Piauí registra aumento de 18,3% nos casos de dengue do ano

Publicada em 25 de abril de 2019 - 11:13

Imprimir
Piauí registra aumento de 18,3% nos casos de dengue do ano

Última atualização: 25 , abril 2019 - 11:13

Dados do boletim da 15ª semana epidemiológica de 2019 registram o primeiro aumento no número de casos notificados de dengue deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 879 casos em 61 municípios, em comparação a 743 casos em 44 municípios notificados no ano de 2018, representando um aumento de 18,3%.

Os municípios com maior incidência de dengue por 100 mil habitantes são Pavussu, Cristino Castro, Júlio Borges, Rio Grande do Piauí e Alvorada do Gurgueia.

Em contrapartida, os casos de chikungunya apresentaram uma redução de 32,6%, 147 casos registrados em 19 municípios este ano e em 2018 foram 218 casos em 21 municípios. Em relação ao zika vírus, foram 12 casos prováveis registrados em cinco cidades este ano.

“Com esses dados só reforçamos aquilo que a Secretaria de Estado da Saúde sempre alerta à população, cuidado com água parada, fique atento à limpeza da casa, quintal, terraço e todo ambiente a sua volta. Use repelente e hidrate-se bastante”, disse Herlon Guimarães, superintendente de Atenção à Saúde da Sesapi.

Da Redação

Wellington define cargos em reuniões com deputados e anuncia secretariado até sexta

Publicada em 23 de abril de 2019 - 10:54

Imprimir
Wellington define cargos em reuniões com deputados e anuncia secretariado até sexta

Última atualização: 24 , abril 2019 - 10:56

O governador Wellington Dias tem feito reuniões individuais com deputados nos últimos dias para definir a distribuição dos cargos e deverá anunciar a nova composição do secretariado até sexta-feira (26). Até o momento, cinco deputados estaduais já estão com convite formalizado para integrarem a equipe.

O projeto da reforma administrativa passou pela Assembleia Legislativa em regime de urgência e foi aprovado há pouco menos de um mês. Agora, o governador finaliza as conversas para formalizar a equipe e tocar a administração, que está travada desde então.

Entre as conversas já realizadas, há acerto para que ao menos cinco deputados estaduais ocupem cargos: José Santana (Sasc) e Pablo Santos (Fundação Hospitalar) do MDB; Fábio Novo (Turismo) do PT; Hélio Isaías (Defesa Civil) do Progressistas; e Janaína Marques (Infraestrutura) do PTB.

O suplente de deputado federal Merlong Solano (PT) também já confirmou que recebeu convite para integrar a equipe, não mais na Secretaria de Governo, que já está ocupada por Osmar Júnior (PC do B).

Ainda nesta terça, o governador conversou também na noite desta segunda (22) com o deputado estadual Júlio Arcoverde, presidente estadual do Progressistas. Júlio atualmente ocupa o cargo de secretário de Esportes e Lazer da Prefeitura de Teresina. Também está na agenda de Wellington uma conversa com o senador Ciro Nogueira, em Brasília.

Leilane Nunes

Governo e enfermeiros chegam a acordo e categoria finaliza greve

Publicada em 18 de abril de 2019 - 15:30

Imprimir
Governo e enfermeiros chegam a acordo e categoria finaliza greve

Última atualização: 18 , abril 2019 - 15:30

Cumprindo determinação judicial, o Governo do Estado do Piauí e o Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Piauí (Senatepi) chegaram a um acordo finalizando assim a greve da categoria. “A categoria acatou a proposta do governo e os trabalhadores já retornam normalmente às atividades nesta quinta”, assegurou o diretor jurídico do Sindicato, Francisco Alex, após a assembleia extraordinária realizada no auditório do Hospital Getúlio Vargas.

“Solicitamos o imediato retorno às atividades tendo em vista que o atendimento à população está comprometido”, observou o secretário de Administração, Ricardo Pontes, que juntamente com o secretário de Governo, Osmar Júnior, e o secretário de Saúde, Florentino Neto, intermediou a negociação na tarde desta quarta-feira, 17.

O Estado se comprometeu a efetuar, numa primeira etapa, as progressões e promoções de todos os profissionais de Enfermagem correspondente ao desenvolvimento funcional, atendendo requisitos legais e conforme autos do dissídio coletivo de greve.

Segundo o secretário de Governo, Osmar Júnior, o Governo do Estado está impedido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) de conceder aumento salarial,contudo será estabelecido um cronograma para o cumprimento da decisão judicial. “Impedido pela LRF de conceder aumento salarial, o Governo do Estado, por determinação da justiça, firmou compromisso com o Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Piauí para estabelecer um cronograma de cumprimento de decisão judicial, prolatada nos autos do processo, que determina a implantação do plano de cargos da categoria”, esclarece Osmar.

Serão viabilizadas as implementações das demais promoções e progressões dos profissionais de setembro a novembro deste ano. “A lista de todos os profissionais contemplados será enviada ao Sindicato. O servidor que ainda não entregou a documentação comprobatória poderá fazê-lo a qualquer momento junto à Seadprev para análise e parecer da Comissão responsável”, assegurou o secretário de Administração.

O Estado se comprometeu ainda a publicar nova portaria, via Secretaria de Saúde, com os nomes dos representantes para compor a comissão de elaboração do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Profissionais de Enfermagem do Piauí, já definidos: Cleane Soares, Francisco Alex Silva, Ednaldo dos Santos e Maxximiliano Oliveira.

Quanto aos reajustes salariais, o governo abrirá negociação imediatamente após as vedações impostas em decorrência da Lei de Responsabilidade Fiscal. “Também firmamos o compromisso de implementar uma política permanente de combate ao assédio moral no ambiente de trabalho, além de acolher e apurar devidamente quaisquer denúncias encaminhada pelo Sindicato sobre o assunto”, declarou o secretário de Saúde, Florentino Neto.

Da Redação

Wellington Dias afirma que vai retomar obra das PIs 254 e 110 com verba de empréstimo

Publicada em 17 de abril de 2019 - 10:00

Imprimir
Wellington Dias afirma que vai retomar obra das PIs 254 e 110 com verba de empréstimo

Última atualização: 17 , abril 2019 - 10:00

O governador Wellington Dias confirmou que a liberação do contrato do Finisa com a Caixa Econômica Federal vai permitir a retomada de diversas obras, entre elas a recuperação da PI-254, que liga Simplício Mendes a Itainopólis, sul do Estado, e da PI-110, estrada que liga Barras a Miguel Alves, ao norte. As afirmações foram dadas em audiências com Francis Lopes e com o deputado Oliveira Neto.

“A notícia é positiva, com a liberação pela Caixa do Finisa vamos poder dar continuidade a esta obra, que é uma dívida minha com a população da região. Tínhamos a expectativa de inaugurar no primeiro semestre de 2018 e só agora, 14 meses depois, que os recursos estão sendo liberados”, comentou Wellington.

Ainda na audiência com Francis Lopes, Dias também tratou das condições da macrodrenagem em Simplício Mendes e ouviu as sugestões para as áreas da cultura e da valorização dos artistas piauienses.

Já em audiência com o deputado Oliveira Neto e o prefeito de Miguel Alves, Oliveira Júnior, o governador confirmou a retomada das obras da estrada que liga Barras a Miguel Alves. “É um corredor por onde passa um fluxo muito grande pessoas e veículos, uma região muito populosa. A obra estava paralisada em razão de problemas com a própria empresa que manifestou a desistência da obra. Vamos retornar chamando a terceira colocada e a expectativa é que, nos próximos 30 a 60 dias, esteja concluída, que é justamente o período em que se finaliza o período chuvoso”, comentou Wellington.

O chefe do Executivo piauiense também destacou a proposição do deputado Oliveira Neto de um projeto relacionado a crimes na internet. “Vamos agendar uma apresentação para a nossa equipe. É um projeto muito interessante, já que é de total interesse a liberdade de comunicação e expressão, mas precisamos encontrar mecanismos, apesar de existir uma legislação ção federal, por que não podemos ficar de joelhos e parados diante de tantos crimes virtuais que estão acontecendo como aliciamento, exploração sexual de crianças e adolescentes, bullying, calúnia e extorsão. Gostei muito do projeto, preparado por um líder jovem, como o Oliveira Neto”, destacou Dias.

Da Redação

Teresa Britto apela para que Governo atenda reivindicações de servidores

Publicada em - 7:54

Imprimir
Teresa Britto apela para que Governo atenda reivindicações de servidores

Última atualização: 17 , abril 2019 - 07:54

A deputada Teresa Britto (PV) fez um apelo, nesta terça-feira (16), ao governador Wellington Dias (PT) para que atenda as reivindicações dos professores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e dos enfermeiros e técnicos de enfermagem do Estado que se encontram em greve.

Ela disse que a Assembleia Legislativa deve acompanhar o cumprimento de um acordo feito entre o Governo e o Sindicato dos Docentes da Uespi durante audiência realizada no Tribunal de Justiça do Estado.

A deputada solicitou que a Polícia Militar do Piauí não seja acionada para retirar os alunos que ocupam a reitoria da Uespi desde o início da greve dos professores e afirmou que iria se deslocar ao campus Torquato Neto, na zona Norte de Teresina, para acompanhar a situação naquela instituição de ensino.

Segundo a deputada, o acordo firmado entre os professores e o Governo do Estado prevê, dentre outras coisas, a contratação de professores temporários, o pagamento das bolsas estudantis, a nomeação de aprovados no último concurso da categoria e a formação de comissões para debater a autonomia administrativa e financeira da Uespi e para tratar sobre a realização de um novo concurso para docentes.

Acrescentou Teresa Britto que os estudantes da Universidade Aberta do Piauí (UAPI) estão sendo aulas há vários dias e denunciou que a greve dos enfermeiros e técnicos de enfermagem do Estado, que reivindicam promoções, progressões e outros benefícios, já causou o adiamento de mais de 400 cirurgias nos estabelecimentos de saúde, como o Hospital Getúlio Vargas.

Teresa Britto advertiu que os professores estaduais podem deflagrar uma greve nos próximos dias cobrando reajuste salarial e outros benefícios, como as promoções.

Em aparte, o deputado Franzé Silva (PT) disse que os deputados de oposição precisam ter uma posição definida sobre o que querem do Governo, pois, ao mesmo tempo, em que cobram cortes de gastos, também, pedem que os servidores tenham aumento salarial. Ele assinalou ainda que a oposição desconhece o que é dotação orçamentária, que joga para a platéia e que precisa agir com responsabilidade em suas posições.

Respondendo as críticas do parlamentar petista, Teresa Britto disse que tem defendido os interesses da população, que sabe o que é dotação orçamentária e que age com responsabilidade em seus posicionamentos. Ela declarou que as obras do Estado se encontram paralisadas e que centenas de servidores não recebem as promoções a que têm direito.

Da Redação

Quartel-general é implementado para conter avanço da peste suína

Publicada em 16 de abril de 2019 - 12:46

Imprimir
Quartel-general é implementado para conter avanço da peste suína

Última atualização: 16 , abril 2019 - 12:47

O governo do Estado instituiu, nesta terça-feira (16), um quartel-general para realização de operações de combate aos focos da peste suína clássica no Piauí. O grupo foi formado pelo governador Wellington Dias em reunião no Palácio de Karnak com representantes da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) e do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

No sábado (13), foi confirmado o segundo foco de peste suína clássica (PSC) em território piauiense. A doença foi identificada em outra propriedade no município de Lagoa do Piauí, próximo ao local onde o primeiro foco havia sido encontrado.

“Todas as medidas já foram adotadas e a Adapi está fiscalizando outras propriedades, inclusive em outros municípios. Onde há suspeita, os técnicos se deslocam imediatamente para coletar os exames. Pedimos aos produtores para que possam colaborar, pois estamos indenizando-os pelos suínos que são abatidos e teremos que prosseguir para evitar a propagação da peste”, atentou o presidente da Adapi, Bernildo Val.

De acordo com o gerente de Defesa Sanitária Animal da Adapi, Idílio Moura, passa a ser proibido o trânsito de suínos dentro e fora do estado. “Estarão liberados apenas estabelecimentos de abate com serviço de inspeção oficial. Também está proibida a realização de eventos com aglomeração de suínos, como feiras e exposições”, afirmou Moura.

Segundo Wellington, o Piauí trabalha para que o estado seja área livre da peste suína. “Vamos tratar com o Ministério da Agricultura para que possamos atuar de forma conjunta. Eles têm um plano nacional e queremos estar integrados a ele. Já conversei com os governadores do nordeste e apresentei uma proposta para que as agências de vigilância possam se reunir até o início de maio. No dia 23 teremos um encontro em Recife com o objetivo de tomar uma decisão para ações integradas. Também foi aprovado um projeto no Senado que cria um fundo para emergências na área sanitária, mas o objetivo final é que o nordeste se torne área livre da doença”, disse o governador.

Peste suína clássica

A peste suína é uma doença clássica contagiosa, mas que não afeta o ser humano. O consumo está liberado, contanto que seja proveniente de um estabelecimento com serviço de inspeção. Os principais sinais clínicos da PSC são mortalidade elevada, principalmente em suínos jovens, febre alta, conjuntivite, manchas pelo corpo, vômito e diarreia.

O produtor que encontrar qualquer manifestação dos sintomas nos seus rebanhos deve comunicar imediatamente à Adapi para que possa ser realizada a investigação epidemiológica.

Da Redação

Governo anuncia recuperação da orla da Atalaia e obras de drenagem e calçamento

Publicada em - 10:15

Imprimir
Governo anuncia recuperação da orla da Atalaia e obras de drenagem e calçamento

Última atualização: 16 , abril 2019 - 10:27

Governo anuncia recuperação da orla da Atalaia e obras de drenagem e calçamento após chuvas

Durante encontro com deputados estaduais, o governador Wellington Dias anunciou investimentos de cerca de R$ 50 milhões em obras de drenagem e pavimentação em vários municípios, principalmente os que foram atingidos pelas chuvas. Além disso, será iniciada ainda a recuperação da orla da praia de Atalaia, em Luis Correia. Nesse final de semana, vários carros ficaram atolados em buracos com o alagamento da pista.

“O problema é que as empresas não querem trabalhar neste período com chuvas, especialmente lá onde está chovendo todos os dias. O risco de danificar o trabalho com a chuva é muito grande, por isso as empresas aguardam o mês de maio, quando o tempo abre mais e facilita o trabalho”, explicou Wellington Dias.

O assunto foi pauta de uma audiência com o deputado Dr. Hélio (PR), no Palácio de Karnak. Na ocasião, o governador tratou também do projeto de alargamento da pista que leva à praia do Coqueiro.

Ainda na área de mobilidade urbana, o governo se planeja para garantir uma contrapartida e possibilitar um investimento de R$ 30 milhões em obras, em diversos municípios. O deputado estadual Fábio Xavier (PR) reapresentou ao governador um projeto com recursos da União, que prevê a construção de calçamento e asfaltamento em diversos municípios.

“Faremos um misto de recursos do Finisa, com recursos do Tesouro do Estado. Com R$ 3 milhões, garantiremos o investimento de R$ 30 milhões na economia”, ressaltou o governador.

Macrodrenagem em Oeiras

Ainda nessa segunda, Dias se reuniu com o coordenador de Irrigação, B. Sá. O governo quer acelerar o processo licitatório da obra de macrodrenagem em Oeiras. O projeto prevê recursos da ordem de R$ 20 milhões, do Ministério da Integração Nacional, com contrapartida do Estado.

“O ministro da Integração anunciou uma posição de analisar desde a possibilidade de fazer um contrato direto com o município, como a de deixar com a Secretaria de Estado da Infraestrutura. É um investimento de R$ 20 milhões que resolve o acúmulo de água em algumas regiões da cidade, fazendo a drenagem para o riacho do Mocha”, finalizou o governador.

Da Redação

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano

Publicada em - 8:46

Imprimir
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano

Última atualização: 16 , abril 2019 - 08:46

Pela primeira vez, o valor do salário mínimo ultrapassará R$ 1 mil. O governo propôs salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, o que representa alta de 4,2% em relação ao atual (R$ 998). O valor consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), apresentado hoje (15) pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

Até este ano, o mínimo era corrigido pela inflação do ano anterior medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) de dois anos anteriores. Como a lei que definia a fórmula deixará de vigorar em 2020, o governo optou por apresentar uma estimativa que reajusta o mínimo apenas pelo INPC.

Segundo o projeto da LDO, cada aumento de R$ 1 no mínimo terá impacto de R$ 298,2 milhões no Orçamento de 2020. A maior parte desse efeito vem dos benefícios da Previdência Social de um salário mínimo.

A LDO define os parâmetros e as metas fiscais para a elaboração do Orçamento do ano seguinte. Pela legislação, o governo deve enviar o projeto até 15 de abril de cada ano. Caso o Congresso não consiga aprovar a LDO até o fim do semestre, o projeto passa a trancar a pauta. O valor do salário mínimo pode subir ou cair em relação à proposta original durante a tramitação do Orçamento, caso as expectativas de inflação mudem nos próximos meses.

Agência Brasil

Semana Santa: governador decreta ponto facultativo nesta quinta-feira (18)

Publicada em 15 de abril de 2019 - 11:18

Imprimir
Semana Santa: governador decreta ponto facultativo nesta quinta-feira (18)

Última atualização: 15 , abril 2019 - 11:20

O governador Wellington Dias decretou a próxima quinta-feira (18) como ponto facultativo em todos os órgãos e entidades da administração pública estadual direta, indireta, autárquica e fundacional do Poder Executivo. A medida foi assinada no dia 11 e publicada no Diário Oficial da sexta-feira (12).

O chefe do executivo estadual considerou a tradição da Semana Santa e a necessidade de deslocamento de servidores estaduais para outras regiões do estado e do país.

A Quinta-feira Santa antecede a celebração da morte e ressurreição de Cristo, em que se comemora o lava-pés e a Última Ceia de Jesus com seus apóstolos segundo o relato dos evangelhos canônicos.

Da Redação

Governo confirma segundo foco de peste suína no Piauí

Publicada em - 10:00

Imprimir
Governo confirma segundo foco de peste suína no Piauí

Última atualização: 15 , abril 2019 - 10:14

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (Adapi) lançou nota técnica na qual confirma o segundo foco de peste suína clássica (PSC) em território piauiense. A doença, também chamada de febre suína ou cólera dos porcos, foi identificada em outra propriedade no município de Lagoa do Piauí, próximo ao local onde o primeiro foco havia sido encontrado.

O Grupo Especial de Atenção às Enfermidades Emergenciais ou Exóticas (Gease) da Adapi recebeu o laudo positivo no final da sexta-feira (12) e no dia seguinte executou todos os rigorosos procedimentos presentes na legislação federal, a Instrução Normativa Nº 27, de 20 de abril de 2004, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, que consistem desde o abate dos animais à sanitização de veículos, pessoas e objetos que tiveram contato com os porcos. Ao todo, quinze suínos foram sacrificados. Somados aos seis do primeiro foco, totalizam-se 21 animais abatidos no estado até o momento.

O gerente de Defesa Sanitária Animal da Adapi, José Idílio Moura, conta que o encontro do novo foco foi resultado do trabalho contínuo que tem sido feito na região de Lagoa do Piauí somado ao empenho dos órgãos do setor e apoio dos produtores rurais. “Nós intensificamos a vigilância em todo o município. Estamos colhendo material para encaminhar ao laboratório. Nesta propriedade, o material foi colhido durante a semana e então obtivemos a confirmação, exatamente por conta da intensificação da vigilância na região. Se a gente deixasse quieto, não encontraríamos”, ressalta.

Moura pede ainda que a população contacte a Adapi assim que algum sinal clínico seja detectado nos suínos (veja quadro abaixo) a fim de evitar que a doença se propague. “Estamos tendo o feedback, o produtor está nos comunicando das suspeitas e estamos muito eficientes na vigilância. Também estão aqui o Ministério da Agricultura, a Superintendência Federal da Agricultura, a prefeitura que está dando todo o apoio cedendo maquinário, pessoal, e o Batalhão Ambiental da Polícia Militar”, descreve.

 

Peste Suína no Piauí

Idílio Moura conta que desde a criação da Adapi, em 2005, estes foram os primeiros casos registrado no estado. Entre 1997 e 1998, houve relatos de suspeitas da peste suína clássica no Piauí, mas nada foi confirmado pelo Ministério da Agricultura.

“No estado vizinho, o Ceará, desde outubro, foram identificados 44 focos da doença. Por conta desses focos de lá, intensificamos a vigilância no Piauí e encontramos aqui também. A ação da Adapi está muito eficiente. Com a confirmação do segundo foco na sexta-feira, já no sábado pela manhã, o grupo de emergência se deslocou e realizou o saneamento da propriedade, o sacrifício dos animais, eliminou o foco, desinfectou as pessoas e veículos. A resposta está sendo precoce”, reforça.

Entretanto, o gerente ressalta que não é possível determinar ainda a origem da doença – se veio de outro estado ou é algum vírus que já estava no território –, mas as equipes de especialistas estão em campo para colher informações.

Sintomas e cuidados

 

A peste suína é transmitida por meio de alimentos ou água contaminados, contato com animais infectados, equipamentos sujos e roupas de indivíduos que mantiveram contato direto com porcos domésticos ou selvagens que estejam doentes ou possuam o vírus incubado. A doença, chega a matar 90% dos animais jovens e nos mais velhos pode manifestar-se discretamente.

Inicialmente, os porcos apresentam depressão e febre alta, regiões avermelhadas, hemorragia e cor azulada geralmente nas extremidades, axilas, abdômen e face interna dos membros de animais brancos. Também é detectada letargia, convulsões ocasionalmente, ranger de dentes e dificuldade de locomoção.

“A sintomatologia é de febre alta e os animais em febre elevada se amontoam, principalmente os leitões com 30-60 dias de vida. Podem também apresentar conjuntivite, diarreia, vômitos e manchas no corpo. Qualquer pessoa da sociedade que observar esses sintomas deve comunicar a Adapi imediatamente pra gente investigar a suspeita”, reforça Idiílio Moura.

Após a comunicação, uma equipe da Adapi se desloca até a propriedade e realiza a investigação epidemiológica, se houve movimentação animal nos últimos 30 dias e a comprovação dos sinais clínicos, é feita a eutanásia do suíno. Amostras são colhidas e enviadas para o Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro) do Ministério da Agricultura, situado em Pedro Leopoldo (MG). Em caso positivo, a propriedade é interditada (não pode retirar ou levar animais, precisa controlar o fluxo de veículos) e depois sanitizada.

Moura acrescenta que peste suína não é uma zoonose, ou seja não afeta o ser humano, por isso não é preciso pânico. “Pode-se ingerir carne suína normalmente desde que esta tenha passado por um serviço de inspeção oficial”, afirma.

Além disso, o Governo do Estado, como medida de prevenção, proibiu eventos agropecuários com suínos. “A medida se dá para evitar aglomeração e que um animal contaminado possa passar o vírus para outros por contato direto. Feiras com caprinos, bovinos e outros estão permitidos”, finaliza Moura.

Os telefones para contato da Adapi são: (86) 3221-7142 e 3222-4993