Ortopedia

HGV realiza mutirão cirúrgico ortopédico neste sábado (11)

Em 2018, o HGV já realizou 14 mutirões cirúrgicos que beneficiaram 447 pessoas.

Publicada em 10 de agosto de 2018 - 17:13

Imprimir
HGV realiza mutirão cirúrgico ortopédico neste sábado (11)

Última atualização: 10 , agosto 2018 - 17:14

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) realiza neste sábado (11/08), mais um mutirão de cirurgias na área de ortopedia, com a meta de atender 35 pacientes eletivos do Ambulatório Integrado Dirceu Arcoverde e da Urgência. Em 2018, o HGV já realizou 14 mutirões cirúrgicos que beneficiaram 447 pessoas.
Estão programados procedimentos para tratamento de infecções, de fraturas de membros superiores como mão e punho; de traumas de membros inferiores como joelho, tíbia, fêmur, colocação de próteses, dentre outros.
A diretora-geral do HGV, Fátima Garcêz, explica que essas ações visam a otimizar o fluxo de atendimento nas especialidades de maior demanda, como é o caso da ortopedia. A mobilização contará com uma equipe formada por cirurgiões, anestesiologistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e radiologia, além de pessoal de apoio.
FONTE: Redação Piauí Agora

Hospital Getúlio Vargas

Aumenta em 15% o número de cirurgias no HGV em maio

O Relatório de Cirurgias do mês de maio apontou um número de 1.281 cirurgias de média e alta complexidade.

Publicada em 5 de junho de 2018 - 16:23

Imprimir
Aumenta em 15% o número de cirurgias no HGV em maio

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 6 , junho 2018 - 08:36

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) divulgou na tarde desta terça-feira, (05/06), o Relatório de Cirurgias do mês de maio e apontou um número de 1.281 cirurgias de média e alta complexidade. Este número representa um aumento de 15,06% em relação a abril deste ano.

O Relatório Cirúrgico aponta ainda, que de janeiro a maio, já foram realizadas 5.324 cirurgias no HGV, sendo que o maior volume foi na ortopedia, com 1.322 procedimentos realizados.

Segundo Fátima Garcêz, diretora-geral do HGV, o aumento deve-se ao esforço conjunto da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), que gerencia o HGV desde janeiro deste ano e da equipe do hospital.

“Estamos trabalhando na busca termos melhor gerenciamento de leitos para proporcionar uma maior rotatividade e agilidade ao atendimento dos pacientes. A perspectiva é reduzir, cada vez mais, o tempo de espera por um procedimento no HGV”, destaca.

Para Rafael Neiva, presidente da Fundação Hospitalar, os bons índices representam o plano de otimização dos serviços realizados na rede hospitalar.

“A ideia do plano de otimização é dar agilidade as filas de espera e atender o máximo de pacientes no menor tempo possível e com a qualidade necessária”, ressalta.

CIRURGIAS

– 308 cirurgias ortopédicas

– 188 cirurgia geral (intervenções)

– 156 cirurgias urológicas

– 142 cirurgias vasculares

– 100 serviços variados.