Merlong Solano assume SeadPrev visando modernizar gestão

Publicada em 12 de junho de 2019 - 7:49

Imprimir
Merlong Solano assume SeadPrev visando modernizar gestão

Última atualização: 12 , junho 2019 - 07:49

“Temos a missão de ajudar o governador Wellington Dias a fazer o Piauí voltar a crescer. A ideia é reduzir custos e, nesse sentido, a modernização dos serviços é muito importante. Fazer mais com os poucos recursos que temos à disposição”, discursou o recém-empossado secretário estadual de Administração e Previdência (SeadPrev), Merlong Solano, em solenidade realizada no auditório da SeadPrev, nesta terça-feira (11).

Aos servidores, o novo secretário destacou que valoriza a coragem e a atitude. “Me impressiona quando as pessoas conseguem trabalhar em equipe. Vou querer o melhor de cada um de vocês. Tenho certeza de que vocês têm muito a oferecer. Eu não sei de tudo. Não há ninguém aqui que saiba de tudo, mas vamos buscar soluções juntos, para evitar que o Piauí marche para a crise que muitos estados já enfrentam”, frisou.

Merlong substitui Ricardo Pontes, que foi empossado presidente da Fundação Piauí Previdência na mesma solenidade. “Merlong, você está recebendo um corpo de servidores muito capacitado, com muita experiência, todos dispostos a ajudar. Agradeço à equipe que me ajudou a tocar e cumprir com várias metas e outras que estamos deixando em andamento”, afirmou.

A vice-governadora Regina Sousa, que já ocupou o cargo de secretária de Administração por oito anos, prestigiou o evento. “A Secretaria de Administração é talvez a mais demandada. É aqui que deságua tudo, todos os problemas e as soluções. Portanto, desejo sorte na condução desse órgão vital”, frisou.

A solenidade contou com a apresentação do Coral do Servidor e uma bênção do padre Jardel, que falou sobre a importância da alteridade, de se colocar ao serviço do outro. Estiveram presentes, deputados, secretários de estado, servidores, familiares e amigos dos gestores empossados.

Da Redação

Em posse, Wellington exige metas e prestação de contas diárias ao novo secretariado

Publicada em 6 de maio de 2019 - 17:26

Imprimir
Em posse, Wellington exige metas e prestação de contas diárias ao novo secretariado

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:48

Em um clima de apresentação de novas metas e desafios, o governador do Piauí, Wellington Dias empossou nesta segunda-feira (06), no Palácio de Karnak, sua nova equipe de gestores para o governo. O chefe do executivo estadual frisou que cada um deles assume com o compromisso de trabalhar para construir um Piauí com uma melhor qualidade de vida e destacou que todos atuarão para servir ao povo piauiense.

“A partir de hoje, não temos mais partidos ou coligações. Formamos um só time, uma só equipe e somos todos servidores do Piauí e dos piauienses. Vamos exigir metas e compromissos, mas quero que cada um preste contas todo dia, a toda hora, ao povo do Piauí, com excelência nos serviços, com atenção, com zelo, com presteza e com responsabilidade”, destacou Wellington.

Em seu quarto mandato à frente do Poder Executivo Estadual, Dias optou por formar uma equipe composta por profissionais com um perfil técnico para cumprir as metas relativas a cada pasta. Os critérios utilizados foram o programa de governo, a capacidade do indicado para cumprir a tarefa e a composição política. Segundo o governador, seu grande objetivo é garantir um índice de alto desenvolvimento para o Piauí.

“O desenvolvimento que propomos é humano e sustentável. Saímos de uma esperança de vida de 65 anos para 72 anos, com mais saúde e mais qualidade de vida. Levamos o ensino médio a todos os municípios e agora seremos o primeiro estado do país a ter ensino técnico e superior em todos os 224 municípios. Tiramos mais de um milhão de piauienses da pobreza extrema. Levamos energia elétrica a mais de 600 mil famílias que viviam à luz de lamparina. Encontramos um estado que tinha apenas 66 cidades ligadas por asfalto, levamos o asfalto a outras 154 cidades e nenhuma cidade do Piauí vai ficar na poeira ou na lama do passado. Mais do que triplicamos o nosso PIB. Tornamo-nos referência em energias renováveis e em parcerias público-privadas. Mais de um milhão de atendimentos no Ceir foram realizados. Temos muitos números grandiosos que desmentem aqueles que querem diminuir o tamanho das nossas realizações, mas ainda temos muito trabalho e muitos desafios pela frente”, ressaltou Wellington.

Segundo o secretário de Educação, Ellen Gera, a sua pasta será gerida tendo como base o formato de escolas acolhedoras e inclusivas para que os alunos possam ter alta expectativa de aprendizagem, com professores de excelência e gestores reconhecidos como líderes. “A educação é uma área de extrema importância para o desenvolvimento do Piauí. Por meio da educação, transformamos a sociedade e vamos fazer com que o estado de fato chegue no estágio de desenvolvimento que o nosso governador espera. Estamos trabalhando para continuar mantendo a presença da escola nos locais estratégicos para que consigamos vencer a dificuldade de acesso às escolas, oferecer um ambiente propício para que o aluno tenha a progressão correta e combater o abandono e evasão escolar”, pontuou o gestor.

Já para Zenaide Lustosa, que assume a Coordenadoria da Mulher, o maior desafio é diminuir os índices de violência contra a mulher. “É um grande desafio principalmente porque vivemos uma conjuntura onde as políticas para as mulheres retrocedem e aumentam o número de feminicídios. Temos que ter mais ações efetivas para minimizar os casos de assassinato e agressão contra as mulheres. A violência passa também pela questão da educação. É todo um processo integrado que precisamos trabalhar para que o Piauí progrida nesse sentido”, disse a gestora.

Nesta terça (7), o governador fará sua primeira reunião com os novos gestores para apresentação dos eixos do Plano de Governo. O plano contém sete eixos estratégicos e um eixo de infraestrutura. Os eixos estratégicos a serem trabalhados serão: geração de renda, inclusão socioprodutiva e qualidade vida; acesso à saúde e vida saudável; educação de qualidade, inclusiva e para formação humana; segurança, prevenção e direitos humanos; gestão eficiente e participação social; meio ambiente, sustentabilidade e recursos hídricos; políticas inclusivas e defesa das minorias, além de infraestrutura para o desenvolvimento e qualidade de vida.

Da Redação

Governador empossa nova equipe em solenidade nesta segunda-feira (06)

Publicada em - 7:52

Imprimir
Governador empossa nova equipe em solenidade nesta segunda-feira (06)

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:48

A solenidade de transmissão de cargo e posse do secretariado desta gestão será realizado nesta segunda (06), às 12h, no Salão Branco do Palácio de Karnak.

O secretário de Governo, Osmar Júnior, esclarece quais foram os critérios utilizados para a escolha dos gestores. “O governador usou três elementos. Primeiro, o programa de governo e depois a capacidade do indicado para cumprir a tarefa e, terceiro, a composição política. Os três foram levados em consideração”, disse.

Já próxima terça (07), o governador deverá se reunir com os novos gestores para apresentação dos eixos do plano de Governo. O plano contém sete eixos estratégicos e um eixo de infraestrutura. Os eixos estratégicos a serem trabalhados serão geração de renda, inclusão socioprodutiva e qualidade vida, acesso à saúde e vida saudável, educação de qualidade, inclusiva e para formação humana. segurança, prevenção e direitos humanos, gestão eficiente e participação social, meio ambiente, sustentabilidade e recursos hídricos, políticas inclusivas e defesa das minorias, infraestrutura para o desenvolvimento e qualidade de vida.

Assim, cada órgão deverá fazer suas adequações visando as metas previstas no Plano para que o Piauí possa alcançar um alto índice de Desenvolvimento Humano até 2022.

Da Redação

Sistema que facilita posse de armas passa a valer nesta segunda

Publicada em 22 de abril de 2019 - 7:55

Imprimir
Sistema que facilita posse de armas passa a valer nesta segunda

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:44

Para contemplar o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza a posse de armas de fogo no país, começa a funcionar nesta segunda-feira, 22, o novo Sistema Nacional de Armas, o Sinarm II. A plataforma da Polícia Federal é responsável por controlar todas as armas do território nacional que estão nas mãos da população, conforme previsto no Estatuto do Desarmamento.

Entre os dias 8 e 18 de abril, durante a migração dos sistemas, estava suspenso o recebimento de novos requerimentos. A partir desta segunda-feira, 22, com a ativação do Sinarm II, os requerimentos de aquisição, transferência, porte, guia de trânsito e emissão e renovação de registro de armas passam a ser realizados na nova plataforma, conforme determinado em publicação do Diário Oficial da União do último dia 8 .

Na prática, as armas de fogo produzidas ou importadas pelo Brasil e sua movimentação no território nacional deverão ser cadastradas no Sinarm II, seja pelo fabricante ou importador. As solicitações de emissão de porte continuarão a ser feitas no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) e deverão ser colocadas no Sinarm II pelas unidades de controle de armas.

Em janeiro, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto n.º 9.685/2019, que muda as regras sobre a posse de armas. Antes, era necessário que um delegado da Polícia Federal avaliasse caso a caso se o cidadão requerente precisava ou não de uma arma de fogo em sua residência ou negócio.

Com o decreto, cidadãos em determinadas condições podem comprar armas sem essa análise individual. Quem vive em cidade ou estado onde a taxa de homicídios seja superior a 10 para cada 100 mil habitantes, moradores de áreas rurais, donos de estabelecimentos comerciais ou industriais, militares, agentes de segurança pública, administradores de penitenciárias, atiradores e caçadores registrados no Exército têm direito à posse. O decreto também aumentou a validade do registro de arma de fogo de cinco para dez anos.

Demais requisitos, como a comprovação da capacidade técnica para manusear a arma, a aptidão psicológica e a ausência de antecedentes criminais continuam válidos. O porte da arma de fogo, que é a livre circulação com o objeto, continua proibido no Brasil.

Da Exame

POSSE

Jair Bolsonaro toma posse como presidente do Brasil

Bolsonaro é o 38º presidente da República do Brasil.

Publicada em 2 de janeiro de 2019 - 17:40

Imprimir
Jair Bolsonaro toma posse como presidente do Brasil

Última atualização: 2 , janeiro 2019 - 17:45

Jair Bolsonaro tomou posse do cargo de presidente da República do Brasil na tarde dessa terça-feira, (01/01), em Brasília (DF). Bolsonaro é o 38º presidente da República do Brasil.

A cerimônia de posse presidencial durou cerca de cinco horas, com discursos no Congresso Nacional e no Palácio do Planalto. O presidente Bolsonaro acompanhado de sua esposa Michelle Bolsonaro e o vice-presidente, Hamilton Mourão, prestaram juramentos à Constituição e assinaram o termo de posse no plenário da Câmara dos Deputados.

Em seus pronunciamentos, o presidente Bolsonaro reforçou suas frases de efeitos de sua campanha e inclusive, destacou que “Essa é nossa bandeira e jamais será vermelha. Só será vermelha se for preciso nosso sangue para mantê-la verde e amarela”, disse segurando a bandeira do Brasil.

Os últimos atos da posse foi o repasse da faixa presidencial de Michel Temer (PMDB) para o presidente eleito Jair Bolsonaro, na companhia de suas esposas. E por fim, a recepção dos chefes de Estados, políticos, líderes religiosos, empresários e outros convidados no Palácio do Itamaraty. Donald Trump não veio, mas fez questão de postar mensagem no Twitter em aceno ao novo ocupante do Planalto.

DISCURSO EM LIBRAS

Um dos ápices da solenidade de posse foi quando Michelle Bolsonaro realizou seu discurso por meio da Linguagem de Sinal Brasileiro, as Libras. Essa foi a primeira vez que a primeira-dama realiza um discurso em posse presidencial.

Além disso, houve outro momento inédito, quando ao ser entoado o Hino Nacional, houve um homem, que não teve a identidade divulgada, cantando o Hino por meio das Libras.

Novo Presidente

Congresso se prepara para posse de Jair Bolsonaro

A partir deste sábado (29) o trânsito na Esplanada dos Ministérios ficará fechado para veículos.

Publicada em 27 de dezembro de 2018 - 14:55

Imprimir
Congresso se prepara para posse de Jair Bolsonaro

Última atualização: 27 , dezembro 2018 - 14:55

A cinco dias da posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, é intensa a movimentação nos corredores e na frente do prédio do Congresso Nacional. Em vez de parlamentares, chama a atenção o vai e vem de funcionários carregando tapetes vermelhos enrolados, comprados especialmente para a solenidade.

Há pintores, jardineiros, serralheiros, eletricistas, gesseiros e a equipe de limpeza, que apertam cuidam de cada detalhe na preparação da recepção de cerca de 2 mil convidados que irão acompanhar a cerimônia de posse. na área interna do Congresso, no dia 1º  de janeiro. Um jardim está sendo montado no Espaço Cultural Ivandro Cunha Lima , no corredor de acesso ao Anexo I da Câmara e do Senado. Por ali vão passar os chefes de Estado convidados para a posse.

Trânsito

A partir deste sábado (29) o trânsito na Esplanada dos Ministérios ficará fechado para veículos. No domingo (30), as vias paralelas à Esplanada (N2 e S2) também serão interditadas, segundo a Secretaria de Polícia do Senado. Nesse dia, será realizado o segundo ensaio geral da posse. No dia 1º, o acesso à Esplanada só poderá ser feito a pé, somente a partir da Rodoviária do Plano Piloto.

Todas as pessoas serão revistadas pela Polícia Militar do Distrito Federal. Quem estiver com mochila ou portando qualquer dos objetos divulgados pelo Gabinete de Segurança Institucional, como carrinho de bebê, sprays, fogos de artifício, não poderá ultrapassar a barreira montada pela segurança do evento.

Vista privilegiada

As grades que vão delimitar a áreas de livre acesso para o público já foram instaladas na Esplanada dos Ministérios. O gramado em frente ao Congresso Nacional será interditado até a Alameda das Bandeiras. Ali , bem próximo ao espelho dágua, serão colocados os canhões para a salva de tiros que faz parte da cerimônia oficial.

Quem quiser ter vista privilegiada da chegada do presidente ao Congresso, da salva de tiros e da passagem de Jair Bolsonar,  em revista às tropas, por exemplo, terá que disputar as duas áreas laterais que ficam na parte menos inclinada do gramado em frente ao Congresso. A praça dos Três Poderes dará vista privilegiada para a transmissão da faixa presidencial e o discurso de Bolsonaro no Parlatório do Palácio do Planalto. A expectativa é que meio milhão de pessoas acompanhem a posse na Esplanada dos Ministérios.

Visitação

Com a visitação suspensa até do dia 3 de Janeiro em decorrência dos preparativos da posse, turistas e curiosos terão que se contentar em registrar a movimentação do lado de fora. No próximo dia  4, as visitas guiadas pelos principais salões e plenários da Câmara dos Deputados e do Senado Federal serão retomados. O passeio é gratuito e dura cerca de 50 minutos. No mês de Janeiro, será diário, sempre das 9h às 17h30.

FONTE: Agência Brasil