Zona Norte

Corpo de mulher encontrado no Rio Parnaíba é identificado

O laudo da perícia indicou que a causa da morte de Maria Lara foi motivada por um tiro na cabeça e o feminicídio não é descartado. 

Publicada em 8 de novembro de 2018 - 17:17

Imprimir
Corpo de mulher encontrado no Rio Parnaíba é identificado

Última atualização: 8 , novembro 2018 - 18:34

O corpo de uma mulher encontrado nessa terça-feira, (07/11), no Rio Parnaíba, na região da Grande Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina, foi identificado e trata-se de Maria Lara Fernandes de Silva, de apenas 23 anos.

As informações, indicadas no laudo da perícia, divulgadas pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) apontam que a causa da morte de Maria Lara foi motivada por um tiro na cabeça e o feminicídio não é descartado.

Segundo a delegada Luana Alves, responsável pela investigação do crime, o trabalho está em torno de identificar o autor do crime.

“A investigação da polícia aponta ainda que Lara foi morta próximo ao local onde foi encontrada no povoado Chapadinha Norte”, pontua.

Maria Lara deixa uma filha que mora com o pai da garota. O corpo foi velado na casa de parentes, no Parque Itararé, zona Sudeste da capital.

Zona Norte

Corpo de mulher é encontrado despido e com sinais de espancamento

O corpo foi encontrado por moradores da região, que informaram que ela foi vista pela última vez na noite da última sexta (18/05).

Publicada em 20 de maio de 2018 - 10:53

Imprimir
Corpo de mulher é encontrado despido e com sinais de espancamento

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 20 , maio 2018 - 11:08

O corpo de uma mulher, identificada como Marinalva Teixeira da Silva, foi encontrado nesse sábado, (19/05), as margens do Rio Poti, Bairro Água Mineral, zona Norte de Teresina, despido e com sinais de espancamento.

O corpo foi encontrado por moradores da região, que informaram que ela foi vista pela última vez na noite da última sexta (18/05).

De acordo com o tenente José Maria, 9º Batalhão, além dos sinais de espancamento, a perícia cadavérica irá analisar as reais causas da morte de Marinalva.

“Nós fomos informados que ela era usuária de drogas e pode ter sido acerto de contas. Mas o crime será devidamente investigado”, ressaltou.

O Instituto de Medicina Legal (IML), o Corpo de Bombeiros e a perícia foram acionadas para as devidas providências e o caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Violência Contra á Mulher

É revelada identidade de mulher morta na Avenida Maranhão

A vítima é Areta Dantas Claro, 32 anos, que era cabeleireira e residia no Bairro Saci, zona Sul de Teresina.

Publicada em 15 de maio de 2018 - 18:52

Imprimir
É revelada identidade de mulher morta na Avenida Maranhão

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 16 , maio 2018 - 16:26

A Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), conseguiu a identificar a mulher encontrada morta nesta terça-feira, (15/05), na Avenida Maranhão, Centro/Sul de Teresina.

A vítima é Areta Dantas Claro, 32 anos, era cabeleireira e residia no Bairro Saci, zona Sul de Teresina. Ela apresenta lesões no corpo causado por atropelamento, cerca de 20 perfurações com arma branca e está sem uma parte do couro cabeludo e rosto desfigurado.

De acordo com o delegado Francisco Barretta, coordenador da Delegacia de Homicídios, a polícia segue a investigação na tentativa de descobrir os últimos passos e o autor do crime.

A polícia trabalha com suspeita de homicídio, mas todos os crimes violentos cometidos contra a mulher têm que ser enviados ao Núcleo de Feminícidio”, pontuou.

A coordenadoria do Núcleo de Feminicídio da Polícia Civil do Piauí, coordenada pela delegada Luana Alves, ajudará nas investigações.