Campanha destina cestas básicas para venezuelanos que migraram para Teresina

Publicada em 5 de junho de 2019 - 11:31

Imprimir
Campanha destina cestas básicas para venezuelanos que migraram para Teresina

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:50

A Associação Ambiental Caneleiros e o Portal Piauí Agora, à frente do Comitê de Solidariedade aos Venezuelanos, estão realizando uma campanha para a destinação de cestas básicas às famílias venezuelanas que migraram para Teresina. Até o momento, alguns grupos já foram identificados.

O maior deles, composto por cerca de 65 pessoas, está abrigado na sede da Associação de Pescadores do Poti Velho, na zona norte da capital, em situação precária. Muitos já foram atendidos na Unidade Básica de Saúde do bairro e apresentam quadros de gripe e escabiose. A maioria não possui documentação. Outro grupo foi localizado no bairro Mocambinho, também na zona norte, composto por cerca de 12 mulheres com seus filhos.

Segundo Yves Ranyery Abreu, secretário executivo da Ambic, a intenção da campanha é incentivar a participação dos teresinenses e a solidariedade. “Essas pessoas estão com necessidades imediatas de alimentação, principalmente. Então, estamos arrecadando essas cestas e faremos a entrega na próxima sexta-feira (07), no Poti Velho. Queremos chamar a atenção das pessoas e empresas para que elas ajudem também”, afirma.

O presidente do Comitê de Solidariedade aos Venezuelanos, Leonardo Lima, explica que já foram arrecadadas, inicialmente, 25 cestas básicas, contendo itens como arroz, macarrão, óleo, açúcar, sal, café, entre outros. “Queremos fazer uma ação continuada de atendimento a essas famílias. Essa é apenas a primeira arrecadação. Depois dessa entrega, faremos outras porque entendemos que a situação que essas pessoas estão vivendo é de muita dificuldade”, finaliza.

Leilane Nunes

Comente através do Facebook