A Prefeitura de Teresina está buscando junto aos cartórios da cidade a titularidade do terreno próximo ao Clube da Telemar, na área do Parque Rodoviário, para dar início ao processo de desapropriação. O objetivo, segundo informou o prefeito Firmino Filho, que esteve na manhã desta quinta-feira (13) visitando o local, é assentar as famílias que estão em áreas consideradas de risco.

“Vamos desapropriar a área mais alta. O espaço próximo ao Clube e a área da galeria serão preservados. As famílias que estão na área de risco serão assentadas nesta área mais alta. Essa saída urbaniza a região e, ao mesmo tempo, dá um teto seguro para as famílias na mesma região do Parque Rodoviário”, informou o prefeito. Essas mesmas unidades habitacionais também servirão para assentar 15 famílias que estão em terreno que pertence ao Exército e que serão desalojadas.

Durante a visita na manhã de hoje o prefeito e o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, acompanharam o trabalho de reconstrução e recuperação das casas que foram atingidas pela enxurrada durante a tragédia do dia 4 de abril.

Atualmente, duas empresas estão trabalhando nestas casas, mas, segundo o superintendente, mais uma construtora será convocada para dar agilidade ao processo. “Esperamos que até o final do mês de julho essa etapa esteja concluída. Todas as casas afetadas de alguma forma pela água no dia da tragédia serão recuperadas. Serão, no total, 55 casas beneficiadas, sendo 25 construções novas e 30 recuperadas.”, explicou o gestor.

Paulo Lopes ressaltou ainda que nenhuma dessas 55 residências está em área considerada de risco. “As que tiverem, vão ter que sair. Essas famílias serão assentadas em terreno apropriado que a Prefeitura já está trabalhando na desapropriação”, completou.

Durante a agenda de visitas Firmino Filho esteve ainda na Via Sul, importante obra de mobilidade urbana que fará a ligação de bairros da zona Norte e do Centro com vários outros das zonas Sul e Sudeste. A construtora responsável está trabalhando na terraplanagem do trecho que vai deste a Ponte Wall Ferraz a Ponte Anselmo Dias. Galerias e bueiros também estão sendo construídos no local. Para concluir essa etapa serão investimentos mais R$ 30 milhões, desta vez com recursos liberados através de um empréstimo junto a CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina.

A avenida segue o mesmo padrão em toda sua extensão, ou seja, são três pistas de rolamento de cada lado, um canteiro central de seis metros de largura, uma calçada do lado da marginal do rio também de seis metros e outra de três metros do outro lado.

O prefeito esteve ainda no Monte Castelo para acompanhar a implantação de pavimentação asfáltica no bairro.

 

Da Redação

PUBLICIDADE
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Seja notificado sempre que novas matérias sejam publicadas ou atualizadas.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Cinema tem pré-estreia de filme sobre pintor Egon Schiele

Mais um final de semana está chegando e, com ele, também tem…

Filme da Turma da Mônica será lançado em 2019

Para aumentar a ansiedade dos fãs das histórias em quadrinhos de Maurício…