PREVENÇÃO

SAÚDE DA MULHER: saiba quais exames fazer de acordo com a sua idade

Segundo a médica Dra. Vivian Schivartche, radiologista especialista no diagnóstico de câncer de mama do CDB Premium, a realização de todos os exames, independentemente da idade é sempre o melhor remédio. “Ainda com a correria do dia a dia, todas devem se cuidar, realizando desde cedo, consultas e exames periódicos.

Publicada em 6 de fevereiro de 2019 - 12:44

Imprimir
SAÚDE DA MULHER: saiba quais exames fazer de acordo com a sua idade

Última atualização: 6 , fevereiro 2019 - 12:45

As mulheres cuidam mais da saúde do que os homens, isso é um fato. Uma pesquisa realizada em conjunto entre o Ministério da Saúde e o IBGE revelou que 71,2% dos entrevistados haviam se consultado com um médico pelo menos uma vez no ano. Entre as mulheres, o índice foi de 78%, contra 63,9% dos homens.

Segundo a médica Dra. Vivian Schivartche, radiologista especialista no diagnóstico de câncer de mama do CDB Premium, a realização de todos os exames, independentemente da idade é sempre o melhor remédio. “Ainda com a correria do dia a dia, todas devem se cuidar, realizando desde cedo, consultas e exames periódicos. Os check-ups aumentam a qualidade de vida, além de ser fundamental para descobrir e evitar possíveis problemas.”, explica.

Ainda de acordo com especialistas, existem alguns exames de rotina que devem marcar presença durante toda a vida da mulher, tais como: glicemia, colesterol total e suas frações, triglicerídeos, creatina, TGO e TGP (avaliação da função hepática), hemograma e exame de urina.

Confira alguns procedimentos que podem ser feitos pelas mulheres – em todas as etapas da vida:
Entre 20 e 30 anos

• Papanicolau: O exame deve ser realizado anualmente um ano após o início da atividade sexual. Ele verifica infecções e alterações nas células do colo do útero, além de possíveis infecções por fungos, herpes e verrugas no órgão genital feminino.

• Colposcopia, Vulvoscopia e pesquisa de HPV de colo: Esses exames são complementares ao Papanicolau, realizados como rotina, para prevenção e/ou planejamento do tratamento de infecções causadas pelo vírus HPV e outras DST (doenças sexualmente transmissíveis).

• Ultrassom transvaginal: Tem como objetivo a detecção de doenças ginecológicas como cistos no ovário, miomas, pólipos endometriais e tumores, além de detectar precocemente câncer de endométrio e ovário.

• Ultrassom das mamas: Conforme recomendação médica. Ele identifica possíveis cistos, nódulos e tumores. Em mulheres com menos de 30 anos e histórico familiar também é recomendado a realização da ressonância magnética anual.

• Tireoide: Além desses cuidados, alguns profissionais recomendam uma atenção especial à tireoide, glândula na região do pescoço que produz hormônios importantes para a saúde feminina. O câncer de tireoide atinge cerca de 150 mil brasileiros anualmente e é mais comum em mulheres.

 

A partir dos 40 anos

Além dos exames citados anteriormente, as mulheres devem realizar:

• Avaliação cardiológica: Após os 40 anos, também é importante acrescentar uma avaliação cardiológica nos exames de rotina, já que as alterações hormonais relacionadas com a idade podem aumentar o risco de doenças cardiovasculares.

• Mamografia: Atualmente existem duas mamografias encontradas com facilidade no Brasil, a 3D e a tradicional. Elas têm o mesmo objetivo, que é a detecção precoce do câncer de mama. Segundo estudo publicado no Journal of the American Medical Association – EUA a mamografia 3D  reduz o número de exames adicionais (falsos positivos) em 15% e aumenta a detecção do câncer de mama invasivo em 41%.

No Brasil, a tecnologia é oferecida pela Hologic por meio dos equipamentos Selenia Dimensions™ e 3Dimensions™. “Na mamografia 3D o aparelho gera múltiplas imagens que permitem identificar nódulos com menos de 1cm. Se houver alguma área suspeita e que não aparecia na mamografia convencional, o exame 3D irá mostrar”, comenta Dra. Vivian.

• Densitometria Óssea: Mede a densidade dos ossos e a possível perda da massa óssea, prevenindo ou detectando mais precocemente a osteoporose. Nas mulheres, o exame deve ser feito anualmente após a menopausa.

PREVENÇÃO

Campanha percorre o carnaval sensibilizando sobre violência contra a mulher

Campanha percorre o carnaval sensibilizando sobre violência contra a mulher

Publicada em 30 de janeiro de 2019 - 16:03

Imprimir
Campanha percorre o carnaval sensibilizando sobre violência contra a mulher

Última atualização: 30 , janeiro 2019 - 16:03

“Que as únicas marcas nesse carnaval sejam de alegria” é o tema da campanha “Marcas da Alegria”, relançada pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM). A campanha, que está em atividade desde 2014, percorrerá as prévias carnavalescas, o corso e a programação durante o carnaval, alertando sobre a importância do enfrentamento à violência contra a mulher, por meio de sensibilização e distribuição de material educativo.

Na noite desta terça-feira (29) foi realizada a primeira ação educativa durante a escolha do Rei e Rainha da pessoa com deficiência do carnaval de Teresina. “Nós visamos sensibilizar as pessoas pela prevenção à violência contra a mulher, porque se percebe que no período das festas carnavalescas o número de denúncias no 180 sempre cresce”, alerta Lidiane Oliveira, gerente de enfrentamento à violência da SMPM.

“Temos o intuito também de divulgar o Centro de Referência da Mulher em Situação de Violência Esperança Garcia, para que as mulheres utilizem esse serviço caso tenham a necessidade de atendimento psicológico, social ou jurídico”, concluiu Lidiane.

O Centro de Referência Esperança Garcia funciona das 8h às 14h, na Rua Benjamin Constant, nº 2170, oferecendo atendimento jurídico, social e psicológico para mulheres em situação de violência. Mais informações podem ser obtidas pelo número (86) 3233-3798.

Benefício

Bolsonaro propõe idade mínima de 62 anos para homem e 57 para mulher

O presidente indicou que as medidas visam principalmente a previdência dos servidores públicos.

Publicada em 4 de janeiro de 2019 - 8:30

Imprimir
Bolsonaro propõe idade mínima de 62 anos para homem e 57 para mulher

Última atualização: 4 , janeiro 2019 - 03:34

O presidente Jair Bolsonaro disse que a proposta de reforma da Previdência em discussão no governo prevê a idade mínima de 62 anos para os homens e 57 anos para as mulheres com aumento gradativo. Segundo Bolsonaro, seria mais um ano a partir da promulgação e outro em 2022, mas com diferenças de idade mínima de acordo com a categoria profissional e a expectativa de vida.

Segundo Bolsonaro, o futuro presidente avaliaria a necessidade de novos ajustes no sistema previdenciário. “Quando você coloca tudo de uma vez só no pacote, você pode errar, e nós não queremos errar”, disse em entrevista ao SBT, a primeira após ter tomado posse.

O presidente indicou que as medidas visam principalmente a previdência dos servidores públicos. “O que mais pesa no Orçamento é a questão da previdência pública, que terá maior atenção da nossa parte. Vamos buscar também eliminar privilégios”, afirmou o presidente, que descartou aumentar a alíquota de contribuição previdenciária dos servidores, hoje em 11%.

Aprovação

Bolsonaro disse que a reforma não vai estabelecer regras únicas para todos os setores e todas as categorias profissionais. Citou a expectativa de vida no Piauí, que é 69 anos, argumentando que seria “um pouco forte estabelecer a idade mínima de 65 anos”, como previa o texto da reforma enviado ao Congresso pelo governo do ex-presidente Michel Temer.

A diferenciação visa, conforme Bolsonaro, facilitar a aprovação no Congresso, mas também evitar “injustiça com aqueles que têm expectativa de vida menor”. O presidente voltou a dizer que poderá aproveitar a proposta já em tramitação na Câmara dos Deputados, com alguns ajustes.

“O que queremos é aproveitar a reforma que já está na Câmara, que começou com o senhor Michel Temer. A boa reforma é aquela que passa na Câmara e no Senado, não aquela que está na minha cabeça ou na [cabeça] da equipe econômica”, afirmou.

Bolsonaro argumentou que a reforma é necessária para impedir que o país “em mais dois ou três anos entre em colapso”, a exemplo do que ocorreu com a Grécia. “Agora todos terão de contribuir um pouco para que ela seja aprovada. Eu acredito que o Parlamento não vai faltar ao Brasil”, disse.

Justiça do Trabalho

Segundo o presidente, o governo poderá propor a extinção da Justiça do Trabalho, transferindo para a Justiça comum as ações trabalhistas. “Qual país do mundo que tem? Tem que ser Justiça comum e tem que ter a sucumbência – quem entrou na Justiça e perdeu tem de pagar”, argumentou.

Bolsonaro disse que, antes da reforma trabalhista, havia 4 milhões de ações trabalhistas em tramitação. “Ninguém aguenta isso. Nós temos mais ações trabalhistas que o mundo inteiro. Algo está errado, é o excesso de proteção”, afirmou.

O presidente voltou a criticar o excesso de encargos trabalhistas, que acabam onerando a mão de obra no país. Bolsonaro afirmou que não vai mexer em direitos trabalhistas previstos na Constituição, mas que vai aprofundar a reforma trabalhista. “O Brasil é um país de direitos em excesso, mas falta emprego. Nos Estados Unidos, não têm quase direito trabalhista. Não adianta você ter direitos e não ter emprego”, afirmou.

FONTE: Agência Brasil

Abusos sexuais

Piauiense alega ser vítima de médium João de Deus e caso será investigado

Ao total, cerca de 506 denúncias já foram feitas por mulheres de vários estados do Brasil e até de outros países.

Publicada em 18 de dezembro de 2018 - 17:04

Imprimir
Piauiense alega ser vítima de médium João de Deus e caso será investigado

Última atualização: 18 , dezembro 2018 - 17:04

Uma mulher, que não teve a identidade divulgada, que mora no Piauí, denunciou ao Ministério Público de Goiás que também foi vítima de João de Deus, médium acusado de praticar abusos sexuais em sessões espirituais no estado de Goiás.

Ao total, cerca de 506 denúncias já foram feitas por mulheres de vários estados do Brasil e até de outros países, desde que o caso veio à tona, no Programa Conversa com Bial da Rede Globo.

De acordo com o Ministério Público do Piauí (MP-PI) o depoimento da vítima será colhido e encaminhado para o MP de Goiás, onde as investigações estão sendo apuradas. Além disso, foi disponibilizada um canal de denúncias para identificar, orientar, auxiliar e colher depoimentos de possíveis vítimas de crimes sexuais supostamente praticados pelo médium.

O Núcleo de Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (NUPEVID) vai auxiliar a vítima no decorrer do processo.

PRISÃO DO MÉDIUM

O médium João de Deus se entregou às autoridades policiais de Goiás, no último domingo (16/12), em área rural nas proximidades de Abadiânia, na região central do estado. Um dos responsáveis pela rendição, o delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, André Fernandes, disse que João de Deus não apresentou resistência e que a prisão é preventiva, ou seja, sem prazo para terminar.

Zona rural

Corpo de mulher é encontrado em riacho em Cabeceiras do Piauí

O corpo, que estava despido, foi encontrado por moradores do Povoado Limoeiro, sem marcas de violências físicas. 

Publicada em 17 de dezembro de 2018 - 19:37

Imprimir
Corpo de mulher é encontrado em riacho em Cabeceiras do Piauí

Última atualização: 18 , dezembro 2018 - 18:50

O corpo de uma mulher, identificado como Ana Cristiana de Abreu, 33 anos, foi encontrado na manhã desta segunda-feira, (17/12), boiando em um riacho localizado na zona rural da cidade de Cabeceiras do Piauí, distante a 100 km de Teresina.

O corpo, que estava despido, foi encontrado por moradores do Povoado Limoeiro, sem marcas de violências físicas.

Segundo o sargento Luis Carlos, comandante do Grupo de Policiamento Militar de Cabeceiras do Piauí, Ana Cristina de Abreu era dependente de álcool e ainda sofria de epilepsia.

O Instituto de Medicina Legal (IML) foi acionado e removeu o corpo que será periciado. Ana Cristina deixa três filhos adolescentes.

Mulher é assaltada e ainda é agredida por bandido

Publicada em 13 de dezembro de 2018 - 16:37

Imprimir
Mulher é assaltada e ainda é agredida por bandido

Última atualização: 13 , dezembro 2018 - 18:36

Uma mulher, que não foi identificada, foi assaltada por dois elementos em uma motocicleta nessa quarta-feira, (12/12), no Bairro Acarape, na zona Norte, e ainda foi agredida com um tapa no rosto por um dos assaltantes.

A ação criminosa foi registrada por câmeras de segurança, no momento em que a vítima é abordada e tem a bolsa e o celular roubado e em seguida, é agredida.

As imagens serão utilizadas na investigação que será realizada pela Polícia Civil, com o objetivo de prender os suspeitos.

zona Rural de Teresina

Populares capturam suspeito de roubar e esfaquear vítima

A vítima é uma mulher de 52 anos. Outro elemento que teria participado do crime conseguiu fugir.

Publicada em 1 de outubro de 2018 - 12:37

Imprimir
Populares capturam suspeito de roubar e esfaquear vítima

Última atualização: 1 , outubro 2018 - 12:44

Moradores do Povoado São Vicente de Baixo, localizado na zona Rural de Teresina, conseguiram pegar um dos elementos suspeito de ter invadido uma residência no último sábado (29) e ainda ter esfaqueado a vítima, uma mulher de 52 anos. Outro elemento que teria participado do crime conseguiu fugir.

Os populares acionaram a polícia, que ao chegar ao local, se deparou com a mulher esfaqueada no pescoço. Já o acusado, identificado como Damião Santos da Silva, 23 anos, foi capturado em um terreno próximo a residência da vítima com dois facões.

Tanto o elemento quanto a vítima foram encaminhados ao hospital para atendimento. E seguida, Damião foi conduzido para a Central de Flagrantes para devidos procedimentos.

Corrente

Mulher é agredida com seis golpes de faca companheiro

O estado de Darlene Ribeiro é considerado grave, porém estável.  O agressor segue foragido.

Publicada em 20 de agosto de 2018 - 17:22

Imprimir
Mulher é agredida com seis golpes de faca companheiro

Última atualização: 21 , agosto 2018 - 10:49

Uma mulher, identificada como Darlene Marques Ribeiro, 36 anos, foi agredida pelo companheiro com seis golpes de faca neste domingo, (19/08), no Bairro Nova Corrente, na cidade de Corrente, Sul do Piauí. O agressor empreendeu fuga e segue foragido.

O companheiro, identificado apenas como Gilsinho, teria levado a esposa para um matagal para supostamente conversar, já que não aceitava o fim do relacionamento.

Segundo o major Hotêncio, da Polícia Militar de Corrente, a vítima planejava até se mudar para Brasília para ficar longe de Gilsinho.

“Uma testemunha, em depoimento, informou que flagrou no momento em que o agressor esfaqueava a esposa e impediu o pior. Ele chegou ainda a esfaquear por duas vezes o Gilsinho”, pontuou.

Darlene Ribeiro foi encaminhada para o Hospital Regional de Corrente e transferida para o Hospital Regional Tibério Nunes, na cidade de Floriano. O estado de Darlene Ribeiro é considerado grave, porém estável.

 

possível legítima defesa

Durante briga, mulher mata ex-companheiro a facadas após receber ameaças

O sujeito teria ameaçado a mulher e já tentado matá-la.

Publicada em 27 de julho de 2018 - 11:34

Imprimir
Durante briga, mulher mata ex-companheiro a facadas após receber ameaças

Última atualização: 27 , julho 2018 - 11:39

Uma briga acabou em morte nesta quinta-feira (26), na Avenida Henry Wall de Carvalho, zona Sul de Teresina. Uma mulher, identificada como Célia de Araújo Leite, 30 anos, matou a facadas o ex-companheiro Maxwell de Sá Coutinho, 29 anos. O sujeito teria ameaçado a suspeita e já tentado matá-la.

De acordo com testemunhas, eles estavam separados há seis meses, mas o homem não aceitava o término, por isso, as brigas seriam constantes. Célia, ao ser presa, afirmou que o ex-companheiro tentou matá-la a tiros em outra ocasião. Ela ainda relata que no dia do crime sofreu novas ameaças.

O ápice da briga aconteceu ontem (26) quando os dois, armados com facas, travaram luta corporal. Maxwell acabou levando três perfurações e não resistiu aos ferimentos.

O caso será investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). Célia foi liberada após audiência de custódia.

 

José de Freitas

Jovem de 26 anos morre ao levar facada no peito durante briga

Após o crime, a acusada deitou no chão do estabelecimento, provavelmente, devido ao uso de substâncias químicas.

Publicada em 21 de julho de 2018 - 12:26

Imprimir
Jovem de 26 anos morre ao levar facada no peito durante briga

Última atualização: 22 , julho 2018 - 20:15

Uma briga entre duas mulheres terminou na morte de uma delas, uma jovem de 26 anos, identificada como Natacha Silvina da Costa. O crime aconteceu na noite desta sexta-feira (20), em um posto de combustível localizado na cidade de José de Freitas, Norte do Piauí. A vítima levou uma facada no peito.

De acordo com a Polícia Militar, informações apontam que as duas tinham uma rixa e iniciaram uma discussão, culminando em luta corporal. A autora do crime, identificada como Maria do Livramento da Silva, conhecida como “Lili”, deferiu uma facada no peito da vítima, que não resistiu aos ferimentos. A acusada chegou a deitar no chão no estabelecimento, provavelmente, por uso de substâncias químicas.

Maria do Livramento foi presa e encaminhada à Central de Flagrantes de Teresina. O corpo da vítima foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

LOCAL

O posto de combustível é bastante conhecido na cidade por jovens. Ele é frequentado, principalmente, nos finais de semana.