Gripe já matou 99 pessoas no Brasil; vacinação segue até 31 de maio

Publicada em 10 de maio de 2019 - 12:26

Imprimir
Gripe já matou 99 pessoas no Brasil; vacinação segue até 31 de maio

Última atualização: 14 , maio 2019 - 14:31

Até 27 de abril, pelo menos 535 pessoas foram hospitalizadas este ano no Brasil por síndrome respiratória aguda grave causada por influenza e 99 morreram em decorrência do quadro.

De acordo com o Ministério da Saúde, do total de óbitos, 90% ocorreram em pessoas que já apresentavam fatores de risco para a gripe, como idosos, pacientes com doença crônica, crianças, gestantes, indígenas e puérperas.

O novo boletim epidemiológico revela que o vírus H1N1 é predominante no país, até o momento, e responsável pela maior parte das mortes por influenza – sozinho, ele responde por 254 casos e 89 óbitos. Foram identificados ainda 54 casos de influenza A (H3N2); 38 de influenza A não subtipado; e 62 casos de influenza B. Outros 127 casos, segundo a pasta, ainda não tiveram o subtipo identificado.

Ainda de acordo com o levantamento, nos primeiros meses de 2019, a circulação de vírus do tipo influenza se deu com maior intensidade e de forma localizada no Amazonas, que registrou 139 casos e 35 óbitos. O estado de São Paulo também se destaca, com 107 casos e 7 óbitos.

Outros estados registraram mortes são: Paraná (11); Pará (7); Espírito Santo (6); Tocantins (5); Rio Grande do Norte (4); Ceará (3); Rondônia (3); Acre (2); Alagoas (2); Sergipe (2); Rio de Janeiro (2); Santa Catarina (2); Mato Grosso do Sul (2); Amapá (1); Bahia (1); Minas Gerais (1); Rio Grande do Sul (1); Mato Grosso do Sul (1), além do Distrito Federal (1).

Campanha

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou no dia 10 de abril e segue até 31 de maio em todo o país. Devem receber a dose trabalhadores da saúde; indígenas; idosos; professores; pessoas com doenças crônicas e outras categorias de risco clínico; população privada de liberdade, incluindo jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; e profissionais das forças de segurança e salvamento.

O último balanço da vacinação mostra que, até a última terça-feira (7), 45,3% da população prioritária havia sido imunizada. Entre os grupos, as puérperas registraram maior cobertura vacinal (64,3%), seguido por idosos (52,5%), gestantes (51,2%), crianças (48%) e indígenas (45,1%).

Os grupos que menos se vacinaram foram profissionais das forças de segurança e salvamento (10,9%), população privada de liberdade (11,9%), pessoas com comorbidades (34,3%), funcionários do sistema prisional (35,8%), trabalhadores de saúde (40,3%) e professores (41,2%).

Da Agência Brasil

Teresina já imunizou mais de 42% do público alvo contra a gripe

Publicada em 6 de maio de 2019 - 15:10

Imprimir
Teresina já imunizou mais de 42% do público alvo contra a gripe

Última atualização: 14 , maio 2019 - 14:31

Em menos de um mês do início da Campanha de Vacinação, mais de 42% do público alvo já foi imunizado contra a gripe. Desde o dia 10 de abril, 95.992 pessoas receberam sua dose, das quais 12.438 foram apenas no dia D, que aconteceu no último sábado (04).

A porcentagem supera a média nacional, que até a manhã de hoje (06), registra cobertura de 41,86%. Para Teresina, a expectativa é vacinar 223 mil pessoas até o fim da campanha, no dia 31 de maio. “É fundamental que a população entenda a importância de se vacinar para que não possam contrair os vírus da influenza H1N1, H3N2 e influenza B, que estão aí no ambiente”, disse o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS) Charles da Silveira. “Por isso, fazemos esse apelo às pessoas dos públicos-alvo que possam comparecer aos postos e efetivar a sua vacina, é importante e é fundamental”, completou o presidente.

Para atingir esta meta, a FMS está mantendo 104 salas abertas todos os dias, em Unidades Básicas de Saúde (UBS) e hospitais. Têm direito à vacina contra a gripe os idosos, gestantes, crianças de seis meses a menores de seis anos, puérperas (mulheres com até 45 dias de pós parto), trabalhadores da saúde, população indígena, pessoas privadas de liberdade, professores e pessoas com doenças crônicas, além dos funcionários do sistema prisional, presos e policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

A diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, explica que a escolha do público se dá em razão de serem camadas da população mais suscetíveis ao vírus e com mais chances de agravamento da doença, que nestes casos pode levar a internações e até mesmo a morte. “É importante que ela seja tomada todos os anos, pois o vírus está sempre em mutação; a vacina deste ano é diferente da do ano passado, por exemplo”, explica. A diretora ressalta que a vacina é segura, feita com fragmentos do vírus morto e a possibilidade de efeitos adversos é mínima.

A Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos ou nariz.

Da Redação

até dia 22 de junho

Campanha de vacinação contra gripe é novamente prorrogada

baixo índice de comparecimento foi o motivo da prorrogação da campanha

Publicada em 14 de junho de 2018 - 11:26

Imprimir
Campanha de vacinação contra gripe é novamente prorrogada

Fonte: Com informações Agência Brasil

Última atualização: 14 , junho 2018 - 11:27

A campanha de vacinação contra gripe, que era para encerrar nesta sexta-feira (15/06), foi adiada pata até o dia 22 de junho. A confirmação é do Ministério da Saúde, que decidiu prorrogar o prazo devido ao baixo índice de comparecimento: 77% do público-alvo foi vacinado em todo o país.

O número é considerado baixo pela pasta, que estabeleceu como meta a cobertura de 90% do público. Desde o início da campanha, no dia 23 de abril, 42,6 milhões de pessoas foram vacinadas.

A região Sudeste é a que possui menor cobertura até agora: 71% do público prioritário foi protegido. Na sequência, estão Norte (72%), Sul (81,3%), Nordeste (84%) e Centro-Oeste (91,4%).

No Piauí, de acordo com os dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), a cobertura vacinal foi de 80, 95% até a última terça-feira (12/06).

 

 

dados

Piauí registra 80,95% da cobertura vacinal contra gripe

Mesmo com a prorrogação da campanha, não serão disponibilizadas mais doses aos municípios. 

Publicada em 13 de junho de 2018 - 11:55

Imprimir
Piauí registra 80,95% da cobertura vacinal contra gripe

Fonte: Com informações Governo do Estado

Última atualização: 13 , junho 2018 - 11:55

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe contabiliza 557.988 pessoas imunizadas, o que representa 80,95% de cobertura vacinal. Os dados foram atualizados nesta terça-feira (12), pela Coordenação de Imunização, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). A campanha segue até o dia 15 de junho.

Ainda de acordo com os números, Teresina e mais 48 municípios alcançaram a meta de cobertura vacinal do público prioritário.

O Estado do Piauí recebeu a totalidade de doses enviadas pelo Ministério da Saúde: 808 mil doses, que foram enviadas para todos os municípios. No entanto, mesmo com a prorrogação da campanha, não serão disponibilizadas mais doses aos municípios.

Prorrogação

Vacinação contra gripe é prorrogada até 15 de junho

a prorrogação é pelo fato da campanha não ter atingido a meta e pela dificuldade enfrentada pela população de acessar os postos de vacinação devido a greve dos caminhoneiros.

Publicada em 29 de maio de 2018 - 14:57

Imprimir
Vacinação contra gripe é prorrogada até 15 de junho

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 29 , maio 2018 - 17:00

Por conta da greve dos caminhoneiros, a campanha da vacinação contra gripe influenza que encerraria nesta sexta-feira, (01/06), será prorrogada até o dia 15 de junho deste ano.

A medida é do Ministério da Saúde, comandada pelo ministro Gilberto Occhi, que anunciou a decisão nesta terça-feira, (29/05).

Segundo Gilberto Occhi, Ministro da Saúde, a prorrogação é pelo fato da campanha não ter atingido a meta e pela dificuldade enfrentada pela população de acessar os postos de vacinação devido à falta de combustível e a redução da frota no transporte público.

O balanço da campanha indica que ainda faltam 21 milhões de pessoas serem imunizadas, o que corresponde a 40% do público-alvo no país.

A gripe Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos ou nariz.

PÚBLICO-ALVO

-Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

-Crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade;

– Gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto);

-Trabalhadores da saúde,

-Professores das escolas públicas e privadas;

-Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais

– A população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

 

Todas as zonas da cidade

FMS distribui mais doses de vacina para unidades

O envio das vacinas contra a gripe é de responsabilidade do Ministério da Saúde

Publicada em 17 de maio de 2018 - 12:37

Imprimir
FMS distribui mais doses de vacina para unidades

Fonte: Com informações PMT

Última atualização: 17 , maio 2018 - 12:37

A Fundação Municipal de Saúde de Teresina recebeu na tarde desta quarta-feira (16), 34.800 doses de vacina contra a gripe. Foram distribuídas 9.500 doses para zona Norte, 11.600 para zona Sul, 9.500 para zonas Leste e Sudeste, totalizando 30.600 doses distribuídas. Ficaram 4.200 doses em estoque na Rede de Frio para vacina de acamados e reabastecimento das salas.

O envio das vacinas contra a gripe é de responsabilidade do Ministério da Saúde, Governo Federal, a Fundação Municipal de Saúde é responsável pela organização da campanha à nível local e aplicação das doses.

Na rede pública, a vacina contra a gripe está disponível somente para os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, as gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

 

Dia D

Vacina contra gripe esgota antes do meio-dia em vários postos de Teresina

Devido à falta, muita gente acabou voltando para casa sem a dose.

Publicada em 12 de maio de 2018 - 16:13

Imprimir
Vacina contra gripe esgota antes do meio-dia em vários postos de Teresina

Fonte: Daniely Viana

Última atualização: 12 , maio 2018 - 16:22

Filas e muita espera marcaram a manhã deste sábado (12) nas salas de vacina espalhadas pela cidade. Devido à grande procura, o estoque da vacina esgotou antes do meio-dia em vários postos, como nos Hospitais da Primavera, Cristo Rei, São João, Cabral, dentre outros. Devido à falta, muita gente acabou voltando para casa sem a dose.

No Hospital da Primavera, zona Norte da capital, as primeiras horas da campanha conseguiu imunizar aqueles que chegavam às salas de vacina. No entanto, por volta das 11h, os profissionais de saúde tiveram de colocar uma placa informando que a vacina estava disponível apenas para crianças e gestantes. O informe deixou muita gente confusa, pois, nesse primeiro momento, a imunização seria para todo o público-alvo, que também incluía professores, portadores de doenças crônicas, dentre outros.

“Sou diabética e quando cheguei cedo ainda consegui tomar a vacina, mas a fila já estava longa e muita gente ficou com medo de voltar pra casa sem a dose. Foi o que aconteceu depois”, conta a dona de casa Ivanilde Viana, que procurou o posto da Primavera para se vacinar.

Muitos voltaram para casa sem a imunização

 

Segundo a Fundação Municipal de Saúde (FMS), a atitude foi tomada devido à grande procura que gerou problemas pontuais de desabastecimento. Porém, o público ainda poderá se imunizar ao longo da semana, pois a campanha só encerra no dia 1ª de junho.

Em toda a cidade, a FMS recebeu 148 mil doses fornecidas pelo Ministério da Saúde. Para o Dia D, Teresina recebeu 22 mil doses distribuídas nas 32 salas de vacina localizadas nas zonas Norte, Sul, Sudeste e Leste.

 

confira a localização

32 salas de vacina estarão reabastecidas para o Dia D da gripe

A vacina protege contra os vírus influenza A cepa H1N1, A cepa H2N3 e influenza B

Publicada em 11 de maio de 2018 - 9:38

Imprimir
32 salas de vacina estarão reabastecidas para o Dia D da gripe

Fonte: com informações FMS

Última atualização: 11 , maio 2018 - 09:42

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), divulgou a lista das mais de 30 salas de vacina localizadas em Teresina para o Dia D contra a gripe. A campanha acontece neste sábado (12), a partir das 8h, com estoque reabastecido devido à grande procura pela imunização. A vacina protege contra os vírus influenza A cepa H1N1, A cepa H2N3 e influenza B.

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde da FMS Amariles Borba, ao todo, estarão abertas 32 salas de vacina, sendo 26 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e seis hospitais. O horário de funcionamento será de 8h às 17h.

Nesse primeiro momento, a vacina será disponibilizada para os público-alvo formado por pessoas maiores de 60 anos, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Ainda de acordo com a diretora, a prevenção pode começar em casa. “A vacina é uma das maneiras de se prevenir do vírus da gripe que está circulando no meio ambiente, portanto, não esqueçam de lavar as mãos várias vezes ao dia com água e sabão, da ponta do dedo até o cotovelo, como também passar o álcool em gel e hidratação”, aconselha.

COMO COMPROVAR QUE SOU DE GRUPO PRIORITÁRIO?

Amariles Borba explica que alguns comprovantes são necessários. Nos casos de portadores de doenças crônicas é preciso apresentar uma prescrição médica datada de 2018 no ato da vacinação. Ou, caso seja cadastrado em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS), basta se dirigir ao posto em que está cadastrado.

Já os professores devem levar um contracheque para garantir sua dose.

CONFIRA A LOCALIZAÇÃO DAS SALAS DE VACINA:

ZONA NORTE

UBS Cecy Fortes

UBS Santa Maria da Copidi

UBS Adelino Matos

UBS Poty Velho

Hospital da Primavera

UBS Antonio Noronha

Hospital do Buenos Aires

UBS Cidade Verde

UBS Jacinta Andrade I

 

ZONA LESTE

UBS Piçarreira

UBS Vila Bandeirante

UBS Santa Bárbara

UBS Planalto Uruguai

Hospital do Satélite

UBS Planalto Ininga

UBS Taquari

 

ZONA SUDESTE

UBS Renascença

UBS Todos os Santos

UBS Alto da Ressurreição

Hospital do Dirceu

UBS São João

UBS Nossa Senhora da Guia

UBS Dr Carlos Alberto

 

ZONA SUL

UBS Saci

UBS Irmã Dulce

UBS Cristo Rei

UBS Vila da Paz

UBS Vamos ver o Sol

Hospital do Parque Piauí

Hospital do Promorar

Centro Pedro Arrupe

UBS Portal da Alegria