PMT vai desapropriar terreno próximo a clube para assentar famílias do Parque Rodoviário

Publicada em 13 de junho de 2019 - 12:25

Imprimir
PMT vai desapropriar terreno próximo a clube para assentar famílias do Parque Rodoviário

Última atualização: 17 , junho 2019 - 07:36

A Prefeitura de Teresina está buscando junto aos cartórios da cidade a titularidade do terreno próximo ao Clube da Telemar, na área do Parque Rodoviário, para dar início ao processo de desapropriação. O objetivo, segundo informou o prefeito Firmino Filho, que esteve na manhã desta quinta-feira (13) visitando o local, é assentar as famílias que estão em áreas consideradas de risco.

“Vamos desapropriar a área mais alta. O espaço próximo ao Clube e a área da galeria serão preservados. As famílias que estão na área de risco serão assentadas nesta área mais alta. Essa saída urbaniza a região e, ao mesmo tempo, dá um teto seguro para as famílias na mesma região do Parque Rodoviário”, informou o prefeito. Essas mesmas unidades habitacionais também servirão para assentar 15 famílias que estão em terreno que pertence ao Exército e que serão desalojadas.

Durante a visita na manhã de hoje o prefeito e o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, acompanharam o trabalho de reconstrução e recuperação das casas que foram atingidas pela enxurrada durante a tragédia do dia 4 de abril.

Atualmente, duas empresas estão trabalhando nestas casas, mas, segundo o superintendente, mais uma construtora será convocada para dar agilidade ao processo. “Esperamos que até o final do mês de julho essa etapa esteja concluída. Todas as casas afetadas de alguma forma pela água no dia da tragédia serão recuperadas. Serão, no total, 55 casas beneficiadas, sendo 25 construções novas e 30 recuperadas.”, explicou o gestor.

Paulo Lopes ressaltou ainda que nenhuma dessas 55 residências está em área considerada de risco. “As que tiverem, vão ter que sair. Essas famílias serão assentadas em terreno apropriado que a Prefeitura já está trabalhando na desapropriação”, completou.

Durante a agenda de visitas Firmino Filho esteve ainda na Via Sul, importante obra de mobilidade urbana que fará a ligação de bairros da zona Norte e do Centro com vários outros das zonas Sul e Sudeste. A construtora responsável está trabalhando na terraplanagem do trecho que vai deste a Ponte Wall Ferraz a Ponte Anselmo Dias. Galerias e bueiros também estão sendo construídos no local. Para concluir essa etapa serão investimentos mais R$ 30 milhões, desta vez com recursos liberados através de um empréstimo junto a CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina.

A avenida segue o mesmo padrão em toda sua extensão, ou seja, são três pistas de rolamento de cada lado, um canteiro central de seis metros de largura, uma calçada do lado da marginal do rio também de seis metros e outra de três metros do outro lado.

O prefeito esteve ainda no Monte Castelo para acompanhar a implantação de pavimentação asfáltica no bairro.

 

Da Redação

Prefeitura reconstrói casas destruídas pela enxurrada no Parque Rodoviário

Publicada em - 8:21

Imprimir
Prefeitura reconstrói casas destruídas pela enxurrada no Parque Rodoviário

Última atualização: 13 , junho 2019 - 08:21

A Prefeitura de Teresina deu início à reconstrução e recuperação das casas do Parque Rodoviário que foram atingidas pela enxurrada ocorrida em abril. Nesta quarta-feira (12), o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, esteve mais uma vez no Parque Rodoviário acompanhando os trabalhos e conversando com os moradores. No momento, duas empresas trabalham na reconstrução e recuperação dessas casas. A ação está acontecendo em 10 residências, mas uma terceira empresa será chamada para agilizar os trabalhos.

Segundo lembra o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, desde o ocorrido uma equipe de profissionais da Prefeitura, formada por técnicos da SDU Sul, Semcaspi, Defesa Civil e outros, está acompanhando e dando assistência a cada umas das famílias.

“Nunca paramos de fazer esse acompanhamento. Estamos sempre conversando com as pessoas, vendo cada caso. Assistentes sociais e engenheiros da Prefeitura visitaram as casas, fizeram o cadastro das famílias e analisaram a situação estrutural de cada residência”, explicou.

Da Redação

Parque Rodoviário: tragédia completa um mês e PMT segue atendendo 132 famílias

Publicada em 4 de maio de 2019 - 18:26

Imprimir
Parque Rodoviário: tragédia completa um mês e PMT segue atendendo 132 famílias

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:48

A enxurrada que atingiu a região do Parque Rodoviário, ocorrida no dia 4 de abril, completa um mês. As equipes da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), permanecem no local, prestando atendimento às 132 famílias vítimas da enxurrada.

Segundo o levantamento divulgado pela Semcaspi, pelo menos 73 famílias estão inclusas no programa Cidade Solidária, que tem por objetivo a garantia de moradia segura por meio do acolhimento remunerado e do aluguel social. Nenhuma família encontra-se em abrigamento coletivo no bairro. As famílias receberam também kits de limpeza, kits de acolhimento e cestas básicas.

“Continuamos no processo de monitoramento das situações, no acompanhamento das famílias que necessitam continuar recebendo algum benefício eventual, e seguindo o fluxo do Cidade Solidária. E ainda temos esse final de período chuvoso, em que caso algo aconteça, temos as equipes de prontidão para serem acionadas”, detalhou Selene Lima, chefe da Divisão de Articulação da Rede Socioassistencial do Município

A Praça do Parque Rodoviário, tal como a Igreja Católica do bairro, seguem como postos de arrecadação. A população pode obter ainda mais informações sobre as ações realizadas no local entrando em contato com a Gerência de Proteção Social Básica (GPSB), por meio do telefone 3215-7593.

Cidade Solidária

O Cidade Solidária atende famílias em situações emergenciais de desabrigamentos, em consequência das chuvas, infortúnios, incêndios, alagamento, transbordamento de rios ou lagoas ou ainda, situações de vulnerabilidades temporárias. O trabalho é executado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU’s) e Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR).

Da Redação

Lions Clube Teresina 8 de Outubro recolhe doações para desabrigados no Parque Rodoviário

O Lions Clube Teresina 8 de Outubro participou da Ação realizada pela Escola Cidadão Cidadã

Publicada em 15 de abril de 2019 - 14:51

Imprimir
Lions Clube Teresina 8 de Outubro recolhe doações para desabrigados no Parque Rodoviário

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:45

O Lions Clube Teresina 8 de Outubro participou da Ação realizada pela Escola Cidadão Cidadã onde foram angariados, junto aos alunos, pais de alunos, professores e companheiros do Lions Clube Teresina 8 de Outubro, recursos financeiros da ordem de R$4.000,00, doados a família desabrigada pela enchente do Parque Rodoviário, na zona Sul de Teresina.

Firmino vai à Brasília em busca de recursos para atender famílias atingidas pelas chuvas

Publicada em - 10:52

Imprimir
Firmino vai à Brasília em busca de recursos para atender famílias atingidas pelas chuvas

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:45

O prefeito Firmino Filho vai à Brasília nesta quarta-feira para se reunir com representantes da Secretaria Nacional de Defesa Civil. O objetivo é buscar auxílio para a ajuda emergencial às famílias teresinenses atingidas pelas fortes chuvas que caíram na capital.

 

Nesta segunda-feira, o prefeito voltou ao Parque Rodoviário, onde dezenas de famílias foram atingidas após o rompimento de um muro que represava a água. “Desde o dia da tragédia, estive aqui prestando solidariedade às famílias.  Paralelo isso, as equipes da Prefeitura estão diariamente verificando as demandas de cada família e prestando o auxílio possível e necessário a cada uma”, comentou o prefeito.

 

O chefe do executivo municipal ressaltou que, paralelo ao trabalho emergencial, a Prefeitura já busca uma solução definitiva para as famílias. ” Vamos buscar, junto ao Governo Federal, recursos para viabilizar projetos que possam dar solução definitiva ao problema, tanto na área de drenagem quanto também no restabelecimento das moradias”, completou, destacando que deverá se reunir com representantes do Governo Federal nesse sentido.

 

Desde o dia da tragédia, equipes da Prefeitura estão no local fazendo o cadastramento das famílias e a remoção das mesmas para locais seguros. Até agora, 134 famílias do Parque Rodoviário estão sendo acompanhadas diretamente pelas equipes de assistência social, seja através do Programa Cidade Solidária seja nos abrigos. “É importante destacar que a Prefeitura têm dado continuidade na solidariedade às famílias. Estamos verificando as demandas individuais e as coletivas. O nosso compromisso com essas famílias continua, dando todo o suporte necessário para que, no menor intervalo de tempo possível, essas pessoas possam reestabelecer a normalidade de suas vidas”, comentou Samuel Silveira, secretário municipal de Trabalho, Cidadania e Políticas Integradas (Semcaspi).

 

O superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, também esteve com o prefeito acompanhando as famílias. Ele ressaltou que a Superintendência tem feito a limpeza da área, recuperação de ruas, sarjetas, calçamentos e galerias danificadas. “O trabalho não parou. Agimos, inicialmente, de forma emergencial, mas permanecemos aqui com equipes de prontidão dando toda a assistência e no reestabelecimento da estrutura do Parque Rodoviário”, frisou.

Membros do MP/PI vão ao Parque Rodoviário e ouvem as vítimas

Promotores de Justiça conversam com vítimas atingidas pela enxurrada

Publicada em 11 de abril de 2019 - 15:34

Imprimir
Membros do MP/PI vão ao Parque Rodoviário e ouvem as vítimas

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:45

A força-tarefa criada pelo Ministério Público do Estado do Piauí(MPPI) para acompanhar as questões que envolvem a tragédia ocorrida no bairro Parque Rodoviário, na zona Sul de Teresina, visitou o local nesta quinta-feira(11), para dialogar com as pessoas atingidas pela enxurrada.

Myrian Lago, titular da 49ª Promotoria de Justiça e presidente da força-tarefa, esteve no local acompanhada dos promotores de Justiça Fernando Santos, Gianny Vieira e Luzijones Felipe. O grupo conversou com vítimas para identificar quais providências foram adotadas pelos órgãos públicos.

“Foi um momento para ouvir as pessoas. Identificamos algumas vítimas. Verificamos quais providências já foram adotadas, questionamos os atingidos se eles tinham conhecimento da existência da lagoa no bairro e deixamos nossos contatos para que possamos manter o diálogo. Agora, estamos aguardando a chegada das requisições que solicitamos para diversos órgãos públicos. O próximo passo é marcar audiência pública que debaterá as atuações das instituições em relação aos danos. Esse momento está previsto para o mês de maio”, explica Myrian Lago, presidente da força-tarefa.

Danielle Brandão, analista ministerial especialista em Engenharia Civil, representou a Coordenação de Perícias e Pareceres Técnicos do MPPI durante a visita. Uma equipe multidisciplinar analisará as condições de moradia e os riscos que a área possui. A Coordenação produzirá relatório técnico que ajudará os promotores de Justiça no processo de investigação do caso.

AUXÍLIO

MP/PI define estratégias de atuação sobre os danos no Parque Rodoviário

Durante a reunião, foram definidas estratégias de atuação em relação aos danos ocorridos no local

Publicada em 10 de abril de 2019 - 16:38

Imprimir
MP/PI define estratégias de atuação sobre os danos no Parque Rodoviário

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:45

Promotores de Justiça que integram a força-tarefa criada para apurar as responsabilidades, bem como, a adoção de medidas preventivas em relação à tragédia ocorrida no bairro Parque Rodoviário, na zona Sul de Teresina, reuniram-se nesta quarta-feira(10), na sede do Ministério Público do Estado do Piauí(MPPI), na zona leste da capital.

Durante a reunião, foram definidas estratégias de atuação em relação aos danos ocorridos no local. A promotora de Justiça Myrian Lago, titular da 49ª Promotoria de Justiça, relembrou as medidas que foram adotadas. “Ainda, no dia 5 de abril, foram adotadas medidas para o resguardo urgencial dos desabrigados. Em especial o abrigamento, a inclusão nos programas de benefícios eventuais a cargo do município de Teresina, avaliação do risco das residências afetadas pelo alagamento e amparo aos desabrigados nos aspectos referentes à saúde física e mental”, pontou Myrian Lago.

O promotor de Justiça Fernando Santos, titular da 44ª Promotoria de Justiça, destacou que a Lei nº 12.608/2012, que institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil( PNPDEC), deve ser aplicada, tanto no que se refere à remoção das famílias afetadas das áreas de risco, quanto no que tange à incumbência do município que está incluso no cadastro nacional de municípios com áreas suscetíveis à ocorrência de deslizamentos de grande impacto, inundações bruscas ou processos geológicos ou hidrológicos. “O município deve elaborar Plano de Contingência de Proteção e Defesa Civil, instituir órgãos municipais de defesa civil, de acordo com os procedimentos estabelecidos pelo órgão central do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil(SINPDEC), elaborar plano de implantação de obras e serviços para a redução de riscos de desastre, entre outras medidas”, listou Fernando Santos.

“Já requisitamos à Prefeitura de Teresina o diagnóstico das áreas de risco existentes. Existem inúmeros casos de perfuração de poços artesianos na cidade de forma demasiada, sem que sejam adotadas providências posteriores em relação ao controle da vazão de tais poços. Algumas obras têm construção autorizada pela Prefeitura de Teresina sem que apresentem o devido plano de drenagem”, alertou a promotora de Justiça Gianny Vieira, titular da 24ª Promotoria de Justiça.

A adoção de medidas judiciais e extrajudiciais de forma conjunta, por todos os promotores de Justiça que compõem a força-tarefa, o compartilhamento das informações recebidas no âmbito das investigações e procedimentos de cada promotoria de Justiça com os demais membros da força-tarefa e a realização de audiência pública, para a qual serão convocados todos os órgãos públicos, representantes da comunidade do Parque Rodoviário, outras autoridades ou pessoas, são os encaminhamentos deliberados.

RELATÓRIO

Comissão vai avaliar causas da tragédia do Parque Rodoviário

A Comissão irá elaborar Relatório Conclusivo quanto à origem dos fatos ocorridos

Publicada em - 16:10

Imprimir
Comissão vai avaliar causas da tragédia do Parque Rodoviário

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:45

A Prefeitura de Teresina instituiu, por meio da Portaria Nº 646/2019, Comissão Multidisciplinar com a finalidade de elaborar Relatório Conclusivo quanto à origem dos fatos ocorridos dia 04 de abril, no Parque Rodoviário, zona Sul de Teresina.

De acordo com a Portaria, a Comissão Multidisciplinar será composta por representantes governamentais e não governamentais, titulares e suplentes com a seguinte composição: um representante da Procuradoria Geral do Município – PGM; dois técnicos indicados pela Prefeitura Municipal de Teresina; um representante do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA/PI; um representante da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais – CPRM; e um representante da Universidade Federal do Piauí.

Os trabalhos a serem desenvolvidos pela Comissão Multidisciplinar serão coordenados pelo representante da Procuradoria Geral do Município – PGM, a quem competirá dirigir todos os atos necessários à apuração administrativa dos fatos ocorridos dia 04 de abril no Parque Rodoviário, bem como a edição de um relatório final com as conclusões da Comissão.

“A Prefeitura de Teresina criou a Comissão Multidisciplinar em razão da necessidade de se apurar os fatos que ocasionaram danos pessoal, material e urbano no Parque Rodoviário; e solicitou aos órgãos que indiquem seus representantes, num prazo de dois dias, para nomeação pelo prefeito Firmino Filho. A Comissão terá vigência de 30 dias, prorrogáveis por mais 30, caso necessário, para apresentar seu relatório final”, explicou Raimundo Eugênio, secretário municipal de Governo.

 

ACOLHIMENTO

Mais de 60 famílias do Parque Rodoviário já estão acolhidas através do Cidade Solidária

Forte enxurrada atingiu local na noite da última quinta-feira

Publicada em - 14:49

Imprimir
Mais de 60 famílias do Parque Rodoviário já estão acolhidas através do Cidade Solidária

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:45

Segundo dados divulgados na manhã desta quarta-feira (10), 64 famílias do Parque Rodoviário, zona Sul de Teresina, já estão recebendo acolhimento e suporte oferecido pelo programa Cidade Solidária. Além dessas, outras quatro famílias permanecem abrigadas na Igreja Católica do bairro e recebem auxílio emergencial da Prefeitura, em forma de kits de limpeza, kit acolhimento e cestas básicas.

As 64 famílias inclusas no Cidade Solidária se dividem entre as duas modalidades de atuação. O primeiro eixo de ações, intitulado Família Solidária, consiste no acolhimento da família vítima da enxurrada por parte de parentes, sendo reforçado pelo oferecimento de kits e auxílio financeiro. Do total, 50 famílias estão inclusas nesta modalidade. A outra forma de acolhimento é o Residência Solidária. No Parque Rodoviário, são 14 famílias cadastradas e que foram acolhidas em moradias alugadas, com o aluguel social de R$250,00.

As equipes da Prefeitura de Teresina, que incluem Semcaspi, SDUs e Semduh, continuam atendendo famílias e garantindo o auxílio necessário. “Estamos garantindo um acolhimento digno para essas famílias que perderam suas residências através do Cidade Solidária. As equipes estão trabalhando incansavelmente para garantir o auxílio necessário aos teresinenses vítimas do período chuvoso. Na medida que se valoriza quem abriga e fortalece a solidariedade, ao mesmo tempo se evita que as pessoas vítimas de um infortúnio dessa natureza fiquem no relento, sem nenhum acolhimento”, disse o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira.

A população também pode tirar dúvidas sobre o Cidade Solidária entrando em contato com a Gerência de Proteção Social Básica (GPSB), por meio do telefone (86) 3215-7593.

Sobre o programa

O Cidade Solidária atende famílias em situações emergenciais de desabrigamentos, em consequência das chuvas, infortúnios, incêndios, alagamento, transbordamento de rios ou lagoas ou ainda situações de vulnerabilidades temporárias. O trabalho é executado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs) e Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR).

AÇÃO

Técnicos da Prefeitura fazem avaliação de casas do Parque Rodoviário

Forte enxurrada atingiu local na noite da última quinta-feira

Publicada em 9 de abril de 2019 - 15:08

Imprimir
Técnicos da Prefeitura fazem avaliação de casas do Parque Rodoviário

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:45

Todas as residências do Parque Rodoviário que foram diretamente atingidas pelas águas na semana passada, durante a enxurrada que aconteceu na comunidade, estão sendo avaliadas por uma equipe da Prefeitura de Teresina.

Esse trabalho vem acontecendo desde o início do atendimento, com a retirada imediata das famílias das casas que ofereciam algum tipo de risco. Mas somente agora está sendo possível fazer uma análise mais minuciosa da estrutura de cada uma dessas residências. Foram 109 famílias assistidas pelas equipes e, destas, 64 foram inseridas em algum projeto de apoio da Prefeitura. “Feita a limpeza inicial e retirada a maior parte do entulho, um engenheiro da SDU Sul está vistoriando cada um desses locais. O objetivo é verificar a situação de cada uma e se apresentam algum risco às famílias ou não”, lembrou o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes.

A ação teve início na manhã desta segunda-feira (8) e continua até que todas sejam avaliadas. Até o momento 21 unidades foram vistoriadas e apenas duas delas foram realmente condenadas. A atividade está sendo acompanhada diretamente por representantes da Semcaspi.

O superintendente informou ainda que as equipes de limpeza da SDU Sul continuam no local trabalhando em todas as ruas do Parque, como também auxiliando os moradores dentro das residências. “Esse é um trabalho que também não será interrompido. Vamos permanecer até que tudo seja normalizado”, garantiu.

Ao mesmo tempo, a Prefeitura de Teresina, através da SDU Sul, está realizando intervenções no local, recuperando parte da galeria danificada com a força da água. Na Avenida Celso Pinheiro, também conhecida como Estrada da Alegria, a Superintendência também tem equipes trabalhando para recuperar todos os danos.