Papai Noel dos Correios

Campanha Papai Noel dos Correios tem início nesta terça (06)

a campanha traz a possibilidade de adoção de cartinhas pela internet em algumas cidades.

Publicada em 6 de novembro de 2018 - 3:10

Imprimir
Campanha Papai Noel dos Correios tem início nesta terça (06)

Última atualização: 5 , novembro 2018 - 18:16

A Campanha de Natal “Papai Noel dos Correios” será lançada, oficialmente, nesta terça-feira, (06/11), em Brasília. A cerimônia será conduzida pelo presidente da empresa, Carlos Roberto Fortner, e será realizada na área externa do edifício-sede.

Este ano, assim como na última edição, a campanha traz a possibilidade de adoção de cartinhas pela internet em algumas cidades. Em Belém, Cuiabá, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Salvador e São Paulo (capital), quem quiser adotar online poderá acessar o blog da campanha e apadrinhar o pedido de uma criança. Nesse caso, a entrega do presente pelo padrinho deve ser feita no ponto de entrega indicada.

Ao longo dos 29 anos da campanha, milhões de crianças tiveram seu pedido atendido. Somente nos últimos três anos, foram recebidas mais de 2,6 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel dos Correios. Além de estimular as crianças a escreverem cartas, a campanha dissemina valores natalinos, como a solidariedade. Em uma corrente do bem, empresa, empregados e voluntários da sociedade se juntam para, dentro do possível, atender aos pedidos de presentes daqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Além das cartas das crianças da sociedade que escrevem diretamente ao Papai Noel, participam da campanha estudantes das escolas da rede pública (até o 5º ano do ensino fundamental) e de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos. Desde 2010, os Correios estabeleceram essas parcerias a fim de trabalhar ações como o desenvolvimento da habilidade da redação de carta, o endereçamento correto e o uso do CEP.

Como surgiu

A campanha Papai Noel dos Correios nasceu pela iniciativa de alguns empregados, que, durante a rotina de trabalho, recebiam cartas escritas por crianças, destinadas ao Papai Noel, mas sem endereço. Sensibilizados, resolveram adotar eles mesmos as cartinhas e enviar os presentes.

Com o passar do tempo, a ação foi ganhando proporção e acabou se transformando num projeto corporativo dos Correios.

Funcionamento da campanha

A adoção pelos padrinhos é feita da mesma maneira em todo o Brasil: as cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas. Em seguida, são disponibilizadas na casa do Papai Noel ou em outras unidades da empresa. Os Correios não distribuem cartas para adoção diretamente à população, em suas residências. As cartas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis apenas nos locais indicados no blog da campanha.

Os presentes são recebidos nos pontos de entrega divulgados pelos Correios para que, posteriormente, os Correios realizem a distribuição. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança não é divulgado ou informado ao padrinho.

As datas, locais e horários da campanha podem variar em cada Estado. Todas as informações sobre o Papai Noel dos Correios 2018 .

atenção

Campanha de vacinação contra Polio e Sarampo é prorrogada

Salas de vacina funcionam durante a semana

Publicada em 30 de agosto de 2018 - 12:41

Imprimir
Campanha de vacinação contra Polio e Sarampo é prorrogada

Última atualização: 30 , agosto 2018 - 12:44

Pais e mães têm mais alguns dias para levar os filhos a um dos postos de vacina na capital. Isso porque foi prorrogada a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo, por isso, a FMS vai continuar mantendo, de segunda a sexta-feira, 104 salas de vacina para imunizar crianças de um ano a menores de cinco anos. A imunização deve acontecer até atingir a meta de 95% do público-alvo.

Segundo dados do Ministério da Saúde, até o momento foram aplicadas 8 milhões de doses das duas vacinas em todo o país, o que corresponde a 77% da meta nacional. Em Teresina, a porcentagem chega a 59%, com a aplicação de 28.519 doses de vacina contra o sarampo e 28.880 doses contra a poliomielite.

De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, o perigo aumentou porque, além do vírus vindo da Venezuela através da Amazônia, acontece neste momento uma verdadeira epidemia de sarampo na Europa, com mais de 41 mil casos, o dobro do número de casos que aconteceram em todo o ano de 2017.

Crianças de um ano a menores de cinco anos devem participar da campanha, mesmo aquelas que estão com seu esquema vacinal atualizado. Os pais devem sempre levar a caderneta de vacinação e o número do cartão do SUS para que os profissionais de saúde administrem as doses específicas para cada situação.

 Com informações FMS

Imunização

Mais de 60% das crianças foram vacinadas contra pólio e sarampo no Piauí

Até o momento, já foram imunizadas 66,43% do público-alvo, que são crianças de 1 ano a 5 anos, o que representa cerca de 130 mil crianças imunizadas. 

Publicada em 27 de agosto de 2018 - 16:25

Imprimir
Mais de 60% das crianças foram vacinadas contra pólio e sarampo no Piauí

Última atualização: 27 , agosto 2018 - 19:20

A Secretaria de Saúde do Estado do Piauí divulgou nesta segunda-feira, (27/08), o balanço de imunizações para a última semana da campanha nacional de vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite no estado.
Até o momento, já foram imunizadas 66,43% do público-alvo, que são crianças de 1 ano a 5 anos, o que representa cerca de 130 mil crianças imunizadas.
Segundo Herlon Guimarães, superintendente de Atenção à Saúde, o estado do Piauí mantém o alerta para que os pais imunizem seus filhos. “A vacina está disponível em todos os municípios para que as crianças sejam imunizadas contra esses agravos”, destacou.
A vacinação será feita de forma indiscriminada, o que significa que mesmo as crianças que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço. No caso da pólio, as que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida vão receber a vacina injetável e as que já tomaram uma ou mais doses devem receber a oral.
Além disso, as crianças que fazem parte do público-alvo,  devem receber uma dose da tríplice viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

IMUNIZAÇÃO

Cerca de 11 milhões de crianças serão vacinadas contra sarampo e pólio

A campanha é direcionada a todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos, que devem ser levadas aos postos de saúde para receber a dose contra a pólio e também contra o sarampo.

Publicada em 31 de julho de 2018 - 18:13

Imprimir
Cerca de 11 milhões de crianças serão vacinadas contra sarampo e pólio

Última atualização: 31 , julho 2018 - 18:16

O Ministério da Saúde iniciará nesta segunda-feira, (06/08), a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite. A meta é vacinar 11,2 milhões de crianças e atingir o marco de 95% de cobertura vacinal, números recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

As doses, avaliadas em R$160 milhões, já foram distribuídas para todos os estados. Ao total, foram 871,3 doses da Vacina Inativadas Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice Viral, que protege contra o sarampo, rubéola e a caxumba.

A campanha é direcionada a todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos, que devem ser levadas aos postos de saúde para receber a dose contra a pólio e também contra o sarampo. Mesmo as que estão com esquema vacinal completo devem receber mais um reforço.

Já no caso da pólio, crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida devem receber a VIP. As que já tomaram uma ou mais doses devem receber a VOP. E, para o sarampo, todas devem receber uma dose da Tríplice Viral – desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

QUEDA NAS COBERTURAS
Doenças já erradicadas no Brasil voltaram a ser motivo de preocupação entre autoridades sanitárias e profissionais de saúde. Baixas coberturas vacinais, de acordo com o próprio ministério, acendem “uma luz vermelha” no país. Até o momento, a pasta contabiliza 822 casos confirmados de sarampo – sendo 519 no Amazonas e 272 em Roraima. Ambos os estados têm ainda 3.831 casos em investigação. Casos considerados isolados foram confirmados em São Paulo (1), no Rio de Janeiro (14), no Rio Grande do Sul (13), em Rondônia (1) e no Pará (2).

Em junho, países do Mercosul fizeram um acordo para evitar a reintrodução de doenças já eliminadas na região das Américas, incluindo o sarampo, a poliomielite e a rubéola. Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile se comprometeram a reforçar ações de saúde nas fronteiras e a fornecer assistência aos migrantes numa tentativa de manter baixa a transmissão de casos. Dados do governo federal mostram que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal contra pólio abaixo de 50%.

Sarampo
O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus. Atualmente, entretanto, o país enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas, além de casos já identificados em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Rondônia e no Rio de Janeiro.

Pólio
Causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, a poliomielite geralmente atinge crianças com menos de 4 anos de idade, mas também pode contaminar adultos. A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas, e há semelhanças com infecções respiratórias – como febre e dor de garganta – e gastrointestinais – como náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus desenvolve a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

Fonte: Agência Brasil

Orientação

Psicóloga orienta como identificar se a criança está sofrendo abuso sexual

Saiba quais os cuidados que os pais devem ter com os filhos e os indicativos que as crianças dão de que podem estar sendo vítimas desse tipo de violência.

Publicada em 17 de julho de 2018 - 17:23

Imprimir
Psicóloga orienta como identificar se a criança está sofrendo abuso sexual

Última atualização: 17 , julho 2018 - 17:23

Infelizmente, casos de violência e abuso sexual contra crianças e adolescentes são mais comuns do que se imagina. Pensando nisso, a psicóloga Anna Lívia Soares alerta os pais para os cuidados que devem ter com os filhos e os indicativos que eles dão de que podem estar sendo vítimas desse tipo de violência.

“A possível mudança no padrão de comportamento das crianças é um fator facilmente perceptível, pois costuma ocorrer de maneira repentina e brusca, se a criança nunca agiu de determinada forma e, de repente, passa a agir, se começa a apresentar medos que não tinha antes, ou então mudanças extremas no humor, a criança era extrovertida e passa a ser muito introvertida, era calma e passa a ser agressiva, essa mudança também pode se apresentar com relação a uma pessoa específica, o possível abusador, ou a uma determinada atividade em particular”, indica.

A profissional  revela que em muitos casos, a criança pode demonstrar rejeição em relação ao abusador, neste caso, é preciso usar o bom senso para identificar quando uma proximidade excessiva também pode ser um sinal.

“A regressão também pode ser um sinal, que é o recorrer a comportamentos infantis, que a criança já tinha abandonado, mas volta a apresentar de repente, como fazer xixi na cama ou voltar a chupar chupeta, ou ainda começar a chorar sem motivo aparente. Começam a ter segredos, para manter o silêncio da vítima, o abusador pode fazer ameaças de violência física e promover chantagens para não expor fotos ou segredos compartilhados pela vítima”, explica.

Diante desse quadro grave, Anna Lívia Soares aponta que também é comum que usem presentes, dinheiro ou outro tipo de benefício material para construir a relação com a vítima. A profissional sintetiza que a criança ainda pode vir a apresentar uma sexualidade bem evidente, ou seja, quando uma criança que nunca falou de sexualidade começa a fazer desenhos em que aparecem genitais ou começa a fazer brincadeiras de cunho sexual.

“Há também os sinais mais óbvios de violência sexual, casos que deixam marcas físicas, é interessante ficar atento também a possíveis lesões que possam aparecer, roxos ou dores e inchaços nas regiões genitais. A negligência familiar também coloca a criança em uma situação de maior vulnerabilidade, por exemplo, uma criança que passa horas sem supervisão ou que não tem o apoio emocional da família, com o diálogo aberto com os pais e também a negligência no sentido de muitas vezes o abuso sexual vir acompanhado de outros tipos de maus tratos que a vítima sofre em casa”, frisa.

Na luta para prevenir essa violência, a psicóloga orienta que o diálogo sempre é o mais importante para criar essa relação de confiabilidade entre a criança e sua família, orientar a criança a não permitir que pessoas a toquem, toquem nos seus órgãos genitais e fugir de abordagens suspeitas (nos casos de adolescentes).

“Importante também que, quando a criança tentar falar alguma coisa, que ela se sinta ouvida e acolhida. Que nunca o adulto questione aquilo que ela está contando, ou que tente responsabilizá-la por algo ocorrido”, complementa.

Fonte: Redação Piauí Agora

Incentivo

Biblioteca da Casa Reencontro é inaugurada neste sábado (14)

A biblioteca é fruto do trabalho de voluntários, membros da igreja que visita o local. 

Publicada em 13 de julho de 2018 - 17:08

Imprimir
Biblioteca da Casa Reencontro é inaugurada neste sábado (14)

Última atualização: 13 , julho 2018 - 17:08

A Casa de Acolhimento Reencontro vai inaugurar neste sábado, (14/07), às 16hs, uma biblioteca para as crianças da instituição. A biblioteca é fruto do trabalho de voluntários, membros da igreja que visita o local.

Segundo Marina Pinheiro, coordenadora da instituição, a biblioteca será um espaço de suma importância para a aprendizagem das crianças, que envolverá leituras, oficinas de grupos e atendimento individual com as crianças.

“Será um espaço lúdico, com cores harmônicas. Importante lembrar que todo esse projeto é de um grupo de voluntários da Igreja Batista, que sonhava em proporcionar momentos relevantes na vida das crianças acolhidas”, pontuou. 

A Casa de Acolhimento Reencontro abriga crianças de 0 a 12 anos incompletos, que tiveram a integridade física e afetiva comprometidas devido à violação de direitos.

“Mais uma vez é um reconhecimento do nosso trabalho que é executado com excelência e empenho”, acrescenta Marina. A instituição atualmente acolhe 23 crianças e é administrada pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

Há três anos, a Casa de Acolhimento atende os menores. Os encaminhamentos para a Casa Reencontro são realizados por meio do Conselho Tutelar. A instituição está localizada na Rua Professor Odilo Ramos, 1501, bairro Morada do Sol

violência

Homem com duas crianças tem carro roubado e assaltantes atropelam motoqueiro

Os elementos, aparentando ser menores de idade, saíram em alta velocidade em direção à Avenida Hortas.

Publicada em 12 de julho de 2018 - 10:09

Imprimir
Homem com duas crianças tem carro roubado e assaltantes atropelam motoqueiro

Última atualização: 12 , julho 2018 - 11:39

Um homem passou por momentos de terror ao ter seu carro roubado por uma dupla armada na noite desta quarta-feira (11), no bairro Redonda, zona Sudeste de Teresina. A vítima estava chegando a sua residência quando foi surpreendida pelos elementos, que obrigaram a retirar duas crianças que estavam dentro do veículo e, em seguida, ainda atropelaram um motoqueiro.

Após o assalto, os elementos, aparentando ser menores de idade, saíram em alta velocidade em direção à Avenida Hortas. A equipe da Força Tática do 8ª BPM foi acionada e iniciou contato com o pai, que teve o carro roubado, no intuito de localizar os acusados.

De acordo com a PM, a vítima informou que o veículo tinha pouco combustível e, assim, os policiais seguiram em diligências nos bairros próximos. Com ajuda de equipes do Batalhão Rone, Choque Montado, VTR’s do 8ª BPM, além de policiais de folga, os policiais conseguiram localizar a dupla no bairro Jardim Europa, também na zona Sudeste. Eles estavam em posse de uma arma de fogo artesanal calibre ponto 38.

O motoqueiro atingido pelos elementos foi encaminhado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Os acusados, identificados pelas iniciais M. J. De. S. N. e R. S.O S. foram conduzidos á Central de Flagrantes.

Melhor rendimento

Como aumentar o interesse da criança pela leitura?

O interesse pela leitura e escrita é incentivado quando a criança tem o contato desde cedo com grande disponibilidade de livros e outros materiais.

Publicada em 11 de julho de 2018 - 16:11

Imprimir
Como aumentar o interesse da criança pela leitura?

Última atualização: 11 , julho 2018 - 16:11

Ler ajuda a desenvolver o cérebro e ter melhor desempenho acadêmico. Estimular crianças a tomar gosto pelos livros é uma missão importante de pais e educadores. Mas como convencer os pequenos a largar joguinhos e a televisão para abrir um livro?
O primeiro passo para formar leitores é ter livros em casa. O interesse pela leitura e escrita é incentivado quando a criança tem o contato desde cedo com grande disponibilidade de livros e outros materiais impressos, como revistas, no seu lar. A criança precisa ter acesso fácil aos livros, para que eles façam parte do dia a dia dela, assim como acontece com os brinquedos. É importante cultivar a relação com livros mesmo antes da alfabetização. Com crianças pequenas, pode ser explorada a leitura de imagens ou deixar que o livro seja usado como um objeto para brincadeira.
 
A observação dos pais ou outros membros da família lendo também aumenta o interesse da criança pela leitura. É importante que os pais leiam para os filhos. Esse momento com a criança irá proporcionar maior interação familiar e a criação de um vínculo afetivo dela com o livro. Se o seu filho já começou a ser alfabetizado, você pode incentivá-lo a interpretar sinais de trânsito, rótulos de alimentos, receitas e outros elementos que façam parte do universo dele.
 
Também é importante para o processo de aprendizagem que os pais disponibilizem para a criança brinquedos e brincadeiras associados a leitura, e que desenvolvam a psicomotricidade, e as habilidades linguísticas, musicais e lógicas.
 
Aproveite as férias escolares do seu filho para ir com ele para livrarias, bibliotecas e outros espaços relacionados ao universo dos livros, para que ele possa ler e brincar. Assim, a criança vai associar a leitura ao prazer. Observe-a, investigue seus interesses. Acertar na hora de indicar um livro pode garantir que o pequeno se apaixone pela leitura.
 
Quando seu filho começar a ler e escrever, procure valorizar os seus acertos. Para que não tenha uma autoestima acadêmica baixa, ele precisa sentir a segurança de que não vai ser rejeitado se errar, e que o tempo dele será respeitado. Não tem necessidade de cobrar que termine um livro em dois dias. E você pode alternar a leitura com ele para que seja um processo mais prazeroso, mas tome cuidado para não ficar bombardeando a criança com perguntas.
 
O seu filho pode querer ler ou escrever algo para você. A criança, desde pequena, gosta de mostrar suas habilidades para os adultos que a rodeiam, e precisa receber destes a mensagem que é aceita e valorizada. Uma palavra, uma frase ou mesmo um gesto de crítica negativos diante de alguma produção da criança é o suficiente para que ela desenvolva um medo de errar, de se mostrar, o que dificulta o processo de aprendizagem, incluindo o interesse pela leitura. Lembre-se que ler livros deve ser divertido para as crianças para que se torne um hábito para a vida toda.
Fonte: Sileli Santiago

95,80% do público-alvo

Teresina supera meta de vacinação contra gripe

A campanha iniciou dia 23 de abril e encerrou no último dia 15 de junho

Publicada em 9 de julho de 2018 - 9:37

Imprimir
Teresina supera meta de vacinação contra gripe

Última atualização: 9 , julho 2018 - 09:38

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) divulgou nesta segunda-feira (09) os dados finais da campanha de vacinação contra a gripe. De acordo com os números, 95,80% do público-alvo foi imunizado contra a doença, superando a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, de 90%.

A campanha iniciou dia 23 de abril e encerrou no último dia 15 de junho, nesse período, foram aplicadas 202.314 doses na capital. O grupo de maior cobertura foi o de trabalhadores de saúde, com 138,25% de cobertura. Em seguida veio o grupo dos professores, com 120,50%, idosos com 101,22%, puérperas com 92,18%, gestantes com 87,57% e crianças com 70,53% de cobertura.

Segundo Oriana Bezerra, diretora interina de Vigilância em Saúde da FMS, as Unidades Básicas de Saúde seguem aplicando a segunda dose destinada às crianças. Isso porque as crianças primovacinadas – ou seja, que tomaram pela primeira vez na vida a vacina este ano – recebem doses fracionadas.

Com informações FMS

 

 

 

confira

Lagoas do Norte prorroga inscrições da Colônia de Férias

A direção decidiu estender as inscrições até a próxima segunda-feira (09).

Publicada em 8 de julho de 2018 - 11:52

Imprimir
Lagoas do Norte prorroga inscrições da Colônia de Férias

Última atualização: 8 , julho 2018 - 11:52

Os interessados em participar da Colônia de Férias do Parque Lagoas do Norte terão mais um dia para conseguirem se inscrever nas atividades. Inicialmente o prazo seria até este sábado (07), mas devido ao jogo do Brasil pela Copa do Mundo, a direção decidiu estender as inscrições até a próxima segunda-feira (09).

A colônia terá 400 vagas, distribuídas por faixa etária. Crianças de 6 a 8 anos participarão das oficinas sobre contar histórias, enquanto as de 9 a 14 anos podem se inscrever nas oficinas de berimbau, capoeira, oficinas de confecção de boi reciclado, ou participar de modalidades esportivas como atletismo, handebol de areia, futebol de campo, tênis de mesa, voleibol, dentre outras. Todas as crianças terão aula de educação ambiental na Sala Verde, onde o enfoque será o saneamento.

A 7ª Colônia de Férias do Parque Lagoas do Norte, com o tema “Lendas e tradições na batida do tambor”, será aberta dia 21, com um Festival de Bois, saindo da Praça dos Orixás até o Anfiteatro. Dia 22, pela manhã, acontecerá o Festival de Pipas. Do dia 23 ao dia 27 de julho, as diversas atividades da Colônia acontecerão de 16h às 18h.

Redação Piauí Agora