Imunização

Mais de 130 cidades não atingiram a meta de vacina contra pólio e sarampo

A campanha terminará nesta sexta-feira, (14/09).

Publicada em 12 de setembro de 2018 - 17:45

Imprimir
Mais de 130 cidades não atingiram a meta de vacina contra pólio e sarampo

Última atualização: 12 , setembro 2018 - 18:08

O Ministério da Saúde, por meio do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), apontou que o estado do Piauí até o momento, não atingiu a meta da cobertura vacinal, que é de 95%. A campanha terminará nesta sexta-feira, (14/09).

O Piauí vacinou 87,71 do público-alvo, crianças de 1 a 5 anos, contra a pólio e 87,40% contra o sarampo. Além disso, Teresina também registra uma baixa cobertura, cerca de 80% das crianças foram imunizadas. O país já alcança 94% da meta geral.

Segundo Gilberto Occhi, ministro da Saúde, é importante que toda a sociedade contribua para que se atinja a meta de vacinação.

“Os pais e responsáveis devem buscar os postos de vacinação, porque a vacina é a forma mais eficaz de proteger nossas crianças contra doenças já eliminadas no país”, pontuou.

Prazo prorrogado

Piauí é o quarto estado com menor imunização contra pólio e sarampo

O Rio de Janeiro é o primeiro estado do ranking da menor porcentagem de imunização. 

Publicada em 4 de setembro de 2018 - 9:36

Imprimir
Piauí é o quarto estado com menor imunização contra pólio e sarampo

Última atualização: 3 , setembro 2018 - 18:49

O Ministério da Saúde informou nessa segunda-feira, (03/09), que apenas sete estados conseguiram atingir a meta vacinal proposto pela campanha contra a poliomielite e sarampo. O Piauí é o quarto dos vinte estados que não atingiram a meta da cobertura vacinal no Brasil. O Rio de Janeiro é o primeiro do ranking da menor porcentagem de imunização.

A medida proposta pelo Ministério da Saúde foi prorrogar, mais uma vez, o prazo da vacinação, agora os pais terão até o dia 14 de setembro para imunizar os seus filhos que estão dentro do público-alvo, crianças de 1 a 5 anos.

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, até essa segunda-feira, (03), faltam imunizar 1,3 milhão de crianças, o que representa 88% do total.

Para Gilberto Occhi, ministro da Saúde, a prorrogação da campanha é mais uma oportunidade para que as crianças sejam devidamente vacinadas contra a pólio e o sarampo.

“Vinte estados ainda não atingiram a meta da campanha. É preciso que os gestores de saúde, bem como pais e responsáveis, se conscientizem da importância da vacinação contra essas doenças. Para estarmos protegidos contra a pólio e sarampo é preciso atingir a meta de 95% nacionalmente”, esclarece.

7 CASOS CONFIRMADOS

No Brasil já foram confirmados 7 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e 3 óbitos no estado do Amazonas (todos brasileiros, sendo 2 do município de Manaus e 1 do município de Autazes).

Baixa imunização

Campanha de vacinação contra pólio e sarampo é mais uma vez prorrogada

Até o momento, no Brasil, foram confirmados 7 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e 3 óbitos no estado do Amazonas (todos brasileiros, sendo 2 do município de Manaus e 1 do município de Autazes).

Publicada em 3 de setembro de 2018 - 17:08

Imprimir
Campanha de vacinação contra pólio e sarampo é mais uma vez prorrogada

Última atualização: 3 , setembro 2018 - 17:08

O Ministério da Saúde prorrogou mais uma vez a campanha de vacinação contra poliomielite e sarampo e os pais terão até o dia 14 de setembro para vacinar seus filhos de 1 a 5 anos de idade. Até o momento, mais de 1,3 milhão de crianças ainda não foram imunizadas, o que representa 88% do total.

No Brasil já foram confirmados 7 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e 3 óbitos no estado do Amazonas (todos brasileiros, sendo 2 do município de Manaus e 1 do município de Autazes).

Segundo Gilberto Occhi, ministro da Saúde, a prorrogação da campanha foi necessária porque estados e municípios seguem abaixo da meta da cobertura vacinal e além de ser mais uma oportunidade para que as crianças sejam devidamente vacinadas contra a pólio e o sarampo.

“Vinte estados ainda não atingiram a meta da campanha. É preciso que os gestores de saúde, bem como pais e responsáveis, se conscientizem da importância da vacinação contra essas doenças. Para estarmos protegidos contra a pólio e sarampo é preciso atingir a meta de 95% nacionalmente”, destaca.

O sistema de cobertura vacinal aponta que os estados que atingiram a meta foram: Amapá, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Espírito Santo, Sergipe e Maranhão. Já os que apresentam o menor índice de imunização são: Rio de Janeiro, Roraima, Pará, Piauí, Distrito Federal, Acre, Bahia, Rio Grande do Sul, São Paulo, Alagoas, Rio Grande do Norte e Amazonas.

Em todo o país, foram aplicadas mais de 19,7 milhões de doses das vacinas (cerca de 9,8 milhões de cada). A Campanha deste ano é indiscriminada, por isso, todas as crianças nessa faixa etária devem se vacinar, independente da situação vacinal.

Imunização

Vacinação contra sarampo e pólio encerra nesta sexta (31)

O público-alvo da campanha é crianças entre 1 ano até 5 anos.

Publicada em 25 de agosto de 2018 - 22:10

Imprimir
Vacinação contra sarampo e pólio encerra nesta sexta (31)

Última atualização: 26 , agosto 2018 - 13:31

A Campanha de Vacinação contra sarampo e poliomielite encerrará nesta sexta-feira, (31/08), em todo o país. O público-alvo da campanha é crianças entre 1 ano até 5 anos.

A meta do Ministério da Saúde é 95% do total de 11,2 milhões de crianças no país. No Piauí, o Dia da campanha aconteceu no último dia 16 de agosto, aniversário de Teresina.

Segundo o Ministério da Saúde, as crianças que ainda não tomaram a dose da vacina contra a poliomielite receberão a Vacina Inativada Poliomielite (VIP), já aquelas que receberam uma ou duas doses em momentos anteriores, receberão a Vacina Oral Poliomielite (VOP).

Já no caso da vacina contra o sarampo, as crianças receberam uma dose da vacina tríplice viral, exceto as crianças que foram imunizadas em até 30 dias.

Imunização

Campanha contra polio e sarampo será lançada nesta terça

A campanha iniciará na próxima segunda-feira, (06/07), e terminará no final deste mês. 

Publicada em 30 de julho de 2018 - 17:26

Imprimir
Campanha contra polio e sarampo será lançada nesta terça

Última atualização: 30 , julho 2018 - 17:26

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, vai promover nesta terça-feira, (31/07), na sede da instituição, o lançamento da Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite e o sarampo. A campanha iniciará na próxima segunda-feira, (06/07), e terminará no final deste mês.

O órgão tem alertado sobre o risco da volta de doenças que já não circulavam no Brasil, como é o caso do sarampo. No ano passado, o Brasil não registrou casos de sarampo, mas 1.686 casos foram notificados entre janeiro e junho desse ano, conforme números da OMS (Organização Mundial da Saúde).Os estados do Amazonas e Roraima passam por um surto da doença.

O Ministério da Saúde garante que o vírus veio importado da Venezuela e casos isolados ocorreram em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia e Pará.

sistema e-SUS

Pacientes receberão notificações de consultas pelo celular

Os dados são coletados de forma individualizada podendo ser identificados com o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) do cidadão por meio do e-SUS AB.

Publicada em 18 de julho de 2018 - 17:41

Imprimir
Pacientes receberão notificações de consultas pelo celular

Última atualização: 18 , julho 2018 - 17:42

Nova versão do sistema e-SUS Atenção Básica será disponibilizada aos gestores do SUS. Com a atualização, os pacientes irão receber notificações das consultas agendadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), pelo aplicativo do Ministério da Saúde.

Os dados são coletados de forma individualizada podendo ser identificados com o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) do cidadão por meio do e-SUS AB.

Entre as novas funcionalidades da última atualização, os profissionais de saúde também poderão registrar no prontuário eletrônico as vacinas aplicadas, permitindo armazenar todas as ações de saúde do cidadão em um mesmo local.

A medida possibilita acessar o histórico do usuário em todos os serviços do SUS que estejam informatizados. A nova versão foi aprovada na Comissão Intergestores Tripartide (CIT).

Os sistemas da Estratégia e-SUS AB são usados desde 2013 e são atualizados constantemente. Com isto, os municípios que utilizam o Prontuário Eletrônico do Cidadão ou coleta de dados simplificada devem usar a versão mais recente disponibilizada do sistema, garantindo a qualidade na transmissão dos dados coletados.

FONTE: Agência Brasil

Gripe Influenza

Campanha de vacinação contra gripe encerra nesta sexta (22)

Os dados apontam que neste ano o grupo prioritário com menor cobertura vacinal foi das crianças de 6 meses a 5 anos, que 67,7% do total foram imunizadas.

Publicada em 22 de junho de 2018 - 15:12

Imprimir
Campanha de vacinação contra gripe encerra nesta sexta (22)

Última atualização: 22 , junho 2018 - 15:12

O Ministério da Saúde encerra nesta sexta-feira, (22/06), a campanha nacional de vacinação contra a gripe influenza em todo o país. Ao total, foram distribuídas até o momento 45,8 milhões de pessoas foram imunizadas.

Os dados apontam que neste ano o grupo prioritário com menor cobertura vacinal foi das crianças de 6 meses a 5 anos, que 67,7% do total foram imunizadas, seguidos pelas gestantes (71%).

Foram registradas até o momento, 44 mortes de crianças por complicações relacionadas à gripe, o dobro de mortes em relação ao ano passado, que registrou 14 mortes.

O Ministério da Saúde destaca a importância da proteção com a chegada do inverno, período de maior circulação dos vírus da gripe e orienta que os postos de saúde dos estados e municípios continuem vacinando o grupo prioritário, principalmente as crianças, gestantes e idosos.

Os grupos com maior cobertura são professores (98%), puérperas (96,2%), idosos (91%), indígenas (90,5%) e trabalhadores da saúde (88,6%).

DOSES DISPONÍVEIS

A partir da próxima semana, o governo federal recomenda aos municípios que ainda tiverem doses disponíveis ampliem a vacinação para crianças de 5 a 9 anos e para adultos de 50 a 59 anos.

até dia 22 de junho

Campanha de vacinação contra gripe é novamente prorrogada

baixo índice de comparecimento foi o motivo da prorrogação da campanha

Publicada em 14 de junho de 2018 - 11:26

Imprimir
Campanha de vacinação contra gripe é novamente prorrogada

Fonte: Com informações Agência Brasil

Última atualização: 14 , junho 2018 - 11:27

A campanha de vacinação contra gripe, que era para encerrar nesta sexta-feira (15/06), foi adiada pata até o dia 22 de junho. A confirmação é do Ministério da Saúde, que decidiu prorrogar o prazo devido ao baixo índice de comparecimento: 77% do público-alvo foi vacinado em todo o país.

O número é considerado baixo pela pasta, que estabeleceu como meta a cobertura de 90% do público. Desde o início da campanha, no dia 23 de abril, 42,6 milhões de pessoas foram vacinadas.

A região Sudeste é a que possui menor cobertura até agora: 71% do público prioritário foi protegido. Na sequência, estão Norte (72%), Sul (81,3%), Nordeste (84%) e Centro-Oeste (91,4%).

No Piauí, de acordo com os dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), a cobertura vacinal foi de 80, 95% até a última terça-feira (12/06).

 

 

Vacinação

Campanha contra gripe influenza encerra nesta sexta

Dados do Ministério da Saúde mostram que 21 milhões de pessoas do público-alvo ainda precisam ser imunizados.

Publicada em 28 de maio de 2018 - 17:28

Imprimir
Campanha contra gripe influenza encerra nesta sexta

Fonte: Com informações da Agência Brasil

Última atualização: 28 , maio 2018 - 17:42

A campanha de vacinação contra gripe influenza do vírus H1N1 vai encerrar nesta sexta-feira, (01/06), em todo o país. A expectativa é que 54,4 milhões de pessoas sejam vacinadas até a campanha ser encerrada.

Dados do Ministério da Saúde mostram que 21 milhões de pessoas do público-alvo ainda precisam ser imunizados.

O último boletim do ministério aponta que, até 19 de maio, foram registrados 1.678 casos de influenza em todo o país, com 280 óbitos. Do total, 1.022 casos e 178 óbitos foram pelo vírus H1N1, além de 329 casos e 52 óbitos de H3N2. Há ainda o registro de 184 casos de influenza B, com 22 óbitos, e 143 casos de influenza A não subtipado, com 28 óbitos.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e, segundo o ministério, é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias. São priorizados os grupos considerados mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

 

PÚBLICO-ALVO

Até 24 de maio, foram vacinadas 33,3 milhões de pessoas contra a gripe. O público com maior cobertura é o de puérperas, com 74,2%, seguido por idosos (71%), trabalhadores da saúde (67,8%) e professores (67,7%). Entre os indígenas, a cobertura ficou em 53,5% e, entre as gestantes, em 51,8%. O grupo com menor índice de vacinação foram às crianças, com 46%.

Distribuição

Sesapi recebe 125 mil doses de vacina contra H1N1

As doses serão repassadas, imediatamente, aos municípios, de acordo com o cronograma de distribuição.

Publicada em 16 de maio de 2018 - 16:11

Imprimir
Sesapi recebe 125 mil doses de vacina contra H1N1

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 16 , maio 2018 - 17:14

O Ministério da Saúde repassou a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), nesta quarta-feira, (16/05), um lote com 125 mil doses contra o vírus H1N1, causador da gripe Influenza.

A Sesapi, por meio de nota, informou que as doses serão repassadas, imediatamente, aos municípios, de acordo com o cronograma de distribuição.

Até o momento, 46 casos da gripe influenza, pelo vírus H1N1, foram registrados em Teresina. Do total, 28 são dos casos de síndrome respiratória aguda grave (casos de internações) e 18 casos de síndrome gripal (casos sem complicações).

A gripe influenza já fez duas vítimas fatais em Teresina. O motorista da Sesapi e uma mulher que estava internada em um hospital privado. Mais casos estão sendo investigados.

PUBLICO-ALVO DA CAMPANHA

  • indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

  • crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
  • gestantes e puérperas;
  • trabalhadores da saúde;
  • povos indígenas;
  • grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
  • professores das escolas públicas e privadas;
  • adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
  • população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.