IMUNIZAÇÃO

Cerca de 11 milhões de crianças serão vacinadas contra sarampo e pólio

A campanha é direcionada a todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos, que devem ser levadas aos postos de saúde para receber a dose contra a pólio e também contra o sarampo.

Publicada em 31 de julho de 2018 - 18:13

Imprimir
Cerca de 11 milhões de crianças serão vacinadas contra sarampo e pólio

Última atualização: 31 , julho 2018 - 18:16

O Ministério da Saúde iniciará nesta segunda-feira, (06/08), a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite. A meta é vacinar 11,2 milhões de crianças e atingir o marco de 95% de cobertura vacinal, números recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

As doses, avaliadas em R$160 milhões, já foram distribuídas para todos os estados. Ao total, foram 871,3 doses da Vacina Inativadas Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice Viral, que protege contra o sarampo, rubéola e a caxumba.

A campanha é direcionada a todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos, que devem ser levadas aos postos de saúde para receber a dose contra a pólio e também contra o sarampo. Mesmo as que estão com esquema vacinal completo devem receber mais um reforço.

Já no caso da pólio, crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida devem receber a VIP. As que já tomaram uma ou mais doses devem receber a VOP. E, para o sarampo, todas devem receber uma dose da Tríplice Viral – desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

QUEDA NAS COBERTURAS
Doenças já erradicadas no Brasil voltaram a ser motivo de preocupação entre autoridades sanitárias e profissionais de saúde. Baixas coberturas vacinais, de acordo com o próprio ministério, acendem “uma luz vermelha” no país. Até o momento, a pasta contabiliza 822 casos confirmados de sarampo – sendo 519 no Amazonas e 272 em Roraima. Ambos os estados têm ainda 3.831 casos em investigação. Casos considerados isolados foram confirmados em São Paulo (1), no Rio de Janeiro (14), no Rio Grande do Sul (13), em Rondônia (1) e no Pará (2).

Em junho, países do Mercosul fizeram um acordo para evitar a reintrodução de doenças já eliminadas na região das Américas, incluindo o sarampo, a poliomielite e a rubéola. Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile se comprometeram a reforçar ações de saúde nas fronteiras e a fornecer assistência aos migrantes numa tentativa de manter baixa a transmissão de casos. Dados do governo federal mostram que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal contra pólio abaixo de 50%.

Sarampo
O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus. Atualmente, entretanto, o país enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas, além de casos já identificados em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Rondônia e no Rio de Janeiro.

Pólio
Causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, a poliomielite geralmente atinge crianças com menos de 4 anos de idade, mas também pode contaminar adultos. A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas, e há semelhanças com infecções respiratórias – como febre e dor de garganta – e gastrointestinais – como náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus desenvolve a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

Fonte: Agência Brasil

Imunização

Vacinação contra a gripe influenza encerra nesta sexta (15)

O balanço do Ministério da Saúde indica que o público de maior é o de puérperas, que corresponde 86,7% do total de imunizados.

Publicada em 11 de junho de 2018 - 19:21

Imprimir
Vacinação contra a gripe influenza encerra nesta sexta (15)

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 11 , junho 2018 - 19:21

A campanha de vacinação contra a gripe influenza, H1N1, encerra nesta sexta-feira, (15/06), nos postos de saúde de todo o país. A meta do Ministério da Saúde é imunizar 54,4 milhões do público-alvo, sendo que até o momento, 41,2 milhões já foram, devidamente, vacinados.

O balanço do Ministério da Saúde indica que o público de maior é o de puérperas, que corresponde 86,7% do total de imunizados. Já o grupo de menor cobertura foi o das crianças, com 57,5%.

De acordo com Carla Domingues, coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), a campanha não será mais prorrogada e caso os postos ainda tenham estoques, que a vacina seja disponibilizada para outros grupos.

Já distribuímos as 60 milhões de doses e não haverá reposição. Se o público-alvo deixar para se vacinar depois do prazo, poderá perder a oportunidade de receber vacina de maneira gratuita”, pontuou.

PÚBLICO-ALVO

indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
– crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
– gestantes e puérperas;
– trabalhadores da saúde;
– povos indígenas;
– grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
– professores das escolas públicas e privadas;
– adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
– população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Em Teresina

FMS inicia vacinação da segunda dose contra gripe para crianças

Publicada em 8 de junho de 2018 - 11:16

Imprimir
FMS inicia vacinação da segunda dose contra gripe para crianças

Fonte: Com informações FMS

Última atualização: 8 , junho 2018 - 11:17

A segunda dose da vacina contra gripe para crianças já está liberada em Teresina (PI). De acordo com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), 22.364 crianças tomaram a dose única da vacina.

Para saber se o filho precisa da segunda dose, a gerente de epidemiologia Amparo Salmito, explica os casos:

-Somente as crianças que tomaram pela primeira vez na vida a dose da vacina em 2018;

-Já as crianças que tomaram vacina em anos anteriores precisam tomar apenas uma dose da vacina contra gripe em 2018.

Em Teresina, 22.364 crianças tomaram a dose única da vacina este ano e 9.412 precisam tomar uma segunda dose.

 

H1N1

Piauí registra 83 casos e 10 mortes pela gripe influenza

A campanha foi prorrogada até 15 de junho e pretende atingir 90% do público-alvo.

Publicada em 5 de junho de 2018 - 15:31

Imprimir
Piauí registra 83 casos e 10 mortes pela gripe influenza

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 5 , junho 2018 - 17:50

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), por meio da Diretoria de Vigilância e Atenção à Saúde divulgou na tarde desta terça-feira, (05/06), o novo boletim epidemiológico da gripe influenza, causada pelo vírus H1N1, que registrou um total de 83 casos confirmados e 10 mortes.

O boletim epidemiológico da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) indica um total de 297 casos notificados da gripe Influenza H1N1, que ainda estão sendo analisados.  

Segundo Herlon Guimarães, superintendente de Atenção Integral à Saúde, apesar do Brasil já ter atingido 68% da meta vacinal o Ministério da Saúde pretende imunizar 90% do público vacinal.

A campanha foi prorrogada até 15 de junho e é de extrema importância que as pessoas dos grupos prioritários procurem os seus municípios para a imunização”, ressalta.

Para o tratamento da gripe influenza, a Sesapi já disponibilizou 20.500 unidades de Tamiflu para a rede pública estadual e municipal para a assistência aos pacientes da síndrome respiratória aguda grave.

VACINAÇÃO

O Ministério da Saúde enviou ao Piauí um total de 816 mil doses da vacina, que foram distribuídas para os municípios. Até o momento, cerca de 510 mil piauienses já foram imunizados contra gripe influenza, o que representa 73,94% da população-alvo da campanha.

PÚBLICO-ALVO

– indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
– crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
– gestantes e puérperas;
– trabalhadores da saúde;
– povos indígenas;
– grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
– professores das escolas públicas e privadas;
– adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
– população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Campanha

Supermercados arrecadam roupas para doação a ONGs

Basta se dirigir aos estabelecimentos do Pão de Açúcar, Extra e Assaí até o dia 10 de junho

Publicada em - 10:50

Imprimir
Supermercados arrecadam roupas para doação a ONGs

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 5 , junho 2018 - 10:52

Três supermercados localizados nos municípios piauienses iniciam a campanha anual de arrecadação de roupas em todo o pais, e você pode ajudar. Para fazer sua doação, basta se dirigir aos estabelecimentos do Pão de Açúcar, Extra e Assaí até o dia 10 de junho. As roupas serão entregues para várias instituições sociais.

No local, o consumidor terá acesso aos pontos de coleta, próximos às áreas de atendimento. Dessa forma, a ação tem como parceiros as instituições: Cruz Vermelha Brasileira, Exército da Salvação, Instituto SOS Gente, Rotary e ONGs locais, que serão responsáveis pela triagem e distribuição das peças arrecadadas para famílias beneficiadas.

A única exigência da campanha, que faz parte da Agenda Solidária, do Instituto GPA, é que as roupas estejam em bom estado.

 

H1N1

Ministério prorroga campanha, mas falta vacina em Teresina

Até o momento, foram registrados 131 casos da gripe influenza este ano. Só em Teresina, foram registradas oito mortes.

Publicada em 1 de junho de 2018 - 19:09

Imprimir
Ministério prorroga campanha, mas falta vacina em Teresina

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 2 , junho 2018 - 10:18

O Ministério da Saúde prorrogou a campanha de vacinação contra H1N1 até 15 de junho, no entanto, em Teresina alguns postos de vacinação já não possuem mais nenhuma dose. Ao total, foram distribuídas 213 mil doses da vacina em sete lotes.

Até o momento, foram registrados 131 casos da gripe influenza este ano. Só em Teresina, foram registradas oito mortes.

De acordo com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), os postos de saúde já receberam todas as doses e que não serão mais enviadas novas remessas.

Herlon Guimarães, superintendente de Atenção Integral à Saúde da Sesapi, explica que cada posto de saúde recebeu doses proporcionais à população de sua área, o que justifica o fim das doses em alguns postos.

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí ressaltou que a campanha no estado atingiu a meta prevista, que é 67,84%, o que representa 468 mil pessoas e que a expectativa é que 800 mil pessoas sejam imunizadas em todo o Piauí.

PÚBLICO-ALVO

-Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

-Crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade;

– Gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto);

-Trabalhadores da saúde,

-Professores das escolas públicas e privadas;

-Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais

– A população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Prorrogação

Vacinação contra gripe é prorrogada até 15 de junho

a prorrogação é pelo fato da campanha não ter atingido a meta e pela dificuldade enfrentada pela população de acessar os postos de vacinação devido a greve dos caminhoneiros.

Publicada em 29 de maio de 2018 - 14:57

Imprimir
Vacinação contra gripe é prorrogada até 15 de junho

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 29 , maio 2018 - 17:00

Por conta da greve dos caminhoneiros, a campanha da vacinação contra gripe influenza que encerraria nesta sexta-feira, (01/06), será prorrogada até o dia 15 de junho deste ano.

A medida é do Ministério da Saúde, comandada pelo ministro Gilberto Occhi, que anunciou a decisão nesta terça-feira, (29/05).

Segundo Gilberto Occhi, Ministro da Saúde, a prorrogação é pelo fato da campanha não ter atingido a meta e pela dificuldade enfrentada pela população de acessar os postos de vacinação devido à falta de combustível e a redução da frota no transporte público.

O balanço da campanha indica que ainda faltam 21 milhões de pessoas serem imunizadas, o que corresponde a 40% do público-alvo no país.

A gripe Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos ou nariz.

PÚBLICO-ALVO

-Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

-Crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade;

– Gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto);

-Trabalhadores da saúde,

-Professores das escolas públicas e privadas;

-Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais

– A população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

 

Vacinação

Campanha contra gripe influenza encerra nesta sexta

Dados do Ministério da Saúde mostram que 21 milhões de pessoas do público-alvo ainda precisam ser imunizados.

Publicada em 28 de maio de 2018 - 17:28

Imprimir
Campanha contra gripe influenza encerra nesta sexta

Fonte: Com informações da Agência Brasil

Última atualização: 28 , maio 2018 - 17:42

A campanha de vacinação contra gripe influenza do vírus H1N1 vai encerrar nesta sexta-feira, (01/06), em todo o país. A expectativa é que 54,4 milhões de pessoas sejam vacinadas até a campanha ser encerrada.

Dados do Ministério da Saúde mostram que 21 milhões de pessoas do público-alvo ainda precisam ser imunizados.

O último boletim do ministério aponta que, até 19 de maio, foram registrados 1.678 casos de influenza em todo o país, com 280 óbitos. Do total, 1.022 casos e 178 óbitos foram pelo vírus H1N1, além de 329 casos e 52 óbitos de H3N2. Há ainda o registro de 184 casos de influenza B, com 22 óbitos, e 143 casos de influenza A não subtipado, com 28 óbitos.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e, segundo o ministério, é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias. São priorizados os grupos considerados mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

 

PÚBLICO-ALVO

Até 24 de maio, foram vacinadas 33,3 milhões de pessoas contra a gripe. O público com maior cobertura é o de puérperas, com 74,2%, seguido por idosos (71%), trabalhadores da saúde (67,8%) e professores (67,7%). Entre os indígenas, a cobertura ficou em 53,5% e, entre as gestantes, em 51,8%. O grupo com menor índice de vacinação foram às crianças, com 46%.

Solidariedade

“Manifesto de Amor” realizará desfile infantil nesta terça (22)

A campanha irá arrecadar recursos para a Casa de Apoio a Criança com Câncer – Lar de Maria.

Publicada em 21 de maio de 2018 - 19:23

Imprimir
“Manifesto de Amor” realizará desfile infantil nesta terça (22)

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 21 , maio 2018 - 19:23

A campanha “Manifesto de Amor” está realizando um desfile infantil nesta terça-feira, (22/05), às 18h30, no espaço Coco Bambu, que irá arrecadar recursos para a Casa de Apoio a Criança com Câncer – Lar de Maria.

O evento pretende sensibilizar as crianças para ampliar a interação e aceitação das diferenças entre as crianças assistidas e as que estão fazendo doações de maneira solidária.

Segundo Carmen Campelo, presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer do Piauí, a ideia é mostrar para as crianças, desde cedo, que é possível ser solidários com quem precisa de ajuda.

Será um momento lúdico, de muito amor e carinho entre elas. Todos estão convidados para participarem desse evento que nos ajudará muito com os projetos do Lar de Maria”,

O evento, idealizado pela loja Coisas Di Maria e pelo restaurante Coco Bambu, trocará ingressos por duas latas de leite integral em pó. Para as crianças que desejam participar do desfile, devem adquirir seu look na loja Coisas di Maria.

Sem vacina

Sesapi alerta falta de reposição do estoque de vacinas contra H1N1

A previsão era para que o lote com as vacinas fossem repostas ainda está terça, porém não aconteceu.

Publicada em 15 de maio de 2018 - 18:21

Imprimir
Sesapi alerta falta de reposição do estoque de vacinas contra H1N1

Fonte: Márcia Gabriele

Última atualização: 16 , maio 2018 - 16:04

A Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Sesapi) alertou nesta terça-feira, (15/05), que o estoque de vacinas contra o vírus H1N1 ainda não foi reposto. A previsão era para que o lote com as vacinas fossem repostas ainda está terça, porém não aconteceu.

A Sesapi, por meio de nota, informou que as doses acabaram no último sábado, 12/05, no dia D da Campanha de Vacinação e que é o Ministério da Saúde, o responsável por reenviar novas doses.

Por conta de reclamações de falta de vacina por parte da população, o Ministério Público vai abrir procedimento para investir a situação.