessoa (Solidariedade), está contestando a imagem do ex-presidente Lula em propagandas eleitorais realizadas na Internet pelo também candidato ao governo, Wellington Dias (PT), que tenta a reeleição por meio da coligação “A vitória com a força do povo”.

A reclamação foi formalizada no dia 05  de setembro no Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE/PI) e alega que o candidato Wellington está usando em excesso a imagem de Lula, tanto nas redes sociais, como propagandas eleitorais.

Segundo Dr. Pessoa, apesar da candidatura de Lula ter sido indeferida, continua o uso de sua imagem de forma excessiva e o candidato que está na disputa torna-se um coadjuvante na própria campanha. Além disso, pede aplicação de uma multa de R$30 mil, caso seja descumprido.

Em contrapartida, a assessoria da campanha de Wellington Dias, por meio de nota, explicou que o espaço de 25% determinado pela Justiça está sendo respeitado e tem como protagonista o candidato Wellington Dias.

“A jurisprudência existente entende que os 25% se destinam a candidato apoiador. Primeiro, porque o Lula não é mais candidato e, segundo, porque mesmo não sendo candidato sua presença não é superior 25%, respeitando todos os pertinentes. No programa em questão, não existe fala do Lula e nem pedido que extrapole os 25%. Com isso, entendemos que a propaganda está dentro do que determina a legislação e esperamos que, no julgamento do mérito, se comprove a legalidade e que a ação seja julgada improcedente”, finalizou a nota.

horário eleitoral

TSE divulga tempos de presidenciáveis na TV e rádio

A partir de 1ª de setembro, até 04 de outubro, os eleitores poderão acompanhar seus candidatos nos veículos de comunicação

Publicada em 24 de agosto de 2018 - 12:01

Imprimir
TSE divulga tempos de presidenciáveis na TV e rádio

Última atualização: 24 , agosto 2018 - 12:03

Já está definido o tempo que cada candidato a presidência do Brasil terá nas campanhas de TV e rádio. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou as regras durante audiência pública nesta quinta-feira (23), com participação de representantes dos partidos. A partir de 1ª de setembro, até 04 de outubro, os eleitores poderão acompanhar seus candidatos nos veículos de comunicação.

Foi sorteada também a ordem de aparição de cada candidato nos dois blocos veiculados pelas emissoras. A ordem será rotativa. No rádio, serão veiculados dois blocos de 12 minutos e meio às 7h e ao meio-dia, sempre aos sábados, às terças e às quintas-feiras. Na TV, os horários serão às 13h e às 20h30, nos mesmos dias da semana e com a mesma duração.

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, terá, entre os candidatos, o maior tempo de propaganda eleitoral, com cinco minutos e 32 segundos em cada bloco diário. Isso acontece devido ao tamanho da bancada do candidato na Câmara dos partidos (nove, ao todo) que compõem sua coligação..

Já Vera Lúcia (PSTU) é a candidata com menor tempo no horário eleitoral: Cinco segundos e sete inserções.

Veja a ordem de aparição dos candidatos:

1- Marina Silva, coligação Unidos para Transformar o Brasil (Rede e PV): 21 segundos no horário eleitoral e 29 inserções;

2- Cabo Daciolo (Patriota): oito segundos no horário eleitoral e 11 inserções;

3- Eymael (Democracia Cristã): oito segundos no horário eleitoral e 12 inserções;

4- Henrique Meirelles, coligação Essa é a Solução (MDB e PHS): um minuto e 55 segundos no horário eleitoral e 151 inserções;

5- Ciro Gomes, coligação Brasil Soberano (PDT e Avante): 38 segundos no horário eleitoral e 51 inserções;

6- Guilherme Boulos, coligação Vamos sem Medo de Mudar o Brasil (PSOL e PCB): 13 segundos e 17 inserções;

7- Geraldo Alckmin, coligação Para Unir o Brasil (PRB, PP, PTB, PR, PPS, DEM, PSDB, PSD e Solidariedade): cinco minutos e 32 segundos no horário eleitoral e 434 inserções;

8- Vera Lúcia (PSTU): Cinco segundos no horário eleitoral e sete inserções;

9- Lula, coligação O Povo Feliz De Novo (PT, PCdoB e Pros): dois minutos e 23 segundos no horário eleitoral e 189 inserções;

10- João Amoêdo (Partido Novo): Cinco segundos e oito inserções diárias;

11- Álvaro Dias, coligação Mudança de Verdade (Pode, PSC, PTC e PRP): 40 segundos no horário eleitoral e 53 inserções;

12- Jair Bolsonaro, coligação Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos (PSL e PRTB): oito segundos no horário eleitoral e 11 inserções e

13- João Goulart Filho (PPL): cinco segundos no horário eleitoral e sete inserções.

Com informações Agência Brasil