ZONA LESTE

Firmino visita obras de grandes investimentos na zona Leste

Ação percorreu galeria da zona Leste e se estendeu por obras de mobilidade urbana, esporte e lazer

Publicada em 9 de janeiro de 2019 - 17:59

Imprimir
Firmino visita obras de grandes investimentos na zona Leste

Última atualização: 9 , janeiro 2019 - 17:59

Na manhã desta quarta-feira (09) o prefeito Firmino Filho, acompanhado da Deputada Estadual Lucy Soares e da equipe da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste) vistoriou obras de drenagens, de desenvolvimento do esporte, mobilidade urbana, educação e lazer que recebem importantes investimentos na área Leste da cidade.

Firmino Filhou deu início à visita percorrendo a galeria da zona Leste, que já completou pouco mais de um quilômetro de extensão. A obra está orçada em R$ 49.454.05,63, recursos oriundos da Caixa Econômica Federal com contrapartida da Prefeitura. A galeria solucionará os problemas de alagamentos nas principais avenidas e ruas da região.

Atualmente, os serviços diminuíram devido ao período chuvoso, mas prosseguirá normalmente nos próximos meses. A construção da galeria pretende melhorar o escoamento das águas das chuvas para evitar alagamentos em vários pontos e, consequentemente, diminuir os transtornos para os moradores.

“Depois do inverno a obra cruza a Avenida João XXIII e vamos estender até a Avenida Kennedy. Ao mesmo tempo, teremos o início da microdrenagem. Essa obra é importante e é uma obra muito grande e onerosa, com dificuldades técnicas por conta do lençol freático, mas muito necessária para a região”, explicou Firmino Filho.

Após a galeria, Firmino e a comitiva visitaram a obra do Ginásio Sarah Menezes, localizado no bairro Morada do Sol. O empreendimento esportivo já está com mais de 80% dos serviços executados. Realizado com recursos próprios da Prefeitura de Teresina e do Ministério dos Esportes, o projeto tem valor total de R$ 2.912.907 e será referência para os jovens e esportistas da categoria judô.

O empreendimento é composto de área administrativa; enfermaria; banheiros acessíveis, seguindo o padrão estimado pela Lei de Acessibilidade; vestiários; copa; alojamentos e depósito. No primeiro andar estão sendo construídos academia e banheiros acessíveis e no segundo andar serão construídos auditórios reversíveis e também banheiros acessíveis. O elevador já foi implantado.

Em seguida, os representantes do poder público percorreram as instalações do Mercado do Satélite, localizado no bairro de mesmo nome. A obra tem investimento de R$ 235.000, com recursos próprios do município, e terá 27 bancas para venda de carnes, peixes e frangos; hortifruti; lanchonetes; artesanatos; confecções; consertos; temperos e frios. No momento, o espaço já recebeu a cobertura completa e já se encaminha para fase de acabamentos, com a colocação de portas, alvenarias, muros de sustentação e balcão dos boxes.

O mercado terá uma área ampla e ventilada, distribuída em 537,56 metros quadrados, com 27 bancas, dois banheiros (feminino e masculino), cozinha, depósito e sala da administração. Já a área total do terreno corresponde a 3.704, 97 metros quadrados, onde serão construídos dois pátios de 437,80 metros quadrados, cada um, e dois estacionamentos, sendo um para veículos de passeio (626,11 metros quadrados) e outro para carga e descarga (409, 75 metros quadrados), além de vagas para motocicletas.

Saúde e lazer

A comitiva também passou por academias populares para moradores da terceira idade. Eles visitaram as instalações da academia do bairro Piçarreira, na Rua José Torquato Viana, na lateral do Campo Lobatão. No local, os moradores agradeceram a iniciativa da Prefeitura, ressaltando a importância do espaço para o estímulo à pratica da atividade física. Ao todo, serão 20 academias, com investimento total de R$ 1.132.587, 20.

Mobilidade urbana da região

O Plano de Mobilidade que está sendo executado na zona Leste de Teresina pretende melhorar o acesso a vários bairros da região. Dentre as obras mais importantes que estão sendo executadas pela Prefeitura de Teresina está o prolongamento da Avenida Rossini Morada, com investimento de R$ 1.602.616,77, através de convênio entre a Prefeitura de Teresina e a Caixa Econômica Federal. O superintendente da SDU Leste, João Pádua, também visitou a obra e reforçou que, entre tantos benefícios, a avenida vai proporcionar uma economia de tempo para a população da região.

Para o superintendente executivo e engenheiro da SDU, Ângelo Cavalcante, “o projeto tem como finalidade implementar e continuar a via que dará acesso à Avenida Presidente Kennedy ao bairro Vale do Gavião, considerada hoje a área da zona Leste que mais cresce, tanto com investimentos públicos quanto privados”, explanou.

Por fim, o prefeito Firmino Filho visitou duas ruas do Residencial Tabajaras, que está recebendo serviços de pavimentação em paralelepípedo. Juntas, as ruas estão orçadas em R$ 74.031,87, oriundos do Orçamento Popular e corresponde às ruas Engenheiro Antônio Furtado, entre as ruas Santa Teresinha e Rua 06; e a Rua Jaboatão, entre as ruas Santa Teresinha e Rua 06.

Passará sob o Rio Poti

Construção de ponte que liga zona Norte a zona Leste iniciará em abril

A proposta é da Prefeitura de Teresina e a ponte deverá passar sob o Rio Poti. 

Publicada em 4 de janeiro de 2019 - 7:42

Imprimir
Construção de ponte que liga zona Norte a zona Leste iniciará em abril

Última atualização: 4 , janeiro 2019 - 02:53

A construção da ponte que ligará a zona Norte a zona Leste iniciará no início de abril deste ano. A proposta é da Prefeitura de Teresina e a ponte deverá passar sob o Rio Poti.

A ponte, orçada em R$38 milhões e 650 mil, ligará, mais especificamente, o Bairro Água Mineral, altura do balão da Coca-Cola, a zona Leste, início do Prolongamento da Rua Tenente Luís Simplício, à Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Segundo Weldon Bandeira, superintendente da SDU Centro/Norte, o orçamento da ponte é proveniente de recursos do FGTS e será acompanhado e liberado pela Caixa Econômica Federal.

“Essa ponte é de suma importância para a região, pois ligará o corredor Norte ao Leste da cidade, diminuindo assim a distância do percurso de quem parte da zona Norte a Leste. Se tornará também mais uma alternativa de tráfego, desafogando o trânsito intenso que já existe na Duque de Caxias e Petrônio Portela”, pontuou.

A obra tem o prazo de execução de 14 meses e depois de concluída deverá trazer mais mobilidade para a região.

ESTRUTURA DA PONTE

A nova ponte sobre o Rio Poti terá 240 metros de comprimento, quatro faixas de rolamento, com possibilidade de ampliação para mais faixas, vias para ciclistas e pedestres e piso tátil para cadeirantes e deficientes visuais.

Reivindicação

DCEs convocam estudantes para Ato contra aumento da passagem

A reivindicação é quanto a proposta de aumento da passagem de ônibus para R$4,02 (inteira) e R$1,28 (meia-estudantil). 

Publicada em 26 de dezembro de 2018 - 16:54

Imprimir
DCEs convocam estudantes para Ato contra aumento da passagem

Última atualização: 26 , dezembro 2018 - 17:16

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) está convocando os estudantes e usuários dos transportes coletivos para um Ato Contra o aumento da passagem que acontecerá nesta quinta-feira, (27/12), às 8hs, em frente à Strans.

A reivindicação é quanto a proposta de aumento da passagem de ônibus para R$4,02 (inteira) e R$1,28 (meia-estudantil).

Segundo o DCE/UFPI, em sua página oficial garantiu que o ato é em protesto uma provável manobra da Prefeitura Firmino Filho e da Strans.

“Essa manobra é para garantir os lucros dos empresários, assaltando o bolso dos trabalhadores e estudantes com um valor incompatível com a péssima qualidade do sistema InTHEgra. Não aceitaremos!”, destacou a página oficial. 

Risco de desabar

Mais de 200 famílias de áreas de risco estão inclusas no “Cidade Solidária”

As solicitações de inclusão no Cidade Solidária chegam após a identificação de riscos em residências, feito pela Defesa Civil Municipal, órgão também vinculado à Semcaspi.

Publicada em 12 de dezembro de 2018 - 12:25

Imprimir
Mais de 200 famílias de áreas de risco estão inclusas no “Cidade Solidária”

Última atualização: 12 , dezembro 2018 - 12:26

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) divulgou, nesta quarta-feira (12), os novos números de atendimento do Programa Cidade Solidária. Segundo o órgão, atualmente, 210 famílias estão incluídas no programa e recebem o auxílio emergencial da Prefeitura de Teresina.

Parte deste número se deve à incidência de chuvas na capital, que gerou riscos de desabamentos de casas e/ou alagamentos em algumas regiões de Teresina, especialmente no início de 2018. As solicitações de inclusão no Cidade Solidária chegam após a identificação de riscos em residências, feito pela Defesa Civil Municipal, órgão também vinculado à Semcaspi. As famílias vítimas das últimas chuvas na capital também estão sendo incluídas no programa.

“O programa é fundamental para a garantia de um atendimento digno às famílias que perdem suas residências, porque ele faz com que situações de calamidades públicas sejam resolvidas de forma mais digna. Antes, havia um cenário onde as pessoas eram colocadas em creches, galpões, muitas vezes todos amontoados. Hoje, você pode ser acolhido por um parente ou alugar uma casa, com o auxílio do município”, destaca Selene dos Santos, chefe da Divisão de Articulação da Rede Socioassistencial da Semcaspi.

O “Cidade Solidária” é executado em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbanos e Habitação (SEMDUH), por meio da SDU ou SDR. O programa atende famílias em situações emergenciais de desabrigamentos, em consequência das chuvas, infortúnios, incêndios, alagamento, transbordamento de rios ou lagoas ou ainda, situações de vulnerabilidades temporárias.

“Com a oferta do aluguel social, a Prefeitura de Teresina fomenta a solidariedade por meio da própria família ou de residentes da mesma comunidade, que recebem outra família. Com as constantes e fortes chuvas que atingem a capital, a importância desse programa é reforçada. Não vemos mais pessoas alojadas em galpões ou em escolas, como antigamente”, reforça Samuel Silveira, secrtetário da Semcaspi.

Como ter acesso ao programa

Para ser incluso no Cidade Solidária, a Defesa Civil de Teresina precisa identificar a situação, através de atendimento que pode ser solicitado pelo número 153. Notando o risco na área, o órgão repassa a demanda para a Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) ou Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR) da região. Em seguida, a SDU/SDR se dirige ao local, avalia a situação e, sendo necessária a inclusão da família no Cidade Solidária, encaminha a demanda à Semcaspi, que fica responsável pela assistência através da ajuda financeira.

O Programa possui duas linhas de atuação: o ‘Família Solidária’ e o ‘Residência Solidária’. No primeiro, a pessoa acolhida indica outra família para lhe receber e a Prefeitura repassa uma ajuda de custo no valor de R$ 250. No segundo, a família deve indicar um imóvel, no valor de até R$ 250, para alugar e a Prefeitura arca com o pagamento no prazo de um ano. Sistematicamente, a família também é acompanhada pela Semcaspi, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), sendo fornecido, caso necessário, cesta básica, kit acolhimento e kit limpeza.

Fonte: Semcaspi

DIVULGAÇÃO

Prefeitura antecipa pagamento do 13º salário dos servidores municipais

Ao todo, devem ser injetados na economia da cidade cerca de R$ 35 milhões. Este montante, de acordo com o secretário municipal de Administração e Recursos Humanos, Nonato Moura

Publicada em 11 de dezembro de 2018 - 16:30

Imprimir
Prefeitura antecipa pagamento do 13º salário dos servidores municipais

Última atualização: 11 , dezembro 2018 - 18:25

A Prefeitura de Teresina vai antecipar o pagamento do 13º salário dos servidores públicos municipais. Previsto para ser depositado no dia 20 de dezembro, conforme divulgado pela tabela de pagamento 2018, o benefício será repassado aos servidores já no dia 18 de dezembro.

Segundo o secretário municipal de Finanças, Francisco Canindé, a antecipação do pagamento reflete a organização financeira da gestão do prefeito Firmino Filho. “Preocupado em sempre proporcionar um fim de ano mais tranquilo para os servidores municipais, o prefeito Firmino Filho decidiu antecipar o pagamento do 13º salário para o dia 18 de dezembro. Esta antecipação é fruto da organização financeira do Município que, mesmo em anos de crise, tem agido de forma responsável para continuar honrando seus compromissos com os servidores e com a cidade de Teresina”, destaca.

Ao todo, devem ser injetados na economia da cidade cerca de R$ 35 milhões. Este montante, de acordo com o secretário municipal de Administração e Recursos Humanos, Nonato Moura, é referente ao pagamento da segunda parcela do benefício, tendo em vista que a primeira parte é repassada aos servidores no mês em que eles gozam férias. “Esta quantia beneficia não apenas o servidor como o próprio comércio, pois com maior poder de compra, a economia se movimenta e a cidade cresce proporcionalmente”, pondera.

ZONA LESTE

Prefeito Firmino Filho acompanha andamento das obras

Ação percorreu obras de mobilidade urbana, de esporte de alto rendimento e sociais

Publicada em 3 de dezembro de 2018 - 15:46

Imprimir
Prefeito Firmino Filho acompanha andamento das obras

Última atualização: 3 , dezembro 2018 - 15:46

Na manhã desta segunda-feira (03), o prefeito Firmino Filho e a equipe da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste) vistoriaram obras voltadas ao desenvolvimento da mobilidade urbana, esporte e lazer em construção na zona leste da cidade.

Na primeira parada, foi vistoriada a obra do Ginásio Sarah Meneses, localizado no bairro Morada do Sol. A obra já ultrapassou 80% do projeto e, atualmente, estão sendo executados serviços de acabamento como pintura, colocação do piso, alvenarias, finalização da construção do estacionamento e colocação de cerâmicas em seu interior. O espaço, além das áreas destinadas às lutas, já está equipado com arquibancadas de aproximadamente 360 lugares e equipamentos para o pleno desenvolvimento do condicionamento físico dos jovens. O ginásio terá ainda capacidade para comportar até cinco ônibus, 24 motos, 22 carros e 40 bicicletas.

Com valor total de R$ 2.912.907 milhões, em recursos próprios da Prefeitura de Teresina e do Ministério dos Esportes, o empreendimento será referência para jovens e esportistas da categoria judô. “O Centro de judô servirá como um espaço digno de treinamento dos nossos atletas de alto rendimento. Estamos felizes em ver que a obra já se encaminha para reta final”, destacou o Prefeito Firmino Firmino Filho.

Em seguida, Firmino Filho visitou as obras do Mercado do Satélite, situado na zona leste da cidade, que segue em fase de acabamentos. O espaço está sendo construído para receber 27 bancas para venda de carnes, peixes e frangos; hortifruti; lanchonetes; artesanatos; confecções; consertos; temperos e frios. O investimento é de R$ 235.000, em recursos próprios do município.

O mercado terá uma área ampla e ventilada, distribuída em 537,56 metros quadrados, com 27 bancas, dois banheiros (feminino e masculino), cozinha, depósito e sala da administração. Já a área total do terreno corresponde a 3.704, 97 metros quadrados, onde serão construídos dois pátios de 437,80 metros quadrados cada e dois estacionamentos, sendo um para veículos de passeio (626,11 metros quadrados) e outro para carga e descarga (409, 75 metros quadrados), além de vagas para motocicletas.

Ainda durante a visita, os representantes do órgão fizeram uma visita ao Francisco das Chagas, morador de uma das seis unidades habitacionais, que estão sendo construídas para famílias de baixa renda. O investimento total é de R$ 220.637,61, oriundos de Orçamento Popular. As obras são localizadas nos bairros Piçarreira e Vale Quem Tem.

A escolha das seis famílias obedeceu a critérios estabelecidos pela Gerência de Habitação da SDU Leste, que salientou como é feito o processo de escolha. Segundo a Gerência, foram feitas aproximadamente 20 visitas às famílias que possuem em sua composição familiar pessoas com deficiência, pessoas idosas, baixa renda, mães solteiras e maior número de integrantes na família. A Praça da Comunidade Juruá e o Terminal de ônibus Santa Isabel, na Vila Samaritana também foram visitados.

Mobilidade urbana

A Avenida Rossini Morada, que contemplará a comunidade do grande Vale do Gavião também recebeu a visita do Prefeito Firmino Filho. A obra tem investimento de R$ 1.602.616,77, recursos provenientes de convênio entre a Prefeitura de Teresina e a Caixa Econômica Federal. A obra já teve a terraplanagem, a implantação asfáltica, meio fio e sarjetas concluídas em parte do trecho da Avenida. Neste segundo momento, o outro trecho está recebendo a imprimação (pintura de ligação da capa asfáltica e a base). Em breve, a via receberá a pavimentação asfáltica, que fará a ligação total da via.

O superintendente João Pádua ressaltou que o plano de mobilidade que está sendo executado na zona leste de Teresina pretende melhorar o acesso a vários bairros da região, gerando fluidez do tráfego. “Entre tantos benefícios, a avenida vai proporcionar uma economia de tempo para a população da região e ligará vários pontos da cidade”, disse.

“O projeto tem como finalidade implementar e continuar a via que dará acesso à Avenida Presidente Kennedy ao bairro Vale do Gavião, considerada hoje a área da zona leste que mais cresce, tanto com investimentos públicos quanto privados”, explanou Ângelo Cavalcante.

Outra obra de grande importância para os moradores da região é a Ulisses Marques, que ligará as avenidas Raul Lopes e Presidente Kennedy. A via terá 4,6 km de extensão e o investimento é R$ 20,64 milhões, contemplando, além da pavimentação asfáltica, calçadas, sinalização viária e intervenções de drenagem.

Por fim, Firmino Filho percorreu o quadrilátero entre a Avenida Jóquei Clube, Dom Severino e a Homero Castelo Branco, onde várias ruas estão sendo pavimentadas com asfalto pela Semduh.

Moradias

Serão financiadas casas ociosas do Minha Casa Minha Vida

As residências serão para melhorar a qualidade de vida de famílias que se encontram em moradias consideras com tipologias inadequadas, instaladas em ocupação. 

Publicada em 7 de novembro de 2018 - 14:29

Imprimir
Serão financiadas casas ociosas do Minha Casa Minha Vida

Última atualização: 7 , novembro 2018 - 14:30

Muitas casas do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), que já foram financiadas, encontram-se abandonadas ou os proprietários desistiram de morar na região escolhida por meio do sorteio, e para preencher as demandas que a Prefeitura de Teresina criou uma nova modalidade de habitação.

A proposta é que o Minha Casa Minha Vida passe a financiar habitações em comunidades já existentes, com condições dignas, inclusive, de urbanização. As residências serão para melhorar a qualidade de vida de famílias que se encontram em moradias consideras com tipologias inadequadas, instaladas em ocupação.

De acordo Carmen Neudelia Carvalho, coordenadora de captação de recurso da Semplan, essa é uma proposta diferente da que era feita pela Prefeitura de Teresina.

“Essa é uma proposta diferente feita pela Prefeitura. Ao apresentá-la, a Prefeitura também se colocou para o Ministério das Cidades como disponível para ser um projeto piloto para que seja viabilizada essa nova modalidade dentro do programa Minha Casa Minha Vida”, destacou.

Para José João Braga, secretário municipal de planejamento, essa preocupação é com a expansão desordenada da cidade.

“Estamos buscando assumir esse pioneirismo ao propor um novo modelo ao Minha Casa Minha Vida, mantendo os benefícios da habitação digna com o acréscimo da infraestrutura e urbanização adequada”, ressalta.

Projeto Piloto

Caso executado, os investimentos destinados ao projeto irão melhorar a infraestrutura de uma comunidade originada de ocupação na Zona Norte de Teresina, que já foi estudada pela Prefeitura. A ocupação deve receber residências adequadas, melhorias na urbanização, melhor distribuição de investimentos públicos como escolas, unidades básicas de saúde (UBS), espaços para práticas de esporte e lazer, maior oferta de transportes públicos, dentre outros. O investimento deve ser feito em torno de 54 milhões de reais e irá beneficiar 700 famílias.

O projeto trará benefícios para todas as partes. Para o Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) do MCMV, irá melhorar a efetividade na utilização dos recursos e teria 100% da capacidade de ocupação do local, evitando novas possibilidades de invasões. O Munícipio geraria emprego e renda, assim como a melhor qualidade de vida dos seus moradores.

Teresina 166 anos

Governo e Prefeitura decretam ponto facultativo nesta sexta (17)

O ponto facultativo acontecerá por conta das festividades do aniversário de Teresina.

Publicada em 14 de agosto de 2018 - 16:42

Imprimir
Governo e Prefeitura decretam ponto facultativo nesta sexta (17)

Última atualização: 14 , agosto 2018 - 17:39

O Governo do Estado do Piauí e a Prefeitura de Teresina decretaram nesta sexta-feira, (17/08), ponto facultativo por conta das festividades do aniversário de 166 anos de Teresina, comemorado nesta quinta-feira, (16/08).

O decreto nº 17.950, de 13 de agosto alcança todas as repartições e órgãos da rede municipal e estadual. A comemoração do aniversário de Teresina iniciará às 8h, com uma missa solene em ação de graças, que será celebrada na Igreja Nossa Senhora do Amparo, catedral da cidade. À tarde, a partir das 16h, o tradicional corte do bolo no Bairro Poty Velho e a solenidade de entrega da Medalha Conselheiro Saraiva, a partir das 19hs, no Theatro 4 de Setembro, que homenageará 24 personalidade e 9 instituições que  prestam relevantes serviços para a capital.

PONTOS FACULTATIVO DE 2018

-17 de agosto (sexta-feira) – Ponto Facultativo que sucede o feriado do aniversário de Teresina

– 16 de novembro (sexta-feira) – Ponto Facultativo que sucede o feriado do Dia da Proclamação da República

– 24 de dezembro (segunda-feira)  – Véspera de Natal

– 31 de dezembro (segunda-feira)   – Véspera de Ano Novo

Violência contra a Mulher

Pesquisa aponta que mais de 65% de mulheres agredidas não procuram ajuda

Os dados da pesquisa foram divulgados durante a solenidade em alusão aos 12 anos da Leia Maria da Penha. 

Publicada em 7 de agosto de 2018 - 16:33

Imprimir
Pesquisa aponta que mais de 65% de mulheres agredidas não procuram ajuda

Última atualização: 7 , agosto 2018 - 16:37

A Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres divulgou o resultado de um balanço em casos de violência doméstica na manhã desta terça-feira, (07/08), no Salão Nobre da Prefeitura de Teresina, durante solenidade em alusão aos 12 anos da Leia Maria da Penha.

A pesquisa foi realizada pela pós-doutora em gênero Wânia Pasinato, financiada pelo Programa Lagoas do Norte e apontou que 65,79% das mulheres que sofrem violência doméstica pelo companheiro não procuram ajuda. Os dados apontaram ainda que 88% das teresinenses já ouviram falar da lei Maria da Penha e 90% conhece o caráter de coibir a violência.

Segundo o prefeito de Teresina, Firmino Filho, o resultado da pesquisa ajuda a melhorar o planejamento e a condução das ações para romper essa situação de violência vivido por algumas mulheres.

“Inclusive do mercado de trabalho, ficou comprovado que a mulher teresinense estuda mais que o homem, tem qualificação, mas a renda ainda é inferior ao do homem”, alerta.

Para Macilane Gomes, secretária da Mulher, o documento é importante para contribuir com as políticas de atendimento as mulheres para que possam romper com o ciclo de violência e de distorções econômicas.

O balanço foi feito com mulheres atendidas pela rede de enfrentamento à violência, com idade entre 15 e 49 anos. Além disso, pelo sistema de notificação compulsória, ou seja, feito pelo sistema de saúde, os autores da violência predominam amigos/conhecidos das vítimas (19,7%).

DESIGUALDADE

No levantamento as mulheres apresentam melhores níveis educacionais comparativamente aos homens de mesma faixa etária, no entanto, as mulheres ainda ganham 15,5% a menos que os homens. Uma desigualdade preocupante, embora Teresina apresente a menor disparidade salarial entre as capitais do Brasil.

As mulheres também estão mais fora da força de trabalho que os homens: 39% entre as mulheres e 21% entre os homens. A pesquisa apontou que as mulheres nordestinas convivem com a violência desde muito cedo, principalmente a psicológica. É importante lembrar que 77,8% das mulheres de Teresina são negras e pardas. Das mulheres que procuraram ajuda, 15,8% procuraram com amigos e familiares ao invés da ajuda institucional.

VIOLÊNCIA SEXUAL

Do total pesquisado, 22,11% das mulheres teresinenses sofreram violência psicológica ao longo da vida, 11,22% violência física e 6,35% violência sexual. Mulheres jovens (18 a 29 anos), pardas e sem religião reportam mais violência que os outros grupos, porém a violência sexual é mais denunciada entre mulheres brancas (4,48%), enquanto 2,02% de negras denunciam, o que demonstra uma naturalização maior da violência por parte da população negra, secularmente vítima de racismo e enfrentam mais obstáculo na busca de direitos.

 

de 25 a 29 de junho

Teresina recebe representantes do Fórum de Segurança Pública

O encontro visa discutir, em nível estratégico, o alinhamento entre as atividades do Comitê Integrado de Prevenção à Violência (CIP) do Programa Vila Bairro Segurança

Publicada em 24 de junho de 2018 - 13:38

Imprimir
Teresina recebe representantes do Fórum de Segurança Pública

Última atualização: 24 , junho 2018 - 13:38

A partir desta segunda-feira (24) até dia 29 de junho, a Prefeitura de Teresina vai receber uma consultoria de representantes do Fórum Brasileiro de Segurança Pública relacionada a políticas públicas integradas de prevenção à violência na capital, realizadas pelo programa Vila Bairro Segurança.

De acordo com a PMT, o encontro visa discutir, em nível estratégico, o alinhamento entre as atividades do Comitê Integrado de Prevenção à Violência (CIP) do Programa Vila Bairro Segurança, projeto da Prefeitura de Teresina que tem o intuito de contribuir com a segurança em 13 bairros na zona Norte da cidade.

A consultoria contará com a presença de representantes da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), além da SDU/NORTE, PRODATER, SEMJUV, FMCMC, SEMEL, FWF, FMS, SEMF, SMPM, SEMAM, SEMPLAN, SEMDEC, STRANS, SEMEST, SEMDUH e SEMEC, além da Guarda Municipal de Teresina.

A reunião de abertura acontece a partir das 8h30, no auditório da Secretaria Municipal de Finanças (SEMF), no Prédio da Prefeitura, no Centro de Teresina.

Redação Piauí Agora