Bolsa Família

Beneficiários podem ter Bolsa Família suspenso por descumprir condições

As orientações é da Semcaspi e alerta que essas condicionalidades sejam cumpridas até o dia 15 de dezembro. 

Publicada em 7 de novembro de 2018 - 13:36

Imprimir
Beneficiários podem ter Bolsa Família suspenso por descumprir condições

Última atualização: 7 , novembro 2018 - 13:36

Para ter direito ao benefício do Bolsa Família, os usuários devem cumprir condições referentes à saúde e a educação e quem descumprir terá o auxílio suspenso. As orientações é da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e alerta que essas condicionalidades sejam cumpridas até o dia 15 de dezembro.

As famílias beneficiadas devem procurar o agente comunitário de saúde ou Unidade Básica de Saúde (UBS) de sua região. O comparecimento é de famílias com crianças menores de 7 anos, mulheres de 14 a 44 anos, gestantes ou nutrizes.

Segundo Luíza de Marilac, gerente do Programa de Renda Mínima e Benefícios (GPRM) da Semcaspi, dentre as obrigações das famílias que recebem o Bolsa Família está o acompanhamento semestral da saúde.

“O Bolsa Família tem, dentre seus objetivos, garantir o acompanhamento para exames de rotina, pré-natal e outros serviços necessários para preservar o bem-estar dos seus beneficiários”, destaca.

Para Samuel Silveira, secretário da Semcaspi, o acompanhamento médico faz parte do processo rotineiro das exigências do aúxílio.

“Esse é um processo rotineiro que a Secretaria faz e alerta as famílias para que tenham as condicionalidades cumpridas. Para garantir a permanência no programa Bolsa Família, é necessário que façam os devidos acompanhamentos”, pontua.

Os beneficiários devem levar o cartão do Bolsa Família, a caderneta de vacinação das crianças e, caso haja, a caderneta das gestantes.

Saque

Beneficiários têm até sexta-feira para saque do PIS/Pasep

Os cotistas contemplados nesta remessa são os que têm menos de 60 anos.

Publicada em 24 de setembro de 2018 - 12:53

Imprimir
Beneficiários têm até sexta-feira para saque do PIS/Pasep

Última atualização: 24 , setembro 2018 - 12:53

Os trabalhadores, beneficiários do saque PIS/Pasep, têm até esta sexta-feira, (28/09), para efetuar o saque. Os cotistas contemplados nesta remessa são os que têm menos de 60 anos.

Após o prazo para beneficiários menos de 60 anos, inicia-se o saque para as pessoas com 60 anos ou mais, aposentados, herdeiros de cotistas, pessoas em situação de invalidez ou acometidos por doenças específicas, conforme determina a Lei 13.677/2018.

Ao total, cerca de R$ 17 bilhões já foram pagos aos trabalhadores que atuaram entre 1971 e 1988 na iniciativa privada (com carteira assinada) ou no serviço público, desde o início do processo de flexibilização dos saques do Fundo PIS/Pasep, em outubro de 2017, até agora.

Do público potencial de 28,5 milhões de pessoas que havia em 2017, mais de 15,5 milhões de trabalhadores já receberam os recursos, ou seja, 55% do total.

Saiba quem tem direito

Para saber o saldo e se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar os sites do PIS e do Pasep. Para os cotistas do PIS, também é possível consultar a Caixa Econômica Federal no telefone 0800-726-0207 ou nos caixas eletrônicos da instituição, desde que o interessado tenha o Cartão Cidadão. No caso do Pasep, a consulta é feita ao Banco do Brasil, nos telefones 4004-0001 ou 0800-729-0001.

Têm direito ao saque as pessoas que trabalharam com carteira assinada antes da Constituição de 1988. As cotas são os rendimentos anuais depositados nas contas de trabalhadores, instituídas entre 1971, ano da criação do PIS/Pasep, e 1988.

Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição, promulgada naquele ano, passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

confira o prazo

Beneficiários do Bolsa Família têm até junho para regular a situação

Todas as famílias assumem o compromisso de realizar acompanhamentos de saúde

Publicada em 11 de junho de 2018 - 9:12

Imprimir
Beneficiários do Bolsa Família têm até junho para regular a situação

Fonte: Redação Piauí Agora

Última atualização: 11 , junho 2018 - 09:12

Faltam poucos dias para o fim do prazo de regularização do Bolsa Família em Teresina (PI). As famílias beneficiárias têm até dia 20 de junho para procurar o Agente Comunitário de Saúde ou Unidade Básica de Saúde (UBS) e continuar recebendo o benefício.

Para garantir o Bolsa Família, todas as famílias assumem o compromisso de realizar acompanhamentos de saúde, como o cartão de vacinação, serviços de pré-natal e saúde do bebê.

Na capital, cerca de 31 famílias podem ter o beneficio suspenso ou bloqueado, caso descumpram as regras, de acordo com os dados da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio da Gerência de Programas de Renda Mínima e Benefícios (GPRM).

COMPARECIMENTO

Devem comparecer crianças menores de 7 anos, as mulheres de 14 a 44 anos e também as gestantes ou nutrizes. Os beneficiários devem levar o cartão do Bolsa Família, a Caderneta de Vacinação das crianças e, caso haja, das gestantes.

Além da saúde, também deve ser atendido o acompanhamento escolar por parte das crianças e adolescentes.

“Esses passos evitam prejuízos às famílias que tanto precisam do programa”, conclui Samuel Silveira, secretário da Semcaspi.