Ortopedia

HGV realiza mutirão cirúrgico ortopédico neste sábado (11)

Em 2018, o HGV já realizou 14 mutirões cirúrgicos que beneficiaram 447 pessoas.

Publicada em 10 de agosto de 2018 - 17:13

Imprimir
HGV realiza mutirão cirúrgico ortopédico neste sábado (11)

Última atualização: 10 , agosto 2018 - 17:14

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) realiza neste sábado (11/08), mais um mutirão de cirurgias na área de ortopedia, com a meta de atender 35 pacientes eletivos do Ambulatório Integrado Dirceu Arcoverde e da Urgência. Em 2018, o HGV já realizou 14 mutirões cirúrgicos que beneficiaram 447 pessoas.
Estão programados procedimentos para tratamento de infecções, de fraturas de membros superiores como mão e punho; de traumas de membros inferiores como joelho, tíbia, fêmur, colocação de próteses, dentre outros.
A diretora-geral do HGV, Fátima Garcêz, explica que essas ações visam a otimizar o fluxo de atendimento nas especialidades de maior demanda, como é o caso da ortopedia. A mobilização contará com uma equipe formada por cirurgiões, anestesiologistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e radiologia, além de pessoal de apoio.
FONTE: Redação Piauí Agora

Cirurgias

HGV promove mutirão ortopédico neste sábado (19)

A meta é beneficiar trinta e dois pacientes eletivos do Ambulatório Integrado Dirceu Arcoverde e da Urgência.

Publicada em 19 de maio de 2018 - 8:27

Imprimir
HGV promove mutirão ortopédico neste sábado (19)

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 19 , maio 2018 - 11:36

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) promove neste sábado, (19/05), mais um mutirão cirúrgico ortopédico. A meta é beneficiar trinta e dois pacientes eletivos do Ambulatório Integrado Dirceu Arcoverde e da Urgência.

Os dados do mutirão cirúrgico apontam que só este ano, mais de 300 pessoas já foram beneficiadas. Os procedimentos são referentes a colocação de próteses, tratamento de infecções e de fraturas de membros superiores como mão e punho, além de traumas de membros inferiores como joelho, tíbia, fêmur, dentre outros.

De acordo com Fátima Garcêz, diretora-geral do HGV, essas mobilizações planejadas pela Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) visam ampliar o número de cirurgias e reduzir o tempo de espera nas filas cirúrgicas.

Para Rafael Neiva, presidente da Fepiserh, os mutirões têm ajudado a dar resolutividade a casos cirúrgicos de outras unidades de saúde do Estado. “Existe uma demanda de pacientes aguardando por cirurgias. Por isso, estamos trabalhando para que mais pessoas sejam beneficiadas”, destaca.