APL homenageia Wellington Dias com medalha em lançamento de livro

Publicada em 15 de junho de 2019 - 18:13

Imprimir
APL homenageia Wellington Dias com medalha em lançamento de livro

Última atualização: 18 , junho 2019 - 07:55

Na manhã deste sábado (15), o governador Wellington Dias participou do lançamento do livro “A Solidão do Corredor de Longa Distância”, do ex-ministro do Planejamento e economista João Paulo Reis Velloso, que faleceu em fevereiro deste ano. Natural de Parnaíba, Reis Velloso foi um grande nome da economia brasileira, sendo referência para muitos gestores. A obra foi lançada no auditório da Academia Piauiense de Letras (APL).

Na oportunidade, João Marcos Reis Velloso e Velloso Filho, repectivamente, filho e sobrinho do autor, e o governador Wellington Dias receberam medalhas comemorativas do Centenário da Academia de Letras.

O livro de Reis Veloso traz a visão do economista que ficou mais tempo à frente do comando do Ministério do Planejamento do Brasil. O ex-ministro enxergava o desenvolvimento como uma corrida de longa distância. Segundo ele, para que o Brasil se torne, em poucas décadas, um país desenvolvido, duas coisas, basicamente, são pressupostos necessários: primeiro, um alto conteúdo de capital humano, obtido por meio de educação permanente e de qualidade e, segundo, levar o conhecimento, sob todas as formas, à economia, à sociedade, ao governo.

Para Wellington Dias, o lançamento do livro de Reis Velloso é de grande importância para o Estado. “O economista e ex ministro é um piauiense que todos nós reconhecemos como um grande pensador sobre o Brasil. Era uma pessoa simples, sempre com muita decência, preocupado em encontrar saídas pra o Brasil. O lançamento deste livro coordenado pelo Nelson Nery Costa (presidente da APL) é um momento ímpar, por isso fiz questão de comparecer pela importância que tem um dos piauienses que marcaram a história do Brasil para minha geração e as gerações do futuro”, declarou.

João Marcos Reis Velloso, filho do autor, destacou o amor de seu pai pelo Piauí. “É um orgulho muito grande receber essa homenagem da Academia Piauiense de Letras da qual meu pai fazia parte com muito orgulho. O livro é um dos legados que ele deixou. Essa visão sempre no futuro, de se preocupar com o desenvolvimento brasileiro, em especial do Piauí, ele tinha muito apreço pelo Piauí, que é onde ele nasceu”, destacou.

O presidente da Academia Piauiense de Letras, Nelson Nery, também ressaltou a importância do pensamento de Reis Velloso que está se somando a uma coleção especial lançada pela APL. “A obra enriquece a Coleção Centenário e traz uma visão recente da economia mundial, de até 2012, sobre o que se passava no mundo e no país. Essa discussão do que podemos fazer com a execução de um projeto e de um programa é uma lição fundamental, não só para o Piauí, como para o Brasil no momento em que nos sentimos à deriva em termos de perspectiva econômica. João Paulo dos Reis Velloso criou dirigiu o órgão chamado Fórum Nacional, onde essa discussão é premente no RJ, para o Piauí deu muitas contribuições, principalmente no governo Alberto Silva. Ele é uma lição de vida de como uma pessoa que saiu de Parnaíba, com seus próprios méritos e esforço, chegou a uma posição tão relevante na vida nacional. É uma justa homenagem. Essa obra contribui para a reflexão do que o Brasil precisa fazer para ser um país melhor”, finalizou.

Comente através do Facebook

Wellington critica quebra de acordo com estados na proposta da Previdência

Publicada em 14 de junho de 2019 - 11:55

Imprimir
Wellington critica quebra de acordo com estados na proposta da Previdência

Última atualização: 17 , junho 2019 - 13:27

O governador Wellington Dias criticou a quebra do acordo feito a respeito da reforma da Previdência, nessa quinta-feira (13), após a apresentação feita pelo relator da proposta de emenda à Constituição (PEC), deputado Samuel Moreira, na comissão especial na Câmara.

No parecer do relator, foram retirados alguns pontos, como mudanças na aposentadoria rural, no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a criação do regime de capitalização. Além disso, ficaram de fora do relatório estados e municípios.

Dias lembrou que, na terça-feira (11), no Fórum dos Governadores, havia tido o entendimento com a posição de retirada de quatro pontos apresentados. “Já no dia seguinte, tivemos a ‘quarta-feira do estrago’. Fomos pegos de surpresa com o anúncio pela imprensa que os Estados e Municípios estavam de fora da reforma da Previdência. Em bom português: rompido o acordo”, comentou o chefe do Executivo piauiense, que tem se destacado na tentativa de entendimentos representando os estados do nordeste.

O governador disse que mesmo sabendo do desgaste que ganharia, com a posição assumida, fez a sua parte, junto a outros líderes. “Sei que dificilmente membros da base do atual governo, quanto da oposição, jamais assumiriam a posição de governadores do nosso campo político, mas nós assumimos pelo bem do Brasil. Com a quebra do acordo, parte dos governadores sairão da posição de defesa de um texto com modificações”, comentou Wellington.

“Deixou de ser a grande proposta da Previdência para União, Estados e Municípios, setor público e setor privado. Espero que quem teve essa bela ideia garanta mesmo os 308 votos ou mais prometidos. Faltou responsabilidade com o Brasil”, declarou Dias.

O relatório modifica alguns dos principais pontos da matéria. Antes de seguir para análise do plenário, o parecer do relator ainda precisa ser votado na comissão. As datas de votação não foram definidas. Depois de passar pela Câmara, o texto vai ao Senado.

Da Redação

Comente através do Facebook

Confira principais mudanças no relatório da reforma da Previdência

Publicada em - 10:43

Imprimir
Confira principais mudanças no relatório da reforma da Previdência

Última atualização: 14 , junho 2019 - 10:43

Com economia prevista de R$ 1,13 trilhão em 10 anos, o relatório da reforma da Previdência, apresentado hoje (13) na comissão especial da Câmara dos Deputados, começará a ser debatido na próxima terça-feira (18). A data de votação na comissão ainda não está definida.

O relator da proposta de emenda à Constituição (PEC), deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) fez diversas mudanças em relação à proposta original enviada pela equipe econômica no fim de fevereiro. As alterações reduziriam a economia para R$ 913,4 bilhões até 2029. No entanto, o deputado decidiu propor a transferência de 40% de recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para a Previdência Social e aumentar tributos sobre os bancos, o que reforçaria as receitas em R$ 217 bilhões, resultando na economia final de R$ 1,13 trilhão, próximo da economia inicial de R$ 1,23 trilhão estipulada pela área econômica.

A retirada de diversos pontos na comissão especial havia sido acertada quando o texto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, como a antecipação do Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou o aumento da idade mínima para trabalhadoras rurais.

Outros itens foram alterados após negociações com parlamentares, como a redução do tempo mínimo de contribuição para as mulheres, a retirada da capitalização (poupança individual de cada trabalhador) e a exclusão dos estados e dos municípios da reforma, com a possibilidade de reincluir os governos locais por meio de destaques.

Confira as principais mudanças no relatório

Idade mínima para trabalhador urbano

  • Proposta do governo: a idade mínima de 62 anos para mulheres e de 65 anos para homens após o período de transição, com tempo mínimo de contribuição de 20 anos para ambos os sexos.
  • Relatório: idades mínimas mantidas, com tempo de contribuição de 20 anos para homens e 15 anos para as mulheres.

Regra de transição

  • Proposta do governo: no Regime Geral de Previdência Social (RGPS), que abrange os trabalhadores do setor privado, a PEC prevê três regras de transição para o setor privado: sistema de pontos por tempo de contribuição e por idade, aposentadoria por tempo de contribuição para quem tem pelo menos 35 anos de contribuição (homens) e 30 anos (mulheres) e pedágio de 50% sobre o tempo faltante pelas regras atuais, desde que restem menos de dois anos para a aposentadoria.

    Para o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), dos servidores públicos, o texto estipula um sistema de pontuação que permitiria a aposentadoria a partir dos 61 anos para homens e 56 anos para mulheres. A partir de 2022, as idades mínimas subiriam para 62 anos (homens) e 57 anos (mulheres). Nesse caso, no entanto, os servidores receberiam um valor mais baixo. Os trabalhadores públicos que entraram até 2003 precisariam trabalhar até 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres) para terem direito à integralidade (último salário da ativa) e paridade (mesmos reajustes salariais dos ativos).

  • Relatório: o texto acrescentou uma regra de transição que valerá tanto para o serviço público como para a iniciativa privada. Os trabalhadores a mais de dois anos da aposentadoria terão um pedágio de 100% sobre o tempo faltante para terem direito ao benefício. No caso dos servidores públicos que entraram antes de 2003, o pedágio dará direito à integralidade e à paridade.

Aposentadoria rural

  • Proposta do governo: idade mínima de 60 anos para a aposentadoria de homens e mulheres, com 20 anos de tempo de contribuição para ambos os sexos.
  • Relatório: mantidas as regras atuais, com 55 anos para mulheres e 60 anos para homens, incluindo garimpeiros e pescadores artesanais. Apenas o tempo mínimo de contribuição para homens sobe para 20 anos, com a manutenção de 15 anos para mulheres.

Professores

  • Proposta do governo: idade mínima de 60 anos de idade para a aposentadoria de homens e mulheres, com 30 anos de tempo de contribuição.
  • Relatório: idade mínima de 57 anos para mulheres e 60 anos para homens, com definição de novos critérios por lei complementar. Regra vale para professores do ensino infantil, fundamental e médio.

Capitalização

  • Proposta do governo: Constituição viria com autorização para lei complementar que instituirá o regime de capitalização.
  • Relatório: proposta retirada.

Benefício de Prestação Continuada (BPC)

  • Proposta do governo: idosos de baixa renda receberiam R$ 400 a partir dos 60 anos, alcançando um salário mínimo somente a partir dos 70.
  • Relatório: proposta retirada, com manutenção de um salário mínimo para idosos pobres a partir dos 65 anos.

Abono salarial

  • Proposta do governo: pagamento restrito aos trabalhadores formais que ganham um salário mínimo, contra dois salários mínimos pagos atualmente.
  • Relatório: pagamento aos trabalhadores de baixa renda (até R$ 1.364,43 em valores atuais).

Pensão por morte

  • Proposta do governo: pensão por morte começaria em 60% do salário de contribuição, aumentando 10 pontos percentuais por dependente até chegar a 100% para cinco ou mais dependentes. Retirada da pensão de 100% para dependentes com deficiências intelectuais ou mentais. Apenas dependentes com deficiências físicas receberiam o valor máximo.
  • Relatório: mantém nova fórmula de cálculo, mas garante pensão de pelo menos um salário mínimo para beneficiários sem outra fonte de renda. Pagamento de 100% para beneficiários com dependentes inválidos (deficiência física, intelectual ou mental) e para dependentes de policiais e agentes penitenciários da União mortos em serviço.

Salário-família e auxílio-reclusão

  • Proposta do governo: pagamento restrito a beneficiários com renda de um salário mínimo.
  • Relatório: pagamento a pessoas de baixa renda (até R$ 1.364,43 em valores atuais).

Reajuste de benefícios

  • Proposta do governo: eliminava trecho da Constituição que preservava a reposição das perdas da inflação.
  • Relatório: manutenção do reajuste dos benefícios pela inflação.

Estados e municípios

  • Proposta do governo: PEC valeria automaticamente para servidores dos estados e dos municípios, sem necessidade de aprovação pelos Legislativos locais.
  • Relatório: retirada de estados e municípios da PEC, com a possibilidade de reinclusão dos governos locais por meio de emenda na comissão especial ou no Plenário da Câmara.

Incorporação de adicionais

  • Proposta do governo: PEC não aborda assunto.
  • Relatório: extensão aos estados e municípios da proibição de incorporar adicionais por cargo de confiança ou em comissão ao salário dos servidores, vedação que existe em nível federal.

Acúmulo de benefícios

  • Proposta do governo: limite para acúmulo de benefícios a 100% do benefício de maior valor, somado a um percentual da soma dos demais, começando em adicional de 80% para um salário mínimo e caindo para 0% acima de benefícios de mais de quatro salários mínimos. Médicos, professores, aposentadorias do RPPS ou das Forças Armadas ficam fora do limite por terem exceções estabelecidas em lei.
  • Relatório: altera para 10% adicional para benefícios acima de quatro salários mínimos, mantendo os demais pontos.

Encargos trabalhistas

  • Proposta do governo: possibilidade de incidir desconto para a Previdência sobre vale alimentação, vale transporte e outros benefícios trabalhistas.
  • Relatório: proposta retirada.

Aposentadoria de juízes

  • Proposta do governo: PEC não abordava assunto.
  • Relatório: retirada da Constituição da possibilidade de pena disciplinar de aposentadoria compulsória para juízes.

Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT)

  • Proposta do governo: PEC não abordava assunto.
  • Relatório: repasse de 40% das receitas do FAT para a Previdência Social, atualmente esses recursos vão para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Tributo para bancos

  • Proposta do governo: PEC não abordava assunto.
  • Relatório: elevar de 15% para 20% a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) das instituições financeiras, retomando a alíquota que vigorou de 2016 a 2018.

Da Agência Brasil

Comente através do Facebook

Secretaria de Saúde controla surto de malária em Joca Marques

Publicada em - 8:05

Imprimir
Secretaria de Saúde controla surto de malária em Joca Marques

Última atualização: 14 , junho 2019 - 08:05

A Secretaria de Estado da Saúde controlou os casos de malária que foram notificados na cidade de Joca Marques, região Norte do Piauí. Dos 40 casos suspeitos, apenas seis foram confirmados.

“No momento em que fomos alertados sobre esses casos de malária, determinamos o envio de uma força-tarefa para o município a fim de orientar a população e tratar aqueles que pudessem ter se contaminado”, lembra o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Além da equipe multiprofissional, a Sesapi também disponibilizou o carro fumacê. “Numa segunda etapa, vamos trabalhar com uma dedetização intradomiciliar e, com isso, vamos imunizar a região”, antecipa o superintendente de Assistência a Saúde da Sesapi, Alderico Tavares. Ele acrescenta que um dos casos foi diagnosticado em um trabalhador que havia viajado para o estado do Pará. “Sabemos que em algumas localidades daquela região há uma endemia dessa doença. Essa pessoa viajou para lá a trabalho”, descreve Tavares.

Desde a intervenção da Secretaria de Estado da Saúde, que começou há uma semana, a cidade de Joca Marques não apresentou mais nenhum caso de malária. “Registramos 40 casos suspeitos e desses apenas seis foram confirmados. Podemos confirmar que está contido o surto na região”, disse o superintende.

Malária

A malária é causada por protozoários transmitidos pela fêmea infectada do Anopheles. Por isso, a principal forma de transmissão é a picada do mosquito. É importante dizer que a doença não é contagiosa e uma pessoa doente não é capaz de transmitir a malária diretamente para outra.

Quem apresentar os sintomas – que são febre alta, dor de cabeça,  tremedeira e calafrios – devem procurar uma unidade de saúde. A malária tem tratamento gratuito ofertado em toda rede de saúde. Em caso de confirmação, o paciente deve seguir de forma correta o uso do medicamento para que não piore da doença.

 

Da Redação

Comente através do Facebook

W.D discute com Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia medidas para retomar investimentos

Publicada em - 8:04

Imprimir
W.D discute com Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia medidas para retomar investimentos

Última atualização: 14 , junho 2019 - 13:01

Junto com outros governadores do Nordeste, Norte e Centro Oeste, o governador Wellington Dias cumpriu agenda com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia, numa discussão em torno de medidas para a retomada do crescimento econômicos dessas regiões. “Neste momento de crise, o Brasil precisa de entendimento para, em primeiro lugar, darmos uma resposta ao problema grave do desemprego. É preciso destravar a economia”, ressalta, chamando a atenção para o fato de que nas cidades, há quebra no comércio, nos serviços e menos dinheiro em circulação.

Segundo o governador, o Poder Público, a União, os estados e os municípios precisam de oxigênio para puxar investimentos na construção civil, na área de serviços, compra de equipamentos e fazer circular recursos na economia, acelerando um conjunto de respostas para população nas mais diferentes áreas.

Para otimizar esse debate e acelerar buscas por soluções, foi criado um grupo de trabalho com estados das regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste a fim de garantir as condições de cumprimento de pautas prioritárias com a finalidade de melhorar a capacidade de investimentos. “Essas regiões têm maioria no Senado e metade da Câmara Federal”, disse.

O governador destacou a atenção especial do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que foi sensível e se colocou à disposição do relator para uma emenda impositiva, um Projeto de Emenda à Constituição, que visa garantir as condições de investimentos para os estados durante todo o ano. No caso do Piauí, que tem 13 parlamentares entre deputados federais e senadores, seria a possibilidade de obter recursos para obras estratégicas como estradas, adutoras, saúde, segurança, área rural.

Wellington destacou ainda a aprovação de projeto no Senado que, apesar de não envolver diretamente o Piauí, é importante por tratar dos estados endividados. Trata-se do pedido da PEC 51, de autoria do senador Lucas Barreto (AP) que aumenta a parcela do produto da arrecadação dos impostos sobre a renda e proventos de qualquer natureza e sobre produtos industrializados destinada ao Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal e dá outras providências.

As regiões Norte, Nordeste, Centro Oeste e o estado de Minas Gerais estão empenhados para garantir a recuperação do Fundo de Participação dos Estados, uma receita de extrema importância para os entes federados.

Numa agenda com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, o governador disse que foi possível garantir as condições de receitas através da securitização. “Chegamos a um entendimento sobre um texto que dá segurança aos parceiros da Procuradoria, Fazenda e mais instituições financeiras que ajudarão a ter um moderno sistema de combate à sonegação e com isso garantir a recuperação do recurso sonegado e e ajudar no déficit da Previdência. É preciso uma receita extra e o Piauí caminha nesta direção”, finalizou.

 

Da Redação

Comente através do Facebook

PMT vai desapropriar terreno próximo a clube para assentar famílias do Parque Rodoviário

Publicada em 13 de junho de 2019 - 12:25

Imprimir
PMT vai desapropriar terreno próximo a clube para assentar famílias do Parque Rodoviário

Última atualização: 17 , junho 2019 - 07:36

A Prefeitura de Teresina está buscando junto aos cartórios da cidade a titularidade do terreno próximo ao Clube da Telemar, na área do Parque Rodoviário, para dar início ao processo de desapropriação. O objetivo, segundo informou o prefeito Firmino Filho, que esteve na manhã desta quinta-feira (13) visitando o local, é assentar as famílias que estão em áreas consideradas de risco.

“Vamos desapropriar a área mais alta. O espaço próximo ao Clube e a área da galeria serão preservados. As famílias que estão na área de risco serão assentadas nesta área mais alta. Essa saída urbaniza a região e, ao mesmo tempo, dá um teto seguro para as famílias na mesma região do Parque Rodoviário”, informou o prefeito. Essas mesmas unidades habitacionais também servirão para assentar 15 famílias que estão em terreno que pertence ao Exército e que serão desalojadas.

Durante a visita na manhã de hoje o prefeito e o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, acompanharam o trabalho de reconstrução e recuperação das casas que foram atingidas pela enxurrada durante a tragédia do dia 4 de abril.

Atualmente, duas empresas estão trabalhando nestas casas, mas, segundo o superintendente, mais uma construtora será convocada para dar agilidade ao processo. “Esperamos que até o final do mês de julho essa etapa esteja concluída. Todas as casas afetadas de alguma forma pela água no dia da tragédia serão recuperadas. Serão, no total, 55 casas beneficiadas, sendo 25 construções novas e 30 recuperadas.”, explicou o gestor.

Paulo Lopes ressaltou ainda que nenhuma dessas 55 residências está em área considerada de risco. “As que tiverem, vão ter que sair. Essas famílias serão assentadas em terreno apropriado que a Prefeitura já está trabalhando na desapropriação”, completou.

Durante a agenda de visitas Firmino Filho esteve ainda na Via Sul, importante obra de mobilidade urbana que fará a ligação de bairros da zona Norte e do Centro com vários outros das zonas Sul e Sudeste. A construtora responsável está trabalhando na terraplanagem do trecho que vai deste a Ponte Wall Ferraz a Ponte Anselmo Dias. Galerias e bueiros também estão sendo construídos no local. Para concluir essa etapa serão investimentos mais R$ 30 milhões, desta vez com recursos liberados através de um empréstimo junto a CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina.

A avenida segue o mesmo padrão em toda sua extensão, ou seja, são três pistas de rolamento de cada lado, um canteiro central de seis metros de largura, uma calçada do lado da marginal do rio também de seis metros e outra de três metros do outro lado.

O prefeito esteve ainda no Monte Castelo para acompanhar a implantação de pavimentação asfáltica no bairro.

 

Da Redação

Comente através do Facebook

Cidade Junina começa neste sábado e terá mais de 40 atrações

Publicada em - 12:17

Imprimir
Cidade Junina começa neste sábado e terá mais de 40 atrações

Última atualização: 13 , junho 2019 - 12:17

A 25ª Cidade Junina acontece de 15 a 22 de junho com oito noites de apresentações culturais e shows musicais gratuitos. O evento é realizado no estacionamento do Shopping Rio Poty e, este ano, traz o espaço Kids para a criançada que participar do evento. A programação inicia às 18h e conta com apresentações diversificadas que serão subdivididas em três palcos, THE Impresso, Jupi e Kids.

Entre as atividades da festa, destacam-se shows de humor, festival e concurso de quadrilhas, praça de gastronomia, parque de diversões, casamento coletivo, exposições de artesanato, tirolesa e animação com mais de 40 bandas locais, regionais e nacionais. Cantores como Felipão, Samira Show, Farra da Gordinha, Waldo e Felipe, Lilly Araújo, Validuaté, Top Gun, Leo Cachorrão, Damásio Neto, João Veloso e Minamora já estão confirmados.

As apresentações nos palcos contam com programação diferenciada todos os dias. Na primeira noite, terá shows do Arnaldo do Forró, William e Alessandro, Guiguiba, João e Pisada Estilizada, Samyra Show e Dandinha, Fulô do Sertão, Forró do Coração no segundo, Anima Kids e Trio Arrasta Chinelo. O tradicional Festival de Quadrilhas Juninas inicia na segunda noite do evento (16), com apresentação de 36 juninas profissionais, e o 2º Concurso de Quadrilhas Escolares acontece no último dia (22), com apresentação de 10 grupos escolares.

O evento ainda terá ações sociais que envolvem atendimento médico emergencial, conscientização da valorização ao meio ambiente e serviço de segurança qualificado para prevenir possíveis ocorrências. A organizadora do evento, Christianne Alencar, explica que a festa deve ser ainda mais animada este ano. “Há 25 anos estamos dando continuidade às tradições do Nordeste e do nosso Estado ao promover cultura e valorização dos nossos artistas. Para este ano, esperamos uma festa ainda maior com as novidades do evento”, afirma.

Novidades

Além da Cidade Junina Kids, a 25ª edição do evento também traz novos espaços, como uma nova Feira de Exposição e Negócios; melhorias na arena de quadrilhas, que agora será ao lado da igreja do Meduna com arquibancadas maiores, e a proposta do Camarote Antoniel Ribeiro, com serviços exclusivos, open bar e open food. Além disso, o evento contará com uma tirolesa de cerca de 200m para os visitantes que gostam de aventura.

Este ano, a Cidade Junina também inova ao trazer a proposta de uma programação com dois dias diferentes dos tradicionais, a “Segunda da Xiola”, dia 17 de junho, e “Terça do Samba” no dia seguinte, 18 de junho. No primeiro, a ideia é abranger aqueles que curtem os hits da swingueira e do funk. A abertura contará com DJ tocando funk e segue com Caio Stronda, Ítalo Ripardo e Bebê Chorão, trazendo um repertório especial para o evento.

Já na “Terça do Samba”, a proposta é resgatar o samba de raiz, estilo de música popular brasileira, e também abranger o público que gosta de pagode, especialmente os mais jovens. Na ocasião, clássicos do samba serão relembrados com músicas que marcaram épocas. Para encerrar a festa com chave de ouro, show com a banda Batuque Piauí Samba.
Da Redação
Comente através do Facebook

FMS passa a oferecer tratamento de canal para crianças em Teresina

Publicada em - 12:10

Imprimir
FMS passa a oferecer tratamento de canal para crianças em Teresina

Última atualização: 13 , junho 2019 - 12:10

A partir de agora, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) passa a realizar canal em dentes de leite de crianças de até 8 anos de idade. O tratamento é indicado nos casos de cárie profunda ou trauma dentário e o objetivo é evitar uma extração precoce, além de complicações de saúde.

As crianças têm acesso ao tratamento dentário nas Unidades Básicas de Saúde e, se houver necessidade da realização do canal, elas são encaminhadas para o Centro de Especialidade Odontológica da Uninovafapi. “Conseguimos aprimorar ainda mais a qualidade do serviço à população e garantir uma vida melhor e mais saudável às crianças”, afirma o presidente da FMS, Charles Silveira.

“Um dos principais motivos para realizar o tratamento de canal é a cárie profunda, ou seja, que atinge uma parte do dente chamada polpa. Quando isso ocorre pode trazer uma de série de complicações, a exemplo de infecções no dente e em todo o corpo. Se nestes casos o dente for extraído, também ocasiona problemas diversos como estéticos, de mastigação e de oclusão. Com o tratamento de canal, o dente permanece na boca sem causar prejuízo ao organismo”, explica o dentista da FMS, Arthur Bohn.

Ele informa ainda que, muitas vezes, os responsáveis acham que os dentes de leite das crianças não têm tanta importância, já que não farão parte da dentição permanente. “Pelo contrário, o dente de leite faz a estruturação óssea da arcada dentária para receber o dente permanente. Se o de leite cai antes do tempo, a criança pode ter problemas de oclusão”, explica.

De acordo com Rodrigo Martins, gerente de saúde bucal da FMS, a rede de saúde também oferece outros serviços na área da saúde bucal. “Nas Unidades Básicas de Saúde, por exemplo, realizamos avaliação da saúde bucal, fazemos remoção de tártaro, limpeza, restaurações e extrações, além de atividades educativas para o público adulto e infantil. Sabemos a importância da saúde bucal e que o que estraga o dente é a sujeira”.

O gerente informa ainda que, nos casos de maior complexidade, as Unidades Básicas de Saúde encaminham os usuários para os Centros de Especialidade Odontológica. Ali, são realizados tratamentos de canal, periodontais, cirúrgicos de maior complexidade e também o atendimento à pessoa com deficiência. O Centro também atua em complemento com a Atenção Básica para diagnóstico do câncer de boca.

 

Da Redação

Comente através do Facebook

Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 115 milhões no sábado

Publicada em - 12:08

Imprimir
Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 115 milhões no sábado

Última atualização: 13 , junho 2019 - 12:08

O concurso 2.159 da Mega-Sena não teve acertadores no prêmio principal.

Os números sorteados foram: 14 – 26 – 35 – 38 – 45 – 53.

A quina – cinco números – teve 150 ganhadores, cabendo a cada um deles R$ 27,68 mil.

A quadra – quatro números – registrou 9.781 acertadores. Cada um ficará com R$ 687,24.

O próximo sorteio da Mega-Sena será no sábado (15). A previsão é de um prêmio de R$ 115 milhões.

As informações são do site da Caixa Econômica Federal.

 

Da Agência Brasil

Comente através do Facebook

Prefeitura reconstrói casas destruídas pela enxurrada no Parque Rodoviário

Publicada em - 8:21

Imprimir
Prefeitura reconstrói casas destruídas pela enxurrada no Parque Rodoviário

Última atualização: 13 , junho 2019 - 08:21

A Prefeitura de Teresina deu início à reconstrução e recuperação das casas do Parque Rodoviário que foram atingidas pela enxurrada ocorrida em abril. Nesta quarta-feira (12), o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, esteve mais uma vez no Parque Rodoviário acompanhando os trabalhos e conversando com os moradores. No momento, duas empresas trabalham na reconstrução e recuperação dessas casas. A ação está acontecendo em 10 residências, mas uma terceira empresa será chamada para agilizar os trabalhos.

Segundo lembra o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, desde o ocorrido uma equipe de profissionais da Prefeitura, formada por técnicos da SDU Sul, Semcaspi, Defesa Civil e outros, está acompanhando e dando assistência a cada umas das famílias.

“Nunca paramos de fazer esse acompanhamento. Estamos sempre conversando com as pessoas, vendo cada caso. Assistentes sociais e engenheiros da Prefeitura visitaram as casas, fizeram o cadastro das famílias e analisaram a situação estrutural de cada residência”, explicou.

Da Redação

Comente através do Facebook