R$ 3,7 milhões

Ministro da Saúde visita HGV e anuncia liberação de recursos

O recurso é destinado à aquisição de equipamentos e materiais para implementação do serviço de cirurgia cardíaca.

Publicada em 17 de agosto de 2018 - 12:37

Imprimir
Ministro da Saúde visita HGV e anuncia liberação de recursos

Última atualização: 17 , agosto 2018 - 13:19

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) recebeu na manhã desta sexta-feira (17), a visita do ministro da Saúde Gilberto Occhi, que anunciou a liberação de R$ 3,7 milhões para a ala de cardiologia do hospital. O recurso é destinado à aquisição de equipamentos e materiais para implementação do serviço de cirurgia cardíaca.

Durante a visita, o ministro destacou que com os novos aparelhos a expectativa é que mais de 100 pacientes, que estão na fila de cirurgia, possam ser atendidos.

Além da ala de cardiologia, o ministro também visitou a construção de mais de 20 leitos da UTI do hospital.

Também estiveram presentes o presidente da Fundação Hospitalar, Natália Monteiro, o secretário de Saúde, Florentino Neto, além do prefeito Firmino Filho.

DIMINUIÇÃO DAS FILAS

De acordo com a diretora-geral do HGV, Fátima Garcez, o hospital já tem toda estrutura física necessária para o funcionamento do serviço, faltando apenas à aquisição da aparelhagem e instrumentais.

“A chegada das cirurgias cardíacas vai dar andamento a uma longa fila de espera pelo atendimento, sendo grande parte dessa demanda oriunda do Interior”, finaliza.

 

Ortopedia

HGV realiza mutirão cirúrgico ortopédico neste sábado (11)

Em 2018, o HGV já realizou 14 mutirões cirúrgicos que beneficiaram 447 pessoas.

Publicada em 10 de agosto de 2018 - 17:13

Imprimir
HGV realiza mutirão cirúrgico ortopédico neste sábado (11)

Última atualização: 10 , agosto 2018 - 17:14

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) realiza neste sábado (11/08), mais um mutirão de cirurgias na área de ortopedia, com a meta de atender 35 pacientes eletivos do Ambulatório Integrado Dirceu Arcoverde e da Urgência. Em 2018, o HGV já realizou 14 mutirões cirúrgicos que beneficiaram 447 pessoas.
Estão programados procedimentos para tratamento de infecções, de fraturas de membros superiores como mão e punho; de traumas de membros inferiores como joelho, tíbia, fêmur, colocação de próteses, dentre outros.
A diretora-geral do HGV, Fátima Garcêz, explica que essas ações visam a otimizar o fluxo de atendimento nas especialidades de maior demanda, como é o caso da ortopedia. A mobilização contará com uma equipe formada por cirurgiões, anestesiologistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e radiologia, além de pessoal de apoio.
FONTE: Redação Piauí Agora

cirurgia geral

Cerca de 39 pacientes passam por mutirão de cirurgia

Equipes trabalham procedimentos de cabeça e pescoço.

Publicada em 15 de junho de 2018 - 12:54

Imprimir
Cerca de 39 pacientes passam por mutirão de cirurgia

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 15 , junho 2018 - 12:54

Neste sábado (16/06), acontece mais um mutirão em especialidades de cirurgia geral no Hospital Getúlio Vargas (HGV). Cerca de 39 pacientes passam por cirurgias de cabeça e pescoço.

Estão programados procedimentos de hérnias abdominais (epigástrica, umbilical e inguinal), colecistectomia (retirada da vesícula biliar), tireoidectomia parcial, remoção de cisto e de tumor de vias aéreas e tratamento de lesão de pele.

Segundo o coordenador da Clínica Cirúrgica do HGV, Hamilton Fontes, as hérnias podem causar dor e desconforto. “Essas ações ajudam a diminuir a fila de espera por esse tipo de procedimento cirúrgico. Agilizar a realização dessas cirurgias é proporcionar a essas pessoas o retorno a uma vida normal”, pontua o cirurgião.

Mutirão

HGV promove cirurgias ortopédicas neste sábado (09)

Os dados do HGV apontam de janeiro até maio foram realizadas 5.324 cirurgias, sendo que 1.322 foram ortopédicas, o que corresponde 24,83%.

Publicada em 8 de junho de 2018 - 18:45

Imprimir
HGV promove cirurgias ortopédicas neste sábado (09)

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 8 , junho 2018 - 18:45

O Hospital Getúlio Vargas (HGV), vai iniciar a programação do mutirão cirúrgico do mês de junho neste sábado (09/06), no Ambulatório Integrado Dirceu Arcoverde e da Urgência, com cirurgias ortopédicas. A expectativa é que cerca de 30 pacientes eletivos sejam beneficiados.

Os dados do HGV apontam de janeiro até maio foram realizadas 5.324 cirurgias, sendo que 1.322 foram ortopédicas, o que corresponde 24,83%.

Segundo Fátima Garcêz, diretora-geral do HGV, essas ações têm como objetivo acelerar os atendimentos e otimizar os serviços.

É um esforço para buscar equacionar a demanda reprimida cirúrgica em algumas especialidades, conforme orientação da Fundação Piauense de Serviços Hospitalares (Fepiserh)”, destaca.

Para Rafael Neiva, presidente da Fundação, os mutirões cirúrgicos são para promover com maior agilidade e resolutividade aos problemas de saúde dos pacientes que estão na fila de espera.

“Essas ações continuadas aceleram o processo de atendimento, fazendo com que as filas andem, principalmente nas especialidades de maior demanda, como é o caso da ortopedia”, pontua.

Além das cirurgias ortopédicas, estão programados procedimentos para a colocação de próteses, tratamento de infecções e de fraturas de membros superiores como mão e punho, além de traumas de membros inferiores como tíbia, fêmur, joelho, dentre outros.

 

Hospital Getúlio Vargas

Aumenta em 15% o número de cirurgias no HGV em maio

O Relatório de Cirurgias do mês de maio apontou um número de 1.281 cirurgias de média e alta complexidade.

Publicada em 5 de junho de 2018 - 16:23

Imprimir
Aumenta em 15% o número de cirurgias no HGV em maio

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 6 , junho 2018 - 08:36

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) divulgou na tarde desta terça-feira, (05/06), o Relatório de Cirurgias do mês de maio e apontou um número de 1.281 cirurgias de média e alta complexidade. Este número representa um aumento de 15,06% em relação a abril deste ano.

O Relatório Cirúrgico aponta ainda, que de janeiro a maio, já foram realizadas 5.324 cirurgias no HGV, sendo que o maior volume foi na ortopedia, com 1.322 procedimentos realizados.

Segundo Fátima Garcêz, diretora-geral do HGV, o aumento deve-se ao esforço conjunto da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), que gerencia o HGV desde janeiro deste ano e da equipe do hospital.

“Estamos trabalhando na busca termos melhor gerenciamento de leitos para proporcionar uma maior rotatividade e agilidade ao atendimento dos pacientes. A perspectiva é reduzir, cada vez mais, o tempo de espera por um procedimento no HGV”, destaca.

Para Rafael Neiva, presidente da Fundação Hospitalar, os bons índices representam o plano de otimização dos serviços realizados na rede hospitalar.

“A ideia do plano de otimização é dar agilidade as filas de espera e atender o máximo de pacientes no menor tempo possível e com a qualidade necessária”, ressalta.

CIRURGIAS

– 308 cirurgias ortopédicas

– 188 cirurgia geral (intervenções)

– 156 cirurgias urológicas

– 142 cirurgias vasculares

– 100 serviços variados.

Cirurgias

HGV promove mutirão ortopédico neste sábado (19)

A meta é beneficiar trinta e dois pacientes eletivos do Ambulatório Integrado Dirceu Arcoverde e da Urgência.

Publicada em 19 de maio de 2018 - 8:27

Imprimir
HGV promove mutirão ortopédico neste sábado (19)

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 19 , maio 2018 - 11:36

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) promove neste sábado, (19/05), mais um mutirão cirúrgico ortopédico. A meta é beneficiar trinta e dois pacientes eletivos do Ambulatório Integrado Dirceu Arcoverde e da Urgência.

Os dados do mutirão cirúrgico apontam que só este ano, mais de 300 pessoas já foram beneficiadas. Os procedimentos são referentes a colocação de próteses, tratamento de infecções e de fraturas de membros superiores como mão e punho, além de traumas de membros inferiores como joelho, tíbia, fêmur, dentre outros.

De acordo com Fátima Garcêz, diretora-geral do HGV, essas mobilizações planejadas pela Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) visam ampliar o número de cirurgias e reduzir o tempo de espera nas filas cirúrgicas.

Para Rafael Neiva, presidente da Fepiserh, os mutirões têm ajudado a dar resolutividade a casos cirúrgicos de outras unidades de saúde do Estado. “Existe uma demanda de pacientes aguardando por cirurgias. Por isso, estamos trabalhando para que mais pessoas sejam beneficiadas”, destaca.