Campanha de vacinação contra a gripe termina nesta sexta-feira (31)

Publicada em 29 de maio de 2019 - 7:47

Imprimir
Campanha de vacinação contra a gripe termina nesta sexta-feira (31)

Última atualização: 10 , junho 2019 - 07:47

A campanha nacional de vacinação contra a gripe termina nesta sexta-feira, dia 31 de maio. Em Teresina, até o momento, 72,60% do público alvo foi vacinado, o que equivale a 176.956 doses aplicadas.

O grupo dos idosos foi o que mais procurou a imunização, atingindo (até o momento) 92,49%, seguido dos trabalhadores em saúde com 76,34% e as gestantes com 70,18%. No grupo das puérperas, apenas 65,74% foram vacinadas contra 64,24% dos professores – ensino básico e superior. No grupo das crianças, 66,34% foram imunizadas.

A meta é vacinar 223 mil pessoas entre crianças, idosos, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, pessoas privadas de liberdade, professores e pessoas com doenças crônicas, além dos funcionários do sistema prisional, presos e policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas. É importante que pessoas desses grupos tomem a vacina todos os anos, pois o vírus está sempre em mutação. Ela é segura, feita com fragmentos do vírus morto e a possibilidade de efeitos adversos é mínima”, garante a diretora de Vigilância em Saúde da Fundação Municipal de Saúde, Amariles Borba.

A Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos ou nariz.

Além da vacina, a prevenção deve ser feita com cuidados básicos de higiene. “Devemos sempre lavar as mãos da ponta do dedo até o cotovelo com água e sabão, lavar os filtros de ar condicionado mais de uma vez por semana e arejar os ambientes, pois a circulação de ar diminui as chances de contaminação”, aconselha Amariles Borba. “O tratamento deve ser repouso, boa alimentação e hidratação intensa”, completa a diretora.

Da Redação

Comente através do Facebook