Multa por descumprimento

Tribunal de Justiça determina reajuste de 6,81% aos professores

A determinação da Justiça é que o Governo do Estado efetue o pagamento para os servidores ativos, aposentados e pensionistas no prazo de 48 horas.

Publicada em 10 de agosto de 2018 - 17:06

Imprimir
Tribunal de Justiça determina reajuste de 6,81% aos professores

Última atualização: 10 , agosto 2018 - 17:06

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), por meio do desembargador Joaquim Santana, determinou reajuste salarial de 6,81% para os professores da rede estadual e de 3,95% para os funcionários administrativos. A categoria comemorou o resultado na Praça Rio Branco, Centro de Teresina.

A determinação da Justiça é que o Governo do Estado efetue o pagamento para os servidores ativos, aposentados e pensionistas no prazo de 48 horas. Caso descumpra, a multa é de R$15 mil por dia.

Segundo Paulina Almeida, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí (Sinte), o reajuste será retroativo a partir de maio e o reajuste de 3,95% para os funcionários a partir de setembro.

De acordo com o desembargador Joaquim Santana, os professores e funcionários da educação deverão retornar as suas atividades assim que o Governo conceder os devidos reajustes.

15 vagas

Uespi abre inscrições para mestrado em Matemática

As aulas são semipresenciais e gratuitas.

Publicada em 1 de agosto de 2018 - 12:50

Imprimir
Uespi abre inscrições para mestrado em Matemática

Última atualização: 1 , agosto 2018 - 12:51

Já estão abertas as inscrições para 15 vagas no Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT). A oportunidade é oferecida pela Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e as aulas são semipresenciais e gratuitas.

A inscrição para o exame nacional de acesso é realizada, exclusivamente, no site do PROFMAT. O valor da taxa de inscrição é de R$ 76,00, pago por meio de boleto do Banco do Brasil emitido no momento do preenchimento do formulário de inscrição.

A prova que será realizada em 20 de outubro, será composta por 30 questões de múltipla escolha, que terão como objetivo avaliar os conhecimentos numéricos, geométricos, de estatística e probabilidade, algébricos e algébricos/geométricos dos candidatos, de forma a aferir o domínio matemático.

Os aprovados no mestrado que estejam ministrando aulas em escolas públicas também podem concorrer a uma bolsa de estudos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A bolsa está condicionada ao compromisso de permanência no ensino básico público de matemática.

Informações: Edital completo ou profmat@uespi.br / (86)3113-7447/3213-7527 ramal 377.

Redação Piauí Agora

Pronunciamento

Teresa Britto pede cumprimento do piso salarial dos professores

Além disso, ela repudiou o reajuste de 2,95% do salário dos professores e lamentou as precariedades no atendimento da Maternidade Dona Evangelina Rosa.

Publicada em 26 de junho de 2018 - 18:51

Imprimir
Teresa Britto pede cumprimento do piso salarial dos professores

Última atualização: 26 , junho 2018 - 18:57

A vereadora Teresa Britto (PV), em seu pronunciamento, realizado nesta terça-feira, (26/06), no plenário da Câmara Municipal, defendeu o cumprimento da lei do piso aos professores da rede estadual.

Além disso, ela repudiou o reajuste de 2,95% do salário dos professores, bem abaixo dos 6,81% do reajuste acordado entre o governo e a categoria, e lamentou as precariedades no atendimento da Maternidade Dona Evangelina Rosa.

Segundo Teresa Britto, a educação precisa ser vista pelo estado como um investimento a sociedade e destacou das manobras políticas, apoiadas por deputados estaduais, para impedir a aplicação do piso acordado.

Nós temos uma lei que protege o piso do magistério. Não tenho nem dúvida de que o sindicato vai ganhar na Justiça. O governador precisa entender que educação é investimento e não despesa. Tem que olhar para a educação com respeito”, pontuou.

A parlamentar ainda se solidarizou com os professores e estudantes que estão sem aula e repudiou a gestão do governador Wellington Dias, por não respeitar a legislação vigente.

Alepi aprova reajuste salarial de 2,95% aos professores

A sessão teve início pela manhã de hoje e aconteceu com protestos e inclusive, tumultos e agressões.

Publicada em 21 de junho de 2018 - 19:14

Imprimir
Alepi aprova reajuste salarial de 2,95% aos professores

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 21 , junho 2018 - 19:14

A Assembleia Legislativa do Piauí aprovou na tarde desta quinta-feira, (21/06), em sessão no plenário, o reajuste salarial de 2,95% dos professores e dos servidores estaduais, como policiais militares e civis, agentes penitenciários, bombeiros militares, auditores e procuradores.

A sessão teve início pela manhã de hoje e aconteceu com protestos e inclusive, tumultos e agressões.

As proposições foram aprovadas em primeira e segunda discussões. Os deputados Robert Rios (DEM), líder da Oposição, Marden Menezes (PSDB), Dr. Pessoa (SD) e Rubem Martins (PSB) votaram contra as proposições.

O deputado Marden Menezes, ao debater sobre a PL 33/18, afirmou que a votação da matéria estava prejudicada porque o Diário Oficial do Estado já havia publicado a Lei 7131/18, que trata do aumento dos salários dos professores e dos funcionários da educação.

 

ALEPI

Tumulto marca derrubada do veto de reajuste dos professores

O deputado estadual João Madson garantiu que o que será votado ainda hoje, (21/06), será apenas um reajuste de 2,81%, que corresponde a inflação.

Publicada em - 14:06

Imprimir
Tumulto marca derrubada do veto de reajuste dos professores

Última atualização: 21 , junho 2018 - 14:06

Alguns professores feridos, deputados sendo escoltados e muito desentendimento. Foi esse cenário que marcou a reunião no plenário da Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), na manhã desta quinta-feira, (21/06). Durante o tumulto, os deputados estaduais só chegaram ao plenário sob escolta da Polícia Militar.

Isso aconteceu porque os deputados acabaram anulando a votação que derrubava o veto do governador Wellington Dias, de não dar reajuste salarial dos professores da rede pública estadual.

A Alepi aprovou um aumento de 6,81%, no entanto, foi vetado pelo executivo por conta das vedações do período eleitoral, já que Wellington Dias é candidato ao cargo de governador e poderá ficar inelegível caso conceda o reajuste neste período, foi o que motivou os deputados a derrubar o veto.

Diante do transtorno, a deputada estadual Juliana Falcão (PSB) decidiu denunciar ao cargo de 2ª Secretária da mesa diretória.

REAJUSTE

Apesar disso, o deputado estadual João Madson garantiu que o que será votado ainda hoje, (21/06), será apenas um reajuste de 2,81%, que corresponde a inflação.

na próxima segunda (21)

Professores e estudantes da Uespi organizam ato na capital

A manifestação tem como objetivo pressionar o governador Wellington Dias

Publicada em 18 de maio de 2018 - 10:24

Imprimir
Professores e estudantes da Uespi organizam ato na capital

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 18 , maio 2018 - 12:08

Na próxima segunda-feira (21/05), docentes e estudantes da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), vão realizar um ato público em frente ao Palácio de Karnak, Centro de Teresina. De acordo com a ADCESP, o dia será marcado pela luta em defesa da universidade, por valorização dos docentes e assistência estudantil.

De acordo com a coordenadora geral da ADCESP, Rosângela Assunção, a manifestação tem como objetivo pressionar o governador Wellington Dias para que receba uma comissão de professores e estudantes. “Já temos a confirmação de professores e estudantes vindos de Oeiras, Picos e Floriano onde a situação é ainda mais complicada que na capital”, afirma.

Ainda segundo a categoria, a partir das 8h, os representantes realizarão uma aula pública no local sobre as principais demandas dos docentes, discentes e de toda comunidade acadêmica.