33 dias em greve

Trabalhadores em educação definem movimento grevista em assembleia

A categoria está em greve desde o início do mês de junho e afirma que vai continuar por tempo indeterminado.

Publicada em 10 de julho de 2018 - 10:08

Imprimir
Trabalhadores em educação definem movimento grevista em assembleia

Última atualização: 10 , julho 2018 - 10:56

Uma Assembleia Geral marcada para quarta-feira (11) vai definir os rumos do movimento grevista dos trabalhadores em educação do Piauí, como elaboração de calendário e outras atividades. A categoria está em greve desde o início do mês de junho e afirma que vai continuar por tempo indeterminado.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (SINTE-PI), em nota, afirma que a categoria espera o resultado do Tribunal de Justiça sobre a Ação de Execução do Acordo Judicial contra o governo do estado. A ação foi impetrada no dia 2 de junho.

“Até lá, os trabalhadores reafirmam a continuidade do movimento grevista, que hoje completa 33 dias por todo o Estado, contabilizando 70% do Piauí parado”, pontua.

A Assembleia está marcada para às 10h, no Clube Social do SINTE-PI.

Reivindicação

Ato marca início da greve dos servidores da saúde nesta quinta (05)

Trabalhadores cobram respostas da gestão sobre as demandas do setor.

Publicada em 4 de julho de 2018 - 10:28

Imprimir
Ato marca início da greve dos servidores da saúde nesta quinta (05)

Última atualização: 4 , julho 2018 - 12:29

Os servidores municipais da saúde de Teresina confirmam início da greve para quinta-feira (05/07). No dia, a categoria estará em frente à sede da Fundação Municipal de Saúde (FMS), no bairro Primavera, zona Norte de Teresina, a partir das 8h, para cobrar respostas da gestão sobre as demandas do setor.

Médicos, assistentes sociais, psicólogos, farmacêuticos, profissionais de radiologia, administrativos, agentes de portaria, técnicos de patologia, dentre outros trabalhadores, exigem a devolução do adicional de insalubridade. De acordo com o Sindicato dos(as) Servidores(as) Públicos(as) Municipais de Teresina (SINDSERM), os valores da retirada nos contracheques variam entre R$ 700,00 a R$ 1.600,00.

Além do SINDSERM, o Sindicato dos Tecnólogos, Técnicos e Auxiliares de Radiologia (Sinttear), Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Piauí (Sindaspi) e Sindicato dos Farmacêuticos do Piauí (Sinfarpi) decidiram acionar a justiça, o Ministério Público e a Delegacia Regional do Trabalho pelo retorno imediato da insalubridade.

O Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi) também anunciou paralisação geral e indicativo de greve na capital. Durante o período serão atendidos somente casos de urgência e emergências nos hospitais.

Redação Piauí Agora

decisão

Servidores da saúde municipal deflagram greve para julho

A greve tem como uma das principais reivindicações evitar a retirada do adicional de insalubridade da categoria

Publicada em 20 de junho de 2018 - 11:15

Imprimir
Servidores da saúde municipal deflagram greve para julho

Última atualização: 20 , junho 2018 - 11:15

Em reivindicação para evitar a retirada do adicional de insalubridade, os servidores da saúde municipal de Teresina vão iniciar greve a partir do dia 5 de julho. A decisão foi tomada durante Assembleia Geral conjunta nessa terça-feira (19/06).

De acordo com o Sindicato dos(as) Servidores(as) Públicos(as) Municipais de Teresina (SINDSERM), assistentes sociais, farmacêuticos, psicólogos, profissionais de radiologia, administrativos, agentes de portaria, técnicos de patologia, dentre outros, estão na lista que deve ser atingida pela retirada da insalubridade, que varia numa redução de R$ 800,00 a R$ 1.600,00 nos contracheques.

Segundo Sinésio Soares, presidente do SINDSERM, a insalubridade é um direito do trabalho. “Não deve ser objeto de adequação financeira, pois não é um privilégio ou incentivo e sim um direito trabalhista, que não pode ser retirado arbitrariamente”, afirma.

A greve iniciará com uma Assembleia Geral no dia 5 de julho, em frente à Fundação Municipal de Saúde, e deve atingir todos os locais de trabalho da saúde municipal.

Redação Piauí Agora

após reunião

Governo avança nas negociações com servidores da saúde

Os servidores estiveram mobilizados em frente ao Palácio de Karnak, Centro de Teresina.

Publicada em 15 de junho de 2018 - 12:40

Imprimir
Governo avança nas negociações com servidores da saúde

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 15 , junho 2018 - 12:40

A reunião entre a Diretoria do Sindicato dos Servidores da Saúde do Piauí (Sindespi) com o Governo, nesta quinta-feira (14/06), trouxe avanços em relação a algumas reivindicações da categoria. Os servidores estiveram mobilizados em frente ao Palácio de Karnak, Centro de Teresina.

De acordo com o Sindespi, como resultado da reunião ficando acertados os seguintes pontos:

-Exclusão da Insalubridade e Adicional Noturno do cálculo do salário mínimo, já valendo para o mês de junho;

-Enquadramento dos Atendentes de Enfermagem, que estiverem com a documentação regularizada, sendo reconhecidos como profissionais de saúde no Plano de Carreira dos profissionais de Saúde. Foi solicitado pelo Sindespi e definido que a análise dessa documentação será feita pela Comissão de Enquadramento, na Secretaria de Administração;

-Aumento do Teto do Vale Transporte de R$ 1850 para R$ 2.200;

-Reajuste linear de 2,95% correspondente a correção da inflação do ano anterior;

Segundo a presidente Edna Martins, o resultado da reunião ainda será redigido e o documento oficial entregue para a assinatura dos secretários de Saúde e Administração.

com fim da greve

Entregas serão normalizadas em 13 dias, diz Correios

Em dias normais, a empresa entrega aproximadamente 25 milhões de objetos diariamente.

Publicada em 4 de junho de 2018 - 10:00

Imprimir
Entregas serão normalizadas em 13 dias, diz Correios

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 4 , junho 2018 - 10:14

Após o fim da greve dos caminhoneiros, os Correios deram início a uma operação para normalizar os serviços de entrega em todo o país. De acordo com a entidade, a estimativa é de que em aproximadamente 13 dias, as entregas de objetos postais estejam regularizadas.

Dessa forma, os Correios reforçam os trabalhos. No último sábado (02/06), por exemplo, foram realizados mutirões nas unidades que recebem carga para distribuição.

No entanto, até o momento, os serviços com dia e hora marcados (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária) permanecem temporariamente suspensos. Os demais serviços de encomendas como o Sedex convencional e o PAC foram mantidos e tiveram apenas o prazo de entrega ampliado.

 

 

Atendimentos comprometidos

Servidores do Hospital Universitário iniciam greve nesta terça (05)

Nos dias de greve, serviços como marcação de consultas e exames não serão atendidos

Publicada em - 9:19

Imprimir
Servidores do Hospital Universitário iniciam greve nesta terça (05)

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 4 , junho 2018 - 09:19

Com aprovação da maioria dos trabalhadores após uma plenária nacional na última segunda-feira (28/05), os servidores do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI) irão entrar em greve a partir desta terça-feira (05/06). O movimento é nacional.

Além do HU, outros hospitais no país irão parar as atividades, sob o comando da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Nos dias de greve, serviços como marcação de consultas e exames não serão atendidos, somente estará em funcionamento a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A categoria reivindica a desvinculação das negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) de 2018 do ACT de 2017; abertura de mesa de negociação local; melhores condições de trabalho; ampliação do funcionamento do ambulatório aos sábados para melhor atender a população; concurso público, entre outros.

reivindicações

Petroleiros deflagram paralisação

A categoria protesta contra à política de preços dos combustíveis adotada pela Petrobras

Publicada em 30 de maio de 2018 - 12:05

Imprimir
Petroleiros deflagram paralisação

Fonte: Com informações Agência Brasil

Última atualização: 30 , maio 2018 - 12:06

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) deu início nesta quarta-feira (30/05) a paralisação da categoria que deve durar 72 horas e atinge refinarias, terminais e plataformas da Bacia de Campos. Apesar do Tribunal Superior do Trabalho (TST) ter emitido uma limitar considerando a greve abusiva, os petróleos não levaram em consideração e pararam as atividades.

A categoria protesta contra à política de preços dos combustíveis, além da crítica à gestão do presidente da Petrobras, Pedro Parente,  e contra os valores cobrados no gás de cozinha e nos combustíveis.

Dessa forma, os trabalhadores paralisaram as atividades nas refinarias de Manaus (Reman), Abreu e Lima (Pernambuco), Regap (Minas Gerais), Duque de Caxias (Reduc), Paulínia (Replan), Capuava (Recap), Araucária (Repar), Refap (RS), além da Fábrica de Lubrificantes do Ceará (Lubnor), da Araucária Nitrogenados (Fafen-PR) e da unidade de xisto do Paraná (SIX). Os dados são da FUP.

CENTRAIS SINDICAIS APOIAM MANIFESTAÇÃO

Em nota, as Centrais Sindicais CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB, apoiam e se solidarizam com a greve dos trabalhadores petroleiros.

“Entendemos que as reivindicações dos petroleiros são justas e apontam para a necessidade de protegermos a Petrobras da especulação financeira e da venda para multinacionais”

suspensão

Universidades continuam sem aula nesta terça (29)

Todas as universidades do Piauí decidiram permanecer sem aulas.

Publicada em 29 de maio de 2018 - 11:50

Imprimir
Universidades continuam sem aula nesta terça (29)

Fonte: Daniely Viana

Última atualização: 29 , maio 2018 - 12:48

Universidade Federal do Piauí (Ufpi), Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e Instituto Federal do Piauí (Ifpi), mantêm a suspensão das aulas nesta terça-feira (29/05). Os institutos de ensino estão sem atividades acadêmicas desde segunda-feira (28/05), devido à falta de combustível no estado.

Apesar dos manifestantes terem desbloqueado as principais vias no Piauí, o abastecimento nos postos de combustíveis ainda é lento. Dessa forma, todas as universidades decidiram permanecer sem aulas.

Na Ufpi, continuam sem atividades os Campus de Teresina, assim como nos Campi de Parnaíba (Ministro Reis Velloso), Picos (Senador Helvídio Nunes de Barros) e Bom Jesus (Professora Cinobelina Elvas). Somente no Campus de Floriano (Amílcar Ferreira Sobral) e nos Colégios Técnicos de Floriano e Bom Jesus, as atividades acadêmicas serão mantidas normalmente.

A Biblioteca do campus de Teresina também funcionará das 08 às 18 horas durante o período de suspensão das atividades acadêmicas.

Na Uespi a situação é a mesma. Permanecem em funcionamento apenas as atividades administrativas.

No Ifpi, estão suspensas as aulas nesta terça-feira (29/05), nas unidades Teresina Central, Oeiras, Dirceu Arcoverde, Piripiri, Picos, Angical, Teresina Zona Sul Cocal, Parnaíba, Campo Maior, São João do Piauí, Pedro II e Floriano. Estão funcionando os campi de José de Freitas, Pio IX, Uruçuí, Paulistana, São Raimundo Nonato, Corrente e Valença.

após desbloqueio

Veja momento em que caminhões com combustível são escoltados pela PRF

A liberação dos caminhões ocorreu por volta das 20h30min desta segunda-feira (28/05)

Publicada em - 8:58

Imprimir
Veja momento em que caminhões com combustível são escoltados pela PRF

Fonte: Daniely Viana

Última atualização: 29 , maio 2018 - 11:51

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou na noite desta segunda-feira (28/05), a operação de escolta dos caminhões com combustível para várias regiões do Piauí. Os veículos estavam parados no Terminal de Petróleo, na zona Sudeste da capital, há mais de sete dias.

De acordo com a PRF, os caminhões tinham destino a região sul, centro-sul e norte do Estado, além dos destinados aos diversos postos de combustível em Teresina.

O momento foi registrado pelos agentes. Confira:

Greve dos Caminhoneiros

Manifestantes negam caminhões tanques a hospitais

Os hospitais alegam que os caminhões tanques são para abastecer as ambulâncias. 

Publicada em 28 de maio de 2018 - 18:26

Imprimir
Manifestantes negam caminhões tanques a hospitais

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 28 , maio 2018 - 19:12

Dois hospitais, um em Teresina e outro na cidade de Piripiri, tiveram suas solicitações de caminhões tanques negadas por manifestantes na tarde desta segunda-feira, (28/05), no Terminal de Petróleo de Teresina. Os hospitais alegam que os caminhões tanques são para abastecer as ambulâncias.

Os manifestantes decidiram por meio de votação que não vai haver liberação de caminhões tanques, porque caso dois sejam liberados, mais caminhões poderão forçar a barreira.

Os manifestantes são caminhoneiros que estão protestando desde a última segunda-feira, (21/05), protestando contra os constantes aumentos nos preços dos combustíveis, em especial, do diesel.