Prefeitura envia projeto que agiliza regularização fundiária em Teresina

Publicada em 10 de junho de 2019 - 12:06

Imprimir
Prefeitura envia projeto que agiliza regularização fundiária em Teresina

Última atualização: 10 , junho 2019 - 12:06

A Prefeitura de Teresina enviou nesta segunda-feira (10), para apreciação da Câmara Municipal de Vereadores, Projeto de Lei Complementar que dispõe sobre a Política de Regularização Fundiária Urbana no município. O objetivo do projeto de lei é dar mais rapidez à regularização fundiária já existente na capital, por meio da Política de Regularização Fundiária Urbana no Município de Teresina – Reurb.

De acordo com o texto enviado à Câmara, a Política de Regularização Fundiária Urbana no Município de Teresina – Reurb tem o propósito de disciplinar, normatizar e organizar o conjunto de ações e iniciativas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais.

“A modernização do acesso e o completo atendimento da população ao direito de moradia é essencial para uma vida digna e com mais qualidade. O projeto de lei aprimora e descentraliza as políticas públicas já existentes com a finalidade de promover a regularização fundiária, integrando assentamentos, hoje em situação irregular, ao contexto formal da cidade, titularizando seus ocupantes e garantindo o exercício constitucional do direito à habitação em Teresina”, observa Rogéria Sousa, coordenadora Especial de Habitação e Regularização Fundiária da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação – Semduh.

O projeto de lei descreve, como princípios da Reurb, a segurança jurídica das situações de posse mansa e pacífica em ocupações informais consolidadas; a sustentabilidade econômica, social e ambiental; a garantia do mínimo de ordenação territorial para ocupação e uso do solo de maneira eficiente e funcional; e a garantia de infraestrutura básica para as comunidades regularizadas.

“O texto enviado à Câmara Municipal estabelece os procedimentos a serem utilizados pela Política de Regularização Fundiária Urbana no Município de Teresina – Reurb, como identificar os núcleos urbanos informais que devam ser regularizados, organizá-los, assegurando a prestação de serviços públicos aos seus ocupantes, de modo a melhorar as condições urbanísticas e ambientais em relação à situação de ocupação informal anterior; conceder direitos reais, preferencialmente em nome da mulher, priorizando a aquisição definitiva da propriedade pelo particular; promover a participação dos interessados nas etapas do processo de regularização fundiária; e ampliar o acesso à terra urbanizada pela população de baixa renda, de modo a priorizar a permanência dos ocupantes nos próprios núcleos urbanos informais regularizados; entre outros”, completa Rogéria Sousa.

Da Redação

PMT lança PPP da Iluminação nesta sexta (07); investimento é de R$ 130 milhões

Publicada em 6 de junho de 2019 - 10:42

Imprimir
PMT lança PPP da Iluminação nesta sexta (07); investimento é de R$ 130 milhões

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:50

A Prefeitura de Teresina lança nesta sexta-feira o edital da primeira Parceria Público Privada (PPP) de Teresina, que será na área de iluminação publica. O edital estará disponível no portal da prefeitura e no da Secretaria Municipal de Concessão e Parcerias (SEMCOP), por um período de sessenta dias.

A sessão Pública de abertura dos envelopes está prevista para acontecer no dia 06 de agosto, às 9h, na Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (SEMA), localizada na Rua Firmino Pires nº 121, Centro.

A empresa selecionada para a PPP ficará responsável pela implantação, instalação, recuperação, modernização, melhoramento, eficiência, expansão, operação e a manutenção da rede de iluminação pública de Teresina por um período de vinte anos.

Com o objetivo de melhorar a iluminação publica da cidade, serão investidos cerca de R$ 130 milhões nos dois primeiros anos de implementação da PPP. “As primeiras zonas beneficiadas serão o Centro e as zonas Norte e Sul. A parceria é uma delegação, mas a titularidade do serviço continua com a Prefeitura de Teresina”, ressalta a secretária municipal de Concessões e Parcerias, Monique Menezes.

Da Redação

Prefeitura de Teresina abre inscrições para teste seletivo de professor

Publicada em 4 de junho de 2019 - 8:08

Imprimir
Prefeitura de Teresina abre inscrições para teste seletivo de professor

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:50

Estão abertas as inscrições do processo seletivo simplificado para professor substituto das escolas da Prefeitura de Teresina. São 204 vagas para atuação em turmas dos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º) de todas as disciplinas, sendo 12 vagas exclusivas para candidatos com necessidades especiais.

As inscrições estarão abertas até 21 de junho, somente pela internet, no site do Nucepe (http://nucepe.uespi.br). A taxa de inscrição de R$ 50,00 deverá ser paga por meio de boleto bancário junto ao Banco do Brasil ou seus correspondentes bancários.

O processo seletivo constará de prova objetiva de caráter classificatório e eliminatório aplicada no dia 07 de julho. A divulgação do resultado está prevista para 17 de julho. Entre os requisitos para ocupar o cargo estão às condições de ser brasileiro ou naturalizado, maior de 18 anos e não ter registro de antecedentes criminais nem vínculo empregatício com os governos federal, estadual ou municipal.

Os aprovados serão contratados por tempo determinado, em Regime Especial, com carga horária de trabalho de 30 horas/semanais, para professores nas disciplinas de língua portuguesa e matemática, e 20 horas/semanais para professores que das disciplinas de artes, ciências, educação física, geografia, história, língua inglesa e ensino religioso, substituindo docentes com licença e estagiários.

“Estamos reforçando o quadro de professores para atender a demanda do município e reforçar o trabalho de qualidade. A convocação será conforme a necessidade das escolas”, explica a gerente de Lotação da Semec, Antônia Célia.

Da Redação

MP cobra que prefeitura de Valença pague férias a servidores municipais

Publicada em 29 de maio de 2019 - 7:34

Imprimir
MP cobra que prefeitura de Valença pague férias a servidores municipais

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:47

O Ministério Público do Piauí celebrou com a prefeitura de Valença um termo de ajustamento de conduta para regularização dos pagamentos de valores referentes ao adicional de férias dos servidores da secretaria de educação do município. O documento foi assinado na última quinta-feira, 23 de maio, pela prefeita de Valença, Maria da Conceição Cunha, e o promotor de Justiça Rafael Nogueira, responsável pela 2ª Promotoria de Justiça de Valença.

Na primeira cláusula do documento, a chefe do executivo municipal compromete-se a realizar o pagamento até o dia 23 de agosto. Caso não o efetue, a segunda cláusula do termo de ajustamento prevê o ajuizamento de duas ações judiciais. A primeira requerendo ao poder judiciário o bloqueio imediato dos recursos e contas bancárias do município, e a segunda contra a prefeita da cidade, por ato de improbidade administrativa. Além das ações, a gestora pode pagar multa diária pessoal correspondente a 1/3 do salário mínimo. Os valores obtidos com a multa deverão ser revestidos ao Fundo de Modernização do Ministério Público.

O promotor de Justiça Rafael Nogueira explica que foi instaurada uma notícia de fato narrando os atrasos cometidos pelo município de Valença. No dia 7 de maio, o membro do Ministério Público realizou audiência para resolver a situação. A administração municipal não compareceu, não enviou um representante e não justificou a ausência. No mesmo dia, Rafael Nogueira expediu recomendação orientando aos gestores a procederem com o pagamento dos direitos dos servidores públicos. Porém, o Ministério Público não foi informado sobre quais providências o município adotou para resolver o problema, até que na última quarta-feira, 22 de maio, a prefeita compareceu à Promotoria de Justiça, onde assinou o termo de ajustamento de conduta.

Da Redação

Terminal de Integração do Zoobotânico começa a funcionar no sábado (1)

Publicada em 27 de maio de 2019 - 12:16

Imprimir
Terminal de Integração do Zoobotânico começa a funcionar no sábado (1)

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:47

Começa a funcionar no próximo sábado (1), o Terminal de Integração do Zoobotânico, na zona Leste da cidade. A área construída é de 2.904,86 mil metros quadrados, com a obra no valor de R$ 4.347.957,30 reais, e está localizado na Avenida Presidente Kennedy, próximo ao Zoobotânico.

Com o Terminal do Zoobotânico em funcionamento serão beneficiados os seguintes bairros: Socopo, Morros, Cidade Jardim, HBB, Pedra Mole, Anita Ferraz, Nova Teresina, Conjuntos Paulo de Tarso I e II, 2000, Vila Nova, Prado Júnior e Maria da Inglaterra.

De acordo com o Gerente de Planejamento da Strans, Denilson Guerra, o terminal está finalizado e a operação vai começar no próximo sábado. “Com o funcionamento da primeira etapa do Terminal do Zoobotânico, 30% por centro da zona Leste estará com o Sistema Inthegra em funcionamento. A sistemática é a mesma, os usuários pegarão o ônibus no seu bairro com destino ao terminal (Linha Alimentadora – bairro/terminal), de onde sairão as linhas troncais passando pelas avenidas Presidente Kennedy e João XXIII com destino ao centro da cidade”, diz.

Guerra reforça que, para utilizar o benefício da integração entre as zonas, as pessoas precisam ter o cartão eletrônico. “Os usuários necessitam ter o cartão eletrônico para conseguir integrar, e assim eles poderão se deslocar até para outros bairros pagamento apenas uma passagem. Toda mudança causa um certo desconforto, mas com o tempo as pessoas vão perceber com o Sistema Inthegra tem como objetivo proporcionar mais agilidade e conforto”, explica.

O gerente lembra que nesses primeiros dias as equipes do “Posso Ajudar” estarão nas estações de embarque e desembarque para tirar as dúvidas os usuários do sistema. “Além do pessoal do ‘Posso Ajudar’, os fiscais dos transportes públicos estarão no terminal paras as pessoas que tiverem dúvida sobre o funcionamento do sistema”, acrescenta.

Com o início da operação do Terminal do Zoobotânico, vão circular pelo local quatro linhas de ônibus da zona Leste, que compreende um total 21 ônibus, e devem passar pelo local 13.500 mil passageiros por dia, somando um total de 297 mil usuários do transporte público por mês. Estão em funcionamento em Teresina os Terminais do Livramento e do Itararé, na zona Sudeste, e os Terminais do Bela Vista e Parque Piauí, na zona Sul. A construção dos terminais é um importante passo no sistema de mobilidade urbana da capital, pois deverá agilizar e diminuir o tempo de viagens dos usuários.

Da Redação

Rede notifica quase 600 tentativas de suicídio e automutilações em Teresina

Publicada em 17 de maio de 2019 - 10:31

Imprimir
Rede notifica quase 600 tentativas de suicídio e automutilações em Teresina

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:47

Os serviços de saúde de Teresina notificaram, somente em 2018, o total de 583 casos de violências autoprovocadas, correspondendo a 97,43% tentativas de suicídio e 2,57% automutilações. O dado foi divulgado nesta semana pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), que dispõe de rede extensa de assistência à saúde mental.

Entre os casos registrados, 79% dos pacientes eram do sexo feminino e 21% masculino. O levantamento da FMS abrangeu o estudo da faixa etária mais vulnerável às automutilações e tentativas de suicídio na capital piauiense: 39,62% tinha idade compreendida entre 20 e 34 anos; seguido por 24,70% entre 15 e 19 anos e 24,19% com 35 a 49 anos de idade. Já a notificação dessas violências envolvendo pessoas com 10 a 14 anos correspondeu a 6,17%; 3,95%; com 50 a 64 anos e apenas 0,69% com idade inferior a 10 anos e superior a 65 anos.

Quem faz parte desses números é a estudante Diuliene Santos, de 33 anos, que procurou ajuda no CAPs. Diagnosticada com o transtorno de personalidade, ela apresentava como sintoma a automutilação. “Fui sozinha ao Centro. Tem pessoas que acham que a automutilação é modinha, mas é doença séria, que tem que ser tratada como tal. Foi difícil, mas venci com a ajuda de profissionais que me auxiliaram em todos os minutos”, relembra.

De acordo com o presidente da FMS, Charles Silveira, Teresina vem cumprindo a Lei Federal 13.819/2019 que instituiu no Brasil a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio. “A nova legislação chama atenção para o problema e estimula a notificação dos casos pelos serviços de saúde. “Também contribui para garantia da assistência adequada, instiga a rede de saúde a organizar mecanismos de prevenção e une vários órgãos, como saúde, educação, imprensa e política para sensibilizar a população sobre o tema”, observa.

O médico psiquiatra da FMS, Francisco de Brito, explica que, em caso de automutilação, tentativa de suicídio ou qualquer outro transtorno psíquico, a conduta dos responsáveis deve ser acolhedora e não julgadora. “Não se deve punir, brigar ou colocar a criança ou adolescente que apresenta esses sintomas de castigo. É preciso compreender, conversar, procurar atendimento na rede de saúde mental. É fundamental uma consulta psiquiátrica para avaliar diagnóstico e iniciar tratamentos”, alerta.

Conheça a rede de saúde mental de Teresina

A rede de saúde mental mantida pela Prefeitura de Teresina é extensa. São 90 Unidades Básicas de Saúde, que podem tratar transtornos mentais leves e, se constatada a necessidade, fazem o encaminhamento do paciente para psicólogo ou psiquiatra. A cidade conta ainda com sete CAPSs, que acolhem pessoas com transtornos mentais severos e persistentes, além do Provida, ambulatório voltado especificamente para aqueles que tentaram suicídio.

Nos casos de urgências psiquiátricas, a exemplo de tentativa de suicídio, a população pode acionar a ambulância do SAMU ou ir por meios próprios para o hospital Areolino de Abreu, unidade que tem psiquiatras 24 horas e é referência para atender casos de urgência psiquiátrica, sem comprometimentos clínicos. Se houver comprometimentos clínicos, a exemplo de um corte profundo, é preciso ir primeiramente para os hospitais de bairro da cidade.

Da Redação

PMT investe de cerca R$ 9,7 milhões em asfaltamento no primeiro quadrimestre

Publicada em 10 de maio de 2019 - 10:36

Imprimir
PMT investe de cerca R$ 9,7 milhões em asfaltamento no primeiro quadrimestre

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:48

Teresina tem, em sua origem, o marco do desenvolvimento, como a primeira capital planejada do Brasil. E é seguindo um planejamento de asfaltamento estratégico e justo que a Prefeitura de Teresina, nos quatro primeiros meses do ano, já investiu R$ 9,7 milhões em obras de asfaltamento, recapeamento e recuperação de vias, garantindo uma melhor mobilidade urbana para a população.

“O poder municipal vem investindo em desenvolvimento para garantir que a população possa se locomover com facilidade em vias de boa qualidade, confortáveis para motoristas, pedestres, e com um bom fluxo do trânsito. Nesses primeiros meses de 2019, já investimos mais de R$ 9,7 milhões para ampliar a malha asfáltica em diferentes zonas da capital”, explica Marco Antônio Ayres, secretário da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação.

Ao todo, cinco avenidas de grande fluxo já foram recapeadas, com um investimento de mais de R$ 5 milhões, provenientes de emendas federais e orçamento próprio do município. Foram elas: Av. Valter Alencar na zona Sul, Rua Capitão Vanderley, Major Sebastião Saraiva, Rua Rotary Club, Rua Santa Teresinha, na zona Leste, e Av. Leônidas Melo, Centro Sul.

“Algumas vias que já são mais antigas e desgastadas pelo tempo necessitam ser recuperadas em sua totalidade. Então retiramos o asfalto antigo, nivelando o piso, e fazendo a aplicação de uma nova camada de pavimento. O recapeamento nos garante pelo menos uns oito anos sem problemas na via que foi recuperada”, afirma Daniel Pereira, coordenador de asfaltamento da Semduh.

O coordenador ainda esclarece que a política de asfaltamento da capital, hoje, é feita de uma maneira a beneficiar regiões e não apenas vias isoladas. “Em vez de investirmos para asfaltar uma única rua em cada bairro, por exemplo, estamos asfaltando quadrantes ou fechando bairros inteiros. Ao todo, asfaltamos 53 ruas. Foram 14 vias do Parque Poti, 10 ruas no Renascença I, ruas no entorno da UPA do Satélite, ruas de acesso as TVs, laços da Av. Presidente Kennedy, e vias na região do Pedra Mole, Morros e Morada do Sol, em um total de R$ 2,2 milhões. A ideia é contemplar vias que possuam fluxo de ônibus, movimentação grande de carros e da população em geral”, comenta Daniel Pereira.

Operação Tapa-buracos

Para vias mais antigas, que apresentam danos causados pelas chuvas ou por uso intenso, a Prefeitura atua diariamente com a Operação Tapa-Buracos, onde já foram investidos R$ 2,5 milhões só em 2019. São cinco equipes percorrendo todas as zonas da capital tapando cerca de 800 buracos por dia.

“São R$ 40 mil por dia, aplicados no gerenciamento de buracos que surgem nas vias. Teresina é uma cidade grande e que possui muitas vias antigas e com problemas recorrentes. Atuamos com o planejamento de recapeá-las, mas de forma imediata, vamos solucionando com a Operação Tapa Buracos”, pontua o coordenador.

2018

No ano de 2018, a Prefeitura investiu cerca de R$ 23,5 milhões em obras de asfaltamento nas quais, ao todo, foram utilizadas 71 mil toneladas de asfalto para a pavimentação de 85 km de vias. Quadrante de vias nos bairros Dirceu I, zona Sudeste, Vila São Francisco e Vila Operária, zona Norte, São João, Jóquei, Horto e Fátima, na Zona Leste, foram contempladas ao longo do ano.

Além disso, a gestão municipal recapeou as avenidas Presidente Kennedy, Duque de Caxias, Pinel, trecho da Raul Lopes e as alças da Ponte Juscelino Kubitscheck, Rua Francisco Mendes, Av. Odilon Araújo, Av. Jóquei Clube e Av. Castelo do Piauí.

Dentre os investimentos do ano passado, houve também a aquisição de uma nova usina de asfalto trazendo um grande diferencial para o avanço nas obras atuais. “A nova usina de asfalto permitiu o aumento na produção para até 100 toneladas de asfalto por hora. Mais quatro máquinas que operam diariamente nas obras de asfaltamento da cidade: uma vibroacabadora, uma fresadora e dois rolos de compactadores, também foram adquiridas e garantem mais agilidade e qualidade nos serviços de asfaltamento”, conclui o secretário Marco Antônio Ayres.

 

Da Redação

Escola no Vale do Gavião atenderá a 450 alunos em tempo integral

Publicada em 6 de maio de 2019 - 9:15

Imprimir
Escola no Vale do Gavião atenderá a 450 alunos em tempo integral

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:48

O prefeito Firmino Filho e o secretário municipal de Educação, Kléber Montezuma, visitaram na manhã desta sexta-feira (03) obras de construção e reforma de escolas na zona Leste da capital. Os gestores estiveram na obra da Escola Municipal Olímpio Castro e no CMEI Tia Fanny, ambas no Vale do Gavião.

A escola Olímpio Castro está em fase avançada de obras e vai atender a, aproximadamente, 450 alunos do 6º ao 9º ano em regime integral. O prédio contará com 13 salas de aula, laboratório de informática, biblioteca, área administrativa, cozinha com refeitório e quadra de esportes. A previsão é que a escola esteja funcionando no segundo semestre de 2019. O investimento na obra é de R$ 4.406.735,68, com recursos próprios do município.

Em seguida, eles visitaram o Centro Municipal de Educação Infantil Tia Fanny, que conta com oito salas de aula e dois berçários, atendendo a 260 crianças de seis meses a cinco anos de idade.

“É uma alegria visitar essas obras e essas crianças e ver de perto o funcionamento da nossa rede. A Tia Fanny é uma creche bonita e muito bem organizada, onde vemos um trabalho de excelência sendo desenvolvido e isso nos enche de orgulho. Essa manhã foi dedicada à educação dessas crianças que estão sendo preparadas para construir o futuro da nossa cidade”, disse o prefeito.

O secretário Kléber Montezuma destacou a dedicação do prefeito à educação de Teresina. “Visitas como essa nos mostram o interesse do prefeito de acompanhar de perto as obras que estão acontecendo e como as políticas de educação estão funcionando. Somente nesta gestão de Firmino Filho já foram entregues 482 salas de aulas, beneficiando em torno de 15 mil alunos, com investimentos superiores a R$ 50 milhões, o que prova a força que a educação tem nessa administração”.

O gestor também ressaltou o compromisso dos professores da rede municipal. “Todos esses investimentos, somados às constantes capacitações que nossos professores têm e principalmente à dedicação desses profissionais, nos levou a colocar a educação de Teresina como uma das melhores do país. Todo esse trabalho continuará, cada vez com mais força, pois nosso foco sempre será melhorar cada vez mais a educação de nosso município”, finalizou o secretário.

Da Redação

Parque Rodoviário: tragédia completa um mês e PMT segue atendendo 132 famílias

Publicada em 4 de maio de 2019 - 18:26

Imprimir
Parque Rodoviário: tragédia completa um mês e PMT segue atendendo 132 famílias

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:48

A enxurrada que atingiu a região do Parque Rodoviário, ocorrida no dia 4 de abril, completa um mês. As equipes da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), permanecem no local, prestando atendimento às 132 famílias vítimas da enxurrada.

Segundo o levantamento divulgado pela Semcaspi, pelo menos 73 famílias estão inclusas no programa Cidade Solidária, que tem por objetivo a garantia de moradia segura por meio do acolhimento remunerado e do aluguel social. Nenhuma família encontra-se em abrigamento coletivo no bairro. As famílias receberam também kits de limpeza, kits de acolhimento e cestas básicas.

“Continuamos no processo de monitoramento das situações, no acompanhamento das famílias que necessitam continuar recebendo algum benefício eventual, e seguindo o fluxo do Cidade Solidária. E ainda temos esse final de período chuvoso, em que caso algo aconteça, temos as equipes de prontidão para serem acionadas”, detalhou Selene Lima, chefe da Divisão de Articulação da Rede Socioassistencial do Município

A Praça do Parque Rodoviário, tal como a Igreja Católica do bairro, seguem como postos de arrecadação. A população pode obter ainda mais informações sobre as ações realizadas no local entrando em contato com a Gerência de Proteção Social Básica (GPSB), por meio do telefone 3215-7593.

Cidade Solidária

O Cidade Solidária atende famílias em situações emergenciais de desabrigamentos, em consequência das chuvas, infortúnios, incêndios, alagamento, transbordamento de rios ou lagoas ou ainda, situações de vulnerabilidades temporárias. O trabalho é executado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU’s) e Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR).

Da Redação

Operação Tapa-Buracos recupera ruas de Teresina

Publicada em 29 de abril de 2019 - 11:59

Imprimir
Operação Tapa-Buracos recupera ruas de Teresina

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:44

A Prefeitura de Teresina segue investindo na recuperação de vias desgastadas pelo período chuvoso com ações da Operação Tapa-Buracos em toda a cidade. No início desta semana cinco equipes estão espalhadas pelas zonas Leste, Sul e Norte, tapando cerca de 800 buracos na capital.

“Realizamos um planejamento de ações com as ruas que apresentam maior prioridade e também por meio de solicitações da própria população no aplicativo da Prefeitura, o Colab. São 120 toneladas de asfalto aplicadas diariamente, representando um investimento mensal de R$ 800 mil na recuperação emergencial das vias em maior estado crítico”, explica Daniel Pereira, coordenador de asfaltamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh).

Confira os locais onde as equipes da Operação Tapa-Buracos atuarão nesta segunda (29) e terça-feira (30):

1- Estrada do Soinho (Leste)

2- Estrada da Cacimba Velha (Leste)

3- Rua Angélica (Leste)

4- Rua Elias João Tajra (Leste)

5- Av. Dom Severino (Leste)

6- Av. Caçapava e linha de ônibus Anita Ferraz (Norte)

7- Ruas do distrito industrial – Saci (Sul)

8- Estrada da Alegria e Cantinho (Sul)

9- Rua Senador Joaquim Pires (Leste)

10- Av. Homero Castelo Branco (Leste)

11- Diversas solicitações via Colab

Demandas da População

A população pode solicitar os serviços da Operação Tapa-Buracos por meio da Ouvidoria do Município, pelo telefone (86) 3221-7050, diretamente com a SEMDUH ou por meio do COLAB.re, o aplicativo para celular disponível gratuitamente para todos os aparelhos com sistema Android ou IOS lançado pela Prefeitura de Teresina para solicitações e/ou reclamações.

 

Da Redação