Gripe Influenza

Campanha de vacinação contra gripe encerra nesta sexta (22)

Os dados apontam que neste ano o grupo prioritário com menor cobertura vacinal foi das crianças de 6 meses a 5 anos, que 67,7% do total foram imunizadas.

Publicada em 22 de junho de 2018 - 15:12

Imprimir
Campanha de vacinação contra gripe encerra nesta sexta (22)

Última atualização: 22 , junho 2018 - 15:12

O Ministério da Saúde encerra nesta sexta-feira, (22/06), a campanha nacional de vacinação contra a gripe influenza em todo o país. Ao total, foram distribuídas até o momento 45,8 milhões de pessoas foram imunizadas.

Os dados apontam que neste ano o grupo prioritário com menor cobertura vacinal foi das crianças de 6 meses a 5 anos, que 67,7% do total foram imunizadas, seguidos pelas gestantes (71%).

Foram registradas até o momento, 44 mortes de crianças por complicações relacionadas à gripe, o dobro de mortes em relação ao ano passado, que registrou 14 mortes.

O Ministério da Saúde destaca a importância da proteção com a chegada do inverno, período de maior circulação dos vírus da gripe e orienta que os postos de saúde dos estados e municípios continuem vacinando o grupo prioritário, principalmente as crianças, gestantes e idosos.

Os grupos com maior cobertura são professores (98%), puérperas (96,2%), idosos (91%), indígenas (90,5%) e trabalhadores da saúde (88,6%).

DOSES DISPONÍVEIS

A partir da próxima semana, o governo federal recomenda aos municípios que ainda tiverem doses disponíveis ampliem a vacinação para crianças de 5 a 9 anos e para adultos de 50 a 59 anos.

Imunização

Vacinação contra a gripe influenza encerra nesta sexta (15)

O balanço do Ministério da Saúde indica que o público de maior é o de puérperas, que corresponde 86,7% do total de imunizados.

Publicada em 11 de junho de 2018 - 19:21

Imprimir
Vacinação contra a gripe influenza encerra nesta sexta (15)

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 11 , junho 2018 - 19:21

A campanha de vacinação contra a gripe influenza, H1N1, encerra nesta sexta-feira, (15/06), nos postos de saúde de todo o país. A meta do Ministério da Saúde é imunizar 54,4 milhões do público-alvo, sendo que até o momento, 41,2 milhões já foram, devidamente, vacinados.

O balanço do Ministério da Saúde indica que o público de maior é o de puérperas, que corresponde 86,7% do total de imunizados. Já o grupo de menor cobertura foi o das crianças, com 57,5%.

De acordo com Carla Domingues, coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), a campanha não será mais prorrogada e caso os postos ainda tenham estoques, que a vacina seja disponibilizada para outros grupos.

Já distribuímos as 60 milhões de doses e não haverá reposição. Se o público-alvo deixar para se vacinar depois do prazo, poderá perder a oportunidade de receber vacina de maneira gratuita”, pontuou.

PÚBLICO-ALVO

indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
– crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
– gestantes e puérperas;
– trabalhadores da saúde;
– povos indígenas;
– grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
– professores das escolas públicas e privadas;
– adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
– população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

H1N1

Piauí registra 83 casos e 10 mortes pela gripe influenza

A campanha foi prorrogada até 15 de junho e pretende atingir 90% do público-alvo.

Publicada em 5 de junho de 2018 - 15:31

Imprimir
Piauí registra 83 casos e 10 mortes pela gripe influenza

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 5 , junho 2018 - 17:50

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), por meio da Diretoria de Vigilância e Atenção à Saúde divulgou na tarde desta terça-feira, (05/06), o novo boletim epidemiológico da gripe influenza, causada pelo vírus H1N1, que registrou um total de 83 casos confirmados e 10 mortes.

O boletim epidemiológico da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) indica um total de 297 casos notificados da gripe Influenza H1N1, que ainda estão sendo analisados.  

Segundo Herlon Guimarães, superintendente de Atenção Integral à Saúde, apesar do Brasil já ter atingido 68% da meta vacinal o Ministério da Saúde pretende imunizar 90% do público vacinal.

A campanha foi prorrogada até 15 de junho e é de extrema importância que as pessoas dos grupos prioritários procurem os seus municípios para a imunização”, ressalta.

Para o tratamento da gripe influenza, a Sesapi já disponibilizou 20.500 unidades de Tamiflu para a rede pública estadual e municipal para a assistência aos pacientes da síndrome respiratória aguda grave.

VACINAÇÃO

O Ministério da Saúde enviou ao Piauí um total de 816 mil doses da vacina, que foram distribuídas para os municípios. Até o momento, cerca de 510 mil piauienses já foram imunizados contra gripe influenza, o que representa 73,94% da população-alvo da campanha.

PÚBLICO-ALVO

– indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
– crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
– gestantes e puérperas;
– trabalhadores da saúde;
– povos indígenas;
– grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
– professores das escolas públicas e privadas;
– adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
– população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

H1N1

Ministério prorroga campanha, mas falta vacina em Teresina

Até o momento, foram registrados 131 casos da gripe influenza este ano. Só em Teresina, foram registradas oito mortes.

Publicada em 1 de junho de 2018 - 19:09

Imprimir
Ministério prorroga campanha, mas falta vacina em Teresina

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 2 , junho 2018 - 10:18

O Ministério da Saúde prorrogou a campanha de vacinação contra H1N1 até 15 de junho, no entanto, em Teresina alguns postos de vacinação já não possuem mais nenhuma dose. Ao total, foram distribuídas 213 mil doses da vacina em sete lotes.

Até o momento, foram registrados 131 casos da gripe influenza este ano. Só em Teresina, foram registradas oito mortes.

De acordo com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), os postos de saúde já receberam todas as doses e que não serão mais enviadas novas remessas.

Herlon Guimarães, superintendente de Atenção Integral à Saúde da Sesapi, explica que cada posto de saúde recebeu doses proporcionais à população de sua área, o que justifica o fim das doses em alguns postos.

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí ressaltou que a campanha no estado atingiu a meta prevista, que é 67,84%, o que representa 468 mil pessoas e que a expectativa é que 800 mil pessoas sejam imunizadas em todo o Piauí.

PÚBLICO-ALVO

-Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

-Crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade;

– Gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto);

-Trabalhadores da saúde,

-Professores das escolas públicas e privadas;

-Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais

– A população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Prorrogação

Vacinação contra gripe é prorrogada até 15 de junho

a prorrogação é pelo fato da campanha não ter atingido a meta e pela dificuldade enfrentada pela população de acessar os postos de vacinação devido a greve dos caminhoneiros.

Publicada em 29 de maio de 2018 - 14:57

Imprimir
Vacinação contra gripe é prorrogada até 15 de junho

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 29 , maio 2018 - 17:00

Por conta da greve dos caminhoneiros, a campanha da vacinação contra gripe influenza que encerraria nesta sexta-feira, (01/06), será prorrogada até o dia 15 de junho deste ano.

A medida é do Ministério da Saúde, comandada pelo ministro Gilberto Occhi, que anunciou a decisão nesta terça-feira, (29/05).

Segundo Gilberto Occhi, Ministro da Saúde, a prorrogação é pelo fato da campanha não ter atingido a meta e pela dificuldade enfrentada pela população de acessar os postos de vacinação devido à falta de combustível e a redução da frota no transporte público.

O balanço da campanha indica que ainda faltam 21 milhões de pessoas serem imunizadas, o que corresponde a 40% do público-alvo no país.

A gripe Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos ou nariz.

PÚBLICO-ALVO

-Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

-Crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade;

– Gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto);

-Trabalhadores da saúde,

-Professores das escolas públicas e privadas;

-Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais

– A população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

 

Gripe Influenza

Sobe para oito o número de mortes causadas pelo vírus H1N1

O Ministério da Saúde distribuiu 213 mil doses para Teresina, entregues em sete lotes.

Publicada em - 12:58

Imprimir
Sobe para oito o número de mortes causadas pelo vírus H1N1

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 29 , maio 2018 - 13:10

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) divulgou nesta terça-feira, (29/05), o Boletim H1N1 e anunciou que de janeiro até hoje, oito mortes já foram registradas em Teresina. Foram registrados quatro novos óbitos em relação ao boletim anterior.

Segundo a FMS, o estoque de vacina da gripe já foi distribuído nas mais de 100 salas de vacina na capital e a campanha vai encerrar nesta sexta-feira, (01/06).

As vítimas são: uma criança do sexo masculino de dois anos de idade, com pneumonia associada e Portador de Paralisia Cerebral; um homem de 43 anos, hipertenso e diabético, com histórico de insuficiência cardíaca anterior; um morador de rua de 47 anos com histórico de crise convulsiva; e um idoso de 76 anos com hipertensão e sequelas de AVC.

O Ministério da Saúde distribuiu 213 mil doses para Teresina, entregues em sete lotes.

Vacinação

Campanha contra gripe influenza encerra nesta sexta

Dados do Ministério da Saúde mostram que 21 milhões de pessoas do público-alvo ainda precisam ser imunizados.

Publicada em 28 de maio de 2018 - 17:28

Imprimir
Campanha contra gripe influenza encerra nesta sexta

Fonte: Com informações da Agência Brasil

Última atualização: 28 , maio 2018 - 17:42

A campanha de vacinação contra gripe influenza do vírus H1N1 vai encerrar nesta sexta-feira, (01/06), em todo o país. A expectativa é que 54,4 milhões de pessoas sejam vacinadas até a campanha ser encerrada.

Dados do Ministério da Saúde mostram que 21 milhões de pessoas do público-alvo ainda precisam ser imunizados.

O último boletim do ministério aponta que, até 19 de maio, foram registrados 1.678 casos de influenza em todo o país, com 280 óbitos. Do total, 1.022 casos e 178 óbitos foram pelo vírus H1N1, além de 329 casos e 52 óbitos de H3N2. Há ainda o registro de 184 casos de influenza B, com 22 óbitos, e 143 casos de influenza A não subtipado, com 28 óbitos.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e, segundo o ministério, é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias. São priorizados os grupos considerados mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

 

PÚBLICO-ALVO

Até 24 de maio, foram vacinadas 33,3 milhões de pessoas contra a gripe. O público com maior cobertura é o de puérperas, com 74,2%, seguido por idosos (71%), trabalhadores da saúde (67,8%) e professores (67,7%). Entre os indígenas, a cobertura ficou em 53,5% e, entre as gestantes, em 51,8%. O grupo com menor índice de vacinação foram às crianças, com 46%.

De janeiro a maio deste ano

FMS confirma 62 casos de H1N1 e quatro mortes

O órgão ainda informa que todo estoque da vacina foi distribuído na capital

Publicada em 22 de maio de 2018 - 12:57

Imprimir
FMS confirma 62 casos de H1N1 e quatro mortes

Fonte: Com informações PMT

Última atualização: 22 , maio 2018 - 13:02

A Fundação Municipal de Saúde confirmou na manhã desta terça-feira (22/05) novos casos de H1N1 na capital. Até o momento, 62 pessoas estão com a Influenza e quatro já vieram a óbito de janeiro até maio deste ano. O órgão ainda informa que todo estoque da vacina foi distribuído na capital e, por isso, aguarda resposta do Ministério da Saúde para envio de mais doses.

De acordo com a FMS, a primeira morte confirmada foi do motorista da Sesapi, de 52 anos, ocorrida no dia 30 de abril. No segundo caso confirmado a vítima tinha por volta de 50 anos, era diabética, cardiopata e pneumopata. O terceiro caso trata-se de uma mulher de 38 anos, que tinha asma e era fumante. O quarto caso confirmado é de um adolescente do sexo masculino, de 13 anos, que deu entrada no Hospital do Satélite para o Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela, onde veio a óbito.

O momento agora é de espera por uma parecer do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde, isso porque, segundo a FMS, todas as 213 mil doses de vacina já foram distribuídas nas mais de 100 salas de vacina da capital até a última sexta-feira (18/05). A FMS aguarda uma resposta dos órgãos se irão enviar mais algum lote vacinal residual.

ENTENDA

A responsabilidade de envio das vacinas para os municípios é de competência do Governo Federal. Nos municípios, as Prefeituras ficam responsáveis pelo armazenamento e aplicação das doses.

 

Distribuição

Sesapi recebe 125 mil doses de vacina contra H1N1

As doses serão repassadas, imediatamente, aos municípios, de acordo com o cronograma de distribuição.

Publicada em 16 de maio de 2018 - 16:11

Imprimir
Sesapi recebe 125 mil doses de vacina contra H1N1

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 16 , maio 2018 - 17:14

O Ministério da Saúde repassou a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), nesta quarta-feira, (16/05), um lote com 125 mil doses contra o vírus H1N1, causador da gripe Influenza.

A Sesapi, por meio de nota, informou que as doses serão repassadas, imediatamente, aos municípios, de acordo com o cronograma de distribuição.

Até o momento, 46 casos da gripe influenza, pelo vírus H1N1, foram registrados em Teresina. Do total, 28 são dos casos de síndrome respiratória aguda grave (casos de internações) e 18 casos de síndrome gripal (casos sem complicações).

A gripe influenza já fez duas vítimas fatais em Teresina. O motorista da Sesapi e uma mulher que estava internada em um hospital privado. Mais casos estão sendo investigados.

PUBLICO-ALVO DA CAMPANHA

  • indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

  • crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
  • gestantes e puérperas;
  • trabalhadores da saúde;
  • povos indígenas;
  • grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
  • professores das escolas públicas e privadas;
  • adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
  • população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

 

2ª óbito

Morte de paciente com pneumonia pode ser causada pela gripe H1NI1

Esse pode ser o 2º óbito causado pela gripe H1N1 em Teresina.

Publicada em 14 de maio de 2018 - 17:05

Imprimir
Morte de paciente com pneumonia pode ser causada pela gripe H1NI1

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 15 , maio 2018 - 09:01

Uma mulher, identificada como Ieda de Almeida Legal, 31 anos, morreu nesse domingo, (13/05), por complicações da pneumonia. Esse pode ser o 2º óbito causado pela gripe H1N1 em Teresina.

Apesar das suspeitas, o corpo da paciente está passando por exames para a confirmação da doença. Ieda Leal deu entrada no Hospital de Urgência de Teresina na noite da última sexta, (11/05).

Segundo relato de familiares, Ieda Leal já estava há mais de uma semana com dores no corpo e forte cansaço respiratório e teria dado entrada na última quinta (10/05), no Hospital do Monte Castelo e dia seguinte, transferida para o HUT.

O HUT, por meio de nota, confirmou ainda que foi realizada a coleta de sangue para confirmar ou não o diagnóstico da gripe causada pelo vírus Influenza H1N1 e que a suspeita foi levantada ainda no Hospital do Monte Castelo.

UMA MORTE CONFIRMADA

Até o momento, apenas uma morte foi confirmada por complicações da gripe H1N1, que foi o caso de um motorista da Sesapi, de 52 anos, ocorrida no dia 30 de abril.