Oposição denuncia atraso de pagamentos em programa de Educação

Segundo o parlamentar, o projeto era uma promessa de campanha do Governador do Estado

Publicada em 16 de abril de 2019 - 14:39

Imprimir
Oposição denuncia atraso de pagamentos em programa de Educação

Última atualização: 16 , abril 2019 - 14:39

O deputado Gustavo Neiva (PSB), líder da oposição,  repercutiu matéria divulgada numa TV local que denunciou o atraso no pagamento de professores do Programa Universidade Aberta. Segundo o parlamentar, o projeto era uma promessa de campanha do Governador do Estado.

“A última aula da Universidade Aberta do Piauí foi no dia 10 de janeiro por falta de pagamento de professores, tutores e coordenadores. Que valorização da Educação é essa que o Governo tanto prega? Nós só temos a lastimar a precariedade da educação no Estado”, disse o deputado que ainda citou a falta de transporte escolar para os alunos do ensino médio e a greve dos servidores e professores da Uespi.

Líder do Governo fala sobre fim da greve

Em resposta, o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT) anunciou o fim da greve da UESPI depois de um acordo com o Governo do Estado e disse que as aulas da Universidade Aberta estavam paralisadas em virtude da greve.

“Praticamente toda a pauta da greve foi atendida algumas a curto prazo como a questão do reenquadramento das promoções previstas, outras a médio prazo como é o caso da autonomia da UESPI, onde foi constituído um grupo de trabalho para preparar o projeto de transição”, disse Limma. O comitê gestor da Uespi determinou que será apresentado na semana que vem o calendário de retomada de aulas da Universidade incluindo a Universidade Aberta.

Estado de calamidade – o líder do Governo também disse que o governador decretou ontem Estado de calamidade sanitária no município de Lagoa do Piauí em ocorrência da Peste Suína. Segundo ele, as medidas para a contenção da doença viral já estão sendo tomadas.

 

Gustavo Neiva denuncia paralisação dos serviços essenciais

O parlamentar considera que a segurança pública não atende as necessidades da população

Publicada em 15 de abril de 2019 - 15:27

Imprimir
Gustavo Neiva denuncia paralisação dos serviços essenciais

Última atualização: 15 , abril 2019 - 15:27

O deputado Gustavo Neiva questionou a paralisação nos primeiros 100 dias do governo de Wellington Dias. Para ele, a saúde, o transporte escolar e a segurança pública apresentam deficiências que precisam ser sanadas com a máxima urgência. “O governo não tem que funcionar apenas nos 100 primeiros dias, mas do primeiro ao último dia”, cobrou.

O parlamentar considera que a segurança pública não atende as necessidades da população. “Veja o exemplo de José de Freitas, onde são denunciados assaltos todos os dias e a única viatura que deveria atender ao município está quebrada. Na educação, as aulas começaram há mais de 60 dias e até agora o transporte escolar não está funcionando”, disse.

ALEPI

Gustavo Neiva considera ‘deboche’ resposta da Sesapi a requerimento

Gustavo Neiva disse que o assessor Marcos Rangel respondeu que a Secretaria de Saúde não poderia atender o seu requerimento porque não sabe como quantificar os servidores com salários em atraso

Publicada em 28 de março de 2019 - 15:22

Imprimir
Gustavo Neiva considera ‘deboche’ resposta da Sesapi a requerimento

Última atualização: 28 , março 2019 - 15:22

O deputado Gustavo Neiva (PSB), líder da Oposição na Assembleia Legislativa, disse que considera um “deboche”, um desrespeito ao parlamento a resposta da Secretaria de Estado da Saúde, através do assessor Marcos Rangel, ao requerimento dele solicitando a regularização do pagamento dos salários atrasados dos médicos e terceirizados do Hospital Tibério Nunes, em Floriano.

Gustavo Neiva disse que o assessor Marcos Rangel respondeu que a Secretaria de Saúde não poderia atender o seu requerimento porque não sabe como quantificar os servidores com salários em atraso. “Eu não posso acreditar que um órgão, com a estrutura da Sesapi, não tenha como saber a quem está devendo”, assinalou ele.

O líder da oposição acrescentou que a resposta encaminhada à Assembleia Legislativa mostra que a Secretaria de Saúde não se interessa pelos funcionários. Neiva assinalou que os salários de médicos e terceirizados do Hospital Tibério Nunes se encontram com dois e até três meses de atraso.

OPOSIÇÃO

Gustavo Neiva reclama a melhoria de estrada em Avelino Lopes

Gustavo Neiva reclama a melhoria de estrada em Avelino Lopes

Publicada em 18 de fevereiro de 2019 - 14:35

Imprimir
Gustavo Neiva reclama a melhoria de estrada em Avelino Lopes

Última atualização: 18 , fevereiro 2019 - 14:35

A Assembleia Legislativa aprovou, hoje (18), requerimento do deputado Gustavo Neiva (PSB), líder da Oposição, em que pede ao Departamento Estadual de Estradas de Rodagens (DER-PI), a recuperação de trecho da estrada que dá acesso ao município de Avelino Lopes,  na região Sul do Piauí.

Ao defender a proposição, Gustavo Neiva disse que 15 quilômetros da estrada nas proximidades de Avelino Lopes estão praticamente intrafegáveis há vários meses sem que nenhuma providência tenha sido tomada pelo Governo do Estado.

De acordo com Gustavo Neiva, o Governo encaminhou as máquinas para Avelino Lopes durante o período eleitoral do ano passado, mas não recuperou a estrada. “Após as eleições, as máquinas foram retiradas daquele município”, declarou ele.

O líder do Governo, deputado Francisco Limma (PT), disse que a oposição tentou impedir no ano passado a liberação do empréstimo obtido pelo Governo para a recuperação daquela estrada. O deputado Henrique Pires (MDB) pediu para subscrever o requerimento de Gustavo Neiva, que disse não ter sido contra o empréstimo, mas o mau uso dos recursos pelo Governo do Estado.

VERBA

Secretário terá que explicar sobre destinação de 86 milhões da educação

Secretário terá que explicar sobre destinação de 86 milhões da educação

Publicada em 12 de fevereiro de 2019 - 16:25

Imprimir
Secretário terá que explicar sobre destinação de 86 milhões da educação

Última atualização: 12 , fevereiro 2019 - 16:25

A convocação do secretário de Educação, Helder Jacobina, requerida pelo deputado Gustavo Neiva (PSB), líder da Oposição, para dar explicações sobre a destinação de R$ 86,9 milhões do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop) para apoio ao transporte escolar no Piauí provocou um debate entre parlamentares na sessão plenária de hoje(12).

Gustavo Neiva disse que o secretário Helder Jacobina precisa esclarecer porque o Governo utilizará recursos do Fecop no transporte escolar já que existe verba federal destinada para este objetivo. O líder do Governo, deputado Francisco Limma (PT), pediu que a bancada da situação votasse contra a matéria porque o requerimento deveria ser endereçado à Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc) que administra o Fecop e não ao secretário de Educação.

Os deputados Evaldo Gomes (PTC) e Teresa Britto (PV) ocuparam a tribuna para defender a proposição apresentada por Gustavo Neiva, enquanto os deputados Franzé Silva (PT) e Fábio Novo (PT) apoiaram a decisão do líder do Governo de votar contra a matéria.

O deputado Coronel Carlos Augusto (PR) disse que o Fecop não dispõe de muitos recursos, enquanto Fábio Novo esclareceu que os recursos solicitados pelo secretário de Educação não totalizam R$ 86 milhões, mas R$ 4 milhões. O requerimento não foi votado na sessão de hoje por falta de quorum.

ALEPI

Uespi tem falta de professores e atraso nas bolsas, denuncia Gustavo Neiva

Uespi tem falta de professores e atraso nas bolsas, denuncia Gustavo Neiva

Publicada em 5 de fevereiro de 2019 - 15:44

Imprimir
Uespi tem falta de professores e atraso nas bolsas, denuncia Gustavo Neiva

Última atualização: 5 , fevereiro 2019 - 15:44

A situação de  dificuldade da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) foi tema dos dois minutos dos pequenos avisos da sessão ordinária desta terça-feira (5).  O deputado Gustavo Neiva (PSB) se pronunciou sobre o assunto.

Segundo o deputado,IUespi está sucateada,  faltando professores, sem estrutura adequada, para as aulas, os terceirizados há vários meses sem receber seus salários, entre outros problemas. “O Governador ontem, quando esteve aqui, nesta Casa, enalteceu a importância da Uespi, para o Estado. E nesta última campanha eleitoral, aonde o senhor Governador andou, foi recebido com protesto dos alunos da Uespi”, disse o parlamentar.

A informação trazida pelo deputado foi de que os alunos que fazem a Residência de Medicina, naquela instituição de ensino, estão há três meses sem receber a bolsa de Residência. E que a  preocupação dos alunos é pelo fato de a Uespi perder, essas Residências, porque os principais pré-requisitos do Ministério da Educação (MEC), para manter as Residências é o pagamento, em dia,  das bolsas de estudo.

“Eu gostaria de solicitar do senhor Governador é que ele pague as bolsas de estudo desses alunos. Não é só pelo valor da Bolsa, que é pouco, mas pelo receio dos alunos, de que as Residências sejam canceladas. Porque como eu disse, esse é um requisito, para que os alunos possam continuar recendo esse benefício”, enfatizou.