Feminicídio

Mulher é assassinada a facadas pelo ex-companheiro em Pedro II

O agressor já tinha sido preso e enquadrado na Lei Maria e inclusive, chegou a agredir a própria mãe com uma corrente de motocicleta.

Publicada em 5 de outubro de 2018 - 18:38

Imprimir
Mulher é assassinada a facadas pelo ex-companheiro em Pedro II

Última atualização: 6 , outubro 2018 - 11:22

Maria Maura, 27 anos, é mais uma vítima de feminicídio no Piauí. Ela foi morta a facadas pelo ex-companheiro na manhã desta sexta-feira, (05/10), dentro de sua residência, situada no Bairro Santa Fé, na cidade de Pedro II.

O agressor foi identificado apenas como “Mudinho”, que já estava separado de Maria Maura, já foi preso e enquadrado na Lei Maria e já chegou a agredir a própria mãe com uma corrente de motocicleta.

Segundo o capitão David, Polícia Militar de Pedro II, o ex-companheiro de Maria Maura teria ido a casa dela no pretexto de ter ido ver os filhos. “Ela impediu ele de entrar e foi aí que ele arrombou a porta e desferiu várias facadas nela”, ressaltou.

A vítima chegou a ser socorrida pelo Samu mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao chegar  no Hospital Josefina Getirana Neta. Ela deixa 10 filhos.

feminicídio

Homem mata companheira e em seguida tira a própria vida

Os corpos foram encontrados dentro do quarto do casal na tarde desta segunda-feira (1ª).

Publicada em 2 de outubro de 2018 - 13:19

Imprimir
Homem mata companheira e em seguida tira a própria vida

Última atualização: 3 , outubro 2018 - 12:40

Um crime com requintes de crueldade deixou moradores da cidade de Uruçuí (PI) bastante assustados. Um homem identificado como Alan Pereira Costa, 25 anos, matou a golpe de machado a companheira Marjori Cristina, 19 anos, em seguida, ele cometeu suicídio. Alan era ex-presidiário e a jovem, segundo a polícia, havia sido presa anteriormente.

Os corpos foram encontrados dentro do quarto do casal no início da tarde desta segunda-feira (1ª). A cena era de um filme de terror, com fotos do casal rasgadas pelo chão e ainda uma carta escrita por Alan direcionada à mãe, que ele havia escrito pouco antes de cometer o crime. Na mensagem ele pede desculpas e pede para ela cuidar do filho, de apenas poucos meses de vida.

De acordo com a polícia, o casal estava envolvido em vários crimes. Alan havia sido preso por tráfico de drogas, mas estava em liberdade. Já Marjori era conhecida na região também por tráfico de drogas.

A equipe da delegacia regional de Uruçuí ainda não sabe quais reais motivos levaram ao crime, o que se sabe apenas é que o casal tinha seus desentendimentos. O caso está sendo investigado como feminicídio.

Mais um feminicídio

Mulher é morta com oito facadas pelo ex-companheiro

No momento do crime, os três filhos do casal também estavam na residência, inclusive, o mais novo é um bebê de apenas seis meses.

Publicada em 29 de junho de 2018 - 14:38

Imprimir
Mulher é morta com oito facadas pelo ex-companheiro

Última atualização: 29 , junho 2018 - 18:45

Lucimara Gomes Ferreira Costa é mais uma vítima de feminicídio no Piauí a entrar para as estatísticas este ano. Ela foi morta com oito facadas na madrugada desta sexta-feira, (29/06), em São Raimundo Nonato, Sul do Piauí, pelo ex-companheiro que após assassinar Lucimara tentou suicídio.

No momento do crime, os três filhos do casal também estavam na residência, inclusive, o mais novo é um bebê de apenas seis meses.

O ex-companheiro de Lucimara foi identificado como José Elessandro Ferreira da Silva e teria invadido a casa da vítima, localizada no Bairro Gavião, e a esfaqueou no abdômen.

Segundo a delegada Cynthia Verena, da Delegacia de Polícia Civil de São Raimundo Nonato, Lucimara Costa foi surpreendida com José Elessandro já dentro de sua casa com uma faca em punho, eles discutiram e travaram uma luta corporal.

Ele invadiu a casa e ela não estava. Esperou Lucimara chegar com uma faca até que cometeu o crime. Eles estavam separados a pouco tempo. Ele não aceitava o fim da relação e era muito ciumento”, pontuou.

O acusado que também se esfaqueou no abdômen foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Floriano e recebeu os devidos atendimentos.

José Elessandro, autuado pelo crime de feminicídio, foi preso em flagrante e foi levado para o Presídio Vereda Grande em Floriano, onde ficará a disposição da Justiça.

Violência contra a mulher

Três feminicídios foram registrados em 24h no Piauí

Os casos foram registrados nas cidades Paulistana, Piripiri e na capital Teresina e as vítimas foram mortas por companheiro e ex-namorados.

Publicada em 19 de junho de 2018 - 13:45

Imprimir
Três feminicídios foram registrados em 24h no Piauí

Última atualização: 20 , junho 2018 - 10:36

Em 24h, o estado do Piauí registrou três mortes de mulheres, vítimas pelo crime de feminicídio por companheiro e ex-namorados.

A primeira morte registrada aconteceu na tarde dessa segunda-feira, (18/06), na cidade de Paulistana, a vítima é a jovem Gabriela de Carvalho, 21 anos, assassinada com golpes de faca no pescoço, no açougue da sua família. O agressor foi identificado como Nailson de Carvalho Oliveira, 31 anos, marido da vítima, que durante discussão, teria arremessado a faca em direção a Gabriela.

A segunda foi a de Francenilda Pereira de Andrade, 33 anos, morta a pauladas pelo ex-namorado, José Ribamar Costa, 66 anos, em sua casa, localizada no Bairro Nova Teresina, zona Norte de Teresina.

E a terceira morta, foi registrada na também na manhã desta terça-feira, (19/06), na cidade de Piripiri e vitimou Irismar Castro, 38 anos, que foi morta com golpes de faca pelo seu ex-namorado, identificado como José Ioiô, que trabalha como lavador de carros.

Os crimes de feminicídio estão sendo investigados pela Delegacia do Núcleo de Feminicídio da Polícia Civil do Piauí, comandada pela delegada Luana Alves.

Litoral do Piauí

É preso assassino de professora em Parnaíba

Raimundo Neto Pereira é acusado de assassinar com 26 golpes de faca a esposa, Selene Veras, 28 anos.

Publicada em 6 de junho de 2018 - 19:00

Imprimir
É preso assassino de professora em Parnaíba

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 7 , junho 2018 - 08:59

O mecânico Raimundo Neto Pereira decidiu se entregar a Polícia Civil de Parnaíba, litoral do Piauí, no início da noite desta quarta-feira, (06/06), após ser acusado de assassinar com 26 golpes de faca a esposa, Selene Veras, 28 anos. O crime aconteceu na tarde do último domingo, (03/06), no Povoado Brejinho, zona Rural de Luís Correia.

Segundo informações, contra Raimundo Neto já havia um mandado de prisão e foi dado voz de prisão a ele na delegacia.

Após o crime, Raimundo Neto fugiu de Luís Correia para uma casa em Parnaíba e ficou escondido por três dias, até que decidiu se entregar na delegacia.

Selena Veras era professora e diretora de uma escola pública em Luís Correia e sua morte é mais um caso de feminicídio registrado este ano no Piauí.

em Luís Correia

Mulher é assassinada com 26 facadas e marido é principal suspeito

Segundo vizinhos e familiares da vítima, o casal tinha constantes discussões.

Publicada em 4 de junho de 2018 - 9:02

Imprimir
Mulher é assassinada com 26 facadas e marido é principal suspeito

Fonte: Daniely Viana

Última atualização: 4 , junho 2018 - 17:15

Selene Veras, 28 anos, foi brutalmente assassinada no povoado Brejinho, zona rural de Luís Correia (PI) no final da tarde do domingo (03/06). De acordo com a perícia, a vítima foi atingida com cerca de 26 golpes de faca dentro da própria casa. Segundo a polícia, o marido é o principal suspeito do crime e continua foragido.

Selene estava na cidade de Parnaíba fazendo um curso de especialização e o marido foi até o local para levá-la até em casa. Ao chegar na residência, iniciou uma forte discussão e terminou com o assassinato da esposa. Segundo vizinhos e familiares da vítima, o casal tinha constantes discussões.

Após cometer o crime, ele correu em direção à rua próxima a residência e teria confessado o assassinato. Em seguida, possivelmente teve ajuda para fugir.

Eles tinham uma filha de seis anos, que no momento do crime, estava na casa da tia.

Raimundo Neto ainda está foragido e a polícia segue fazendo buscas na região e prendê-lo.

Violência contra a mulher

Cerca de 90 sapatos vermelhos simbolizam vítimas de feminicídio

A iniciativa é um ato de protesto contra o crime feminicídio.

Publicada em 28 de maio de 2018 - 14:38

Imprimir
Cerca de 90 sapatos vermelhos simbolizam vítimas de feminicídio

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 28 , maio 2018 - 14:38

Quem passou pela escadaria da Igreja São Benedito, localizada no Centro de Teresina, se surpreendeu nesta segunda-feira, (28/05), com cerca de 90 pares de sapatos femininos na cor vermelha. A iniciativa é um ato de protesto contra o crime feminicídio.

O ato de protesto “Mulheres, presente!” foi idealizado pela Secretaria de Segurança Pública com apoio de voluntárias em alusão ao Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, instituído no dia 27 de maio.

De acordo com a delegada Eugênia Villa, diretora de Gestão Interna da Secretária de Segurança,

“Os 90 sapatos irão ficar expostos durante o dia inteiro representam cada mulher que foi assassinada no Piauí na rubrica do Feminicídio, entre a data de vigência da lei, que foi em 10 de março de 2015, até o dia 17 de maio deste ano”, explicou.

A delegada Eugênia Villa conta que além desse ato de protesto, estão programados outras atividades em mais cidades do estado.

“Recebemos mais de 120 sapatos de doações, pintados de vermelho e colocamos aqui pra mostrar a ausência dessas mulheres, porque se não tivesse essa cultura machista elas estariam vivas. As mulheres estão sendo assassinadas por serem mulheres”, lamentou.

O dia 27 de maio foi escolhido para ser o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio em razão ao crime que vitimou meninas adolescentes de Castelo do Piauí em 2015.

na av. frei serafim

Dia de Combate ao Feminicídio é marcado com blitz educativa

A ação ocorreu na manhã desta quinta-feira (24/05) e foi promovida pela Secretaria de Segurança Pública.

Publicada em 25 de maio de 2018 - 9:18

Imprimir
Dia de Combate ao Feminicídio é marcado com blitz educativa

Fonte: Com informações Secretaria de Segurança

Última atualização: 25 , maio 2018 - 09:21

A Avenida Frei Serafim, no cruzamento com Miguel Rosa, foi palco de uma blitz educativa em alusão ao Dia Estadual de Combate ao Feminicídio. A ação ocorreu na manhã desta quinta-feira (24/05) e foi promovida pela Secretaria de Segurança Pública.

Com o tema ‘’Vamos transformar nosso luto em luta!’’, a iniciativa contou com a participação das Delegadas Eugênia Villa, Anamelka Cadena, Lucivânia Vidal, além de outras representantes.

Para Diretora de Gestão interna da SSP, Eugênia Villa, o Dia Estadual de Combate ao Feminicidio chega para lembrar que o enfrentamento tem de ser diário.

A data foi instituída através da Lei 13.104/2015 com o objetivo de promover campanhas, debates, seminários, palestras entre outras atividades, para conscientizar a população sobre o número, preocupante, de casos de feminicídio.

O Piauí registrou 89 casos de feminicídio entre os anos de 2015 e meados de maio de 2018, em um deles, a cabeleireira Areta Dantas Claro, 32 anos, foi brutalmente assassinada com 20 facadas e teve o corpo jogado na Avenida Maranhão, em Teresina.

Mobilização

Dia de Combate ao Feminicídio é comemorado com Blitz Educativa

Os dados da SSP/PI apontam que entre os anos de 2015 a maio de 2018, o Piauí já registrou 89 casos de feminicídio.  

Publicada em 23 de maio de 2018 - 14:07

Imprimir
Dia de Combate ao Feminicídio é comemorado com Blitz Educativa

Fonte: Redação do Piauí Agora

Última atualização: 23 , maio 2018 - 14:07

A Secretaria de Segurança Pública (SSP), em alusão ao Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, vai promover nesta quinta-feira, (24/05), a partir das 6h, uma Blitz Educativa no cruzamento entre as avenidas Frei Serafim e Miguel Rosa. Os dados da SSP/PI apontam que entre os anos de 2015 a maio de 2018, o Piauí já registrou 89 casos de feminicídio.

O objetivo do Dia Estadual de Combate ao Feminicídio é realizar campanhas, debates, seminários, palestras e outras atividades que possam ajudar na conscientização da população quanto a importância do combate a violência contra a mulher.

A Campanha “Vamos transformar nosso luto em luta”, lançada pela Secretaria de Segurança Pública este ano, chama atenção para o número alarmante de casos do crime feminicídio, regida pela Lei 13.104/2015.

Confira algumas medidas de combate ao feminicídio no Piauí pretendidas pelo governo do estado:

  • Criação e implementação do Núcleo Policial Investigativo do Feminicídio.
  • Mapeamento dos índices de criminalidade, levando em consideração o feminicídio como categoria autônoma.
  • Campanha ACORDA CINDERELA – Prevenção à violência sexual perpetrada com a droga “Boa noite, Cinderela”.
  • Implementação da Delegacia de Defesa dos Direitos da Mulher na cidade de Bom Jesus.
  • Implementação da 4ª Delegacia da Mulher – DEAM, na capital – Zona Sul.
  • Criação e implementação do Plantão Policial Metropolitano de Gênero – capital.
  • Desenvolvimento de metodologia específica para a investigação do feminicídio.
  • Prêmio SELO DE PRÁTICAS INOVADORAS 2017- Fórum Brasileiro de Segurança Pública em São Paulo.
  • Lançamento do APP SALVE MARIA.
  • Capacitação das Delegadas de Polícia da capital com foco na atualização da Lei Maria da Penha e Feminicídio tentado.
  • Caravana SALVE MARIA: capacitação dos profissionais de segurança pública na investigação na perspectiva de gênero e divulgação do aplicativo Salve Maria.
  • Ampliação do atendimento do Plantão de Gênero 24 horas.

 

Timon

Adolescente é encontrada morta com tiro no peito

O corpo foi encontrado por moradores em uma residência que até o momento não se sabe quem é o proprietário.

Publicada em 20 de maio de 2018 - 10:28

Imprimir
Adolescente é encontrada morta com tiro no peito

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 22 , maio 2018 - 08:27

Uma adolescente, identificada apenas pelas iniciais M.M.S., 15 anos, foi encontrada morta na manhã deste domingo, (20/05), na Rua 100, no Bairro Bela Vista, em Timon (MA), com um tiro no peito. O corpo foi encontrado por moradores em uma residência que até o momento não se sabe quem é o proprietário.

Os moradores da região informaram a polícia civil de Timon, que por volta das 4h da manhã, escutaram barulho de tiros, mas desconhecem o proprietário da residência. A adolescente morava próximo ao local do crime, na Rua 90.

Segundo a mãe da adolescente, Raimunda Maciel, a menor teria saído de casa no sábado, por volta das 23h e desde então não voltou. Em depoimento, ela não soube dizer com quem a filha teria saído e acredita que o suspeito seja um ex-namorado da adolescente.

Para o investigador de Polícia, Geraldo Alves, da Central de Flagrantes de Timon, há grandes indícios de que seja um crime de feminicídio.

“A adolescente tem uma perfuração de bala no peito, próximo ao coração. Ainda não sabemos dizer se ela sofreu abuso sexual. Essas e outras situações serão averiguadas pela perícia cadavérica”, explicou.

A Delegacia de Homicídios de Timon segue na investigação do caso, na tentativa de identificar e localizar o autor do crime.