mais de 100 ações

Operação Cronos: 10 pessoas são presas no Piauí e mais de 600 no Brasil

No Piauí os trabalhos acontecem em Teresina e demais cidades do interior.

Publicada em 24 de agosto de 2018 - 10:23

Imprimir
Operação Cronos: 10 pessoas são presas no Piauí e mais de 600 no Brasil

Última atualização: 24 , agosto 2018 - 12:25

Atualizada às 12h:18

A Polícia Civil do Piauí divulgou o balanço das apreensões da operação Cronos. De acordo com o delegado geral, Riedel Batista, dez pessoas foram presas no estado acusadas de homicídio, feminicídio de violência doméstica.

Em outros 17 estados brasileiros, a operação prendeu, até o momento, 643 pessoas e apreendeu 61 adolescentes. Quase 5 mil policiais civis em todo o país cumprem mandados de prisão e mais de mil devem ser feitas até o final do dia.

__________________________________________________

Acontece em todo o país, desde as primeiras horas desta sexta-feira (24) e segue durante todo o dia, uma operação para cumprir mandados de prisão relacionados a violência doméstica, feminicídios e homicídios. No Piauí as ações acontecem em Teresina e demais cidades do interior.

De acordo com a SSP-PI, em nota, a Operação Cronos tem como objetivo de combater os homicídios e feminicídios (tentados e consumados) em todo Brasil.

“Também serão verificados nos endereços de vítimas de violência doméstica, o devido cumprimento de medidas protetivas, sendo mais de 100 (cem) fiscalizações relativas a estes cumprimentos em todo Piauí.”, explica a nota.

A iniciativa é do Ministério da Segurança Pública em parceria com o Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil.

Caso Aretha

Assassino de Aretha Dantas vira réu pelo crime de feminicídio

O réu se entregou no dia 16 de maio, após a Polícia Civil revistar a sua casa e encontrar indícios do crime.

Publicada em 12 de junho de 2018 - 23:31

Imprimir
Assassino de Aretha Dantas vira réu pelo crime de feminicídio

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 12 , junho 2018 - 23:31

Paulo Alves dos Santos Neto, réu confesso de ter assassinado a ex-namorada Aretha Dantas, 23 anos, tornou-se nesta terça-feira, (12/06), réu pelo crime de feminicídio. O réu se entregou no dia 16 de maio, após a Polícia Civil revistar a sua casa e encontrar indícios do crime.

A denúncia foi aceita pelo juiz Antônio Reis Nollêto e o agressor passa a responder por esta acusação. “Verifica-se demonstrada a justa causa para a deglagração da ação penal, pois presente a prova da materialidade do fato, pela Recognição Visuográfica em local de Crime, Laudo Cadavérico da vítima e indícios de autoria/participação atribuídos ao denunciado, evidenciados pelos depoimentos testemunhais e do próprio acusado, colhidos durante investigação criminal”, menciona juiz Antônio Nollêto.

O Corpo de Aretha Dantas foi encontrado, no mês passado, na Avenida Maranhão, com sinais de perfurações por arma branca e sinais de atropelamento.