LIMPEZA

Campanha “Cidade limpa, gente feliz” orienta população da zona leste de Teresina

Equipes estiveram no bairro Santa Isabel alertando sobre o correto descarte de resíduos domiciliares

Publicada em 6 de fevereiro de 2019 - 13:24

Imprimir
Campanha “Cidade limpa, gente feliz” orienta população da zona leste de Teresina

Última atualização: 6 , fevereiro 2019 - 13:24

As equipes de Educação Ambiental da Prefeitura de Teresina percorreram toda a extensão da Rua Dep. João Martins do Rêgo, bairro Santa Isabel, zona Leste, na manhã desta quarta-feira, 6, com o objetivo de orientar os moradores da região sobre os dias, horários e locais corretos para a disposição de resíduos sólidos domiciliares.

“É a continuação desse programa que vem acontecendo desde o ano passado. Verificamos que nessa rua é frequente a disposição de sacolas de lixo de forma inadequada, em canteiros centrais, inclusive com a presença de cestos especiais, instalados pela população nos canteiros para a disposição de sacolas. Isso vai contra o código de postura do município e trabalhamos para sensibilizar a população das responsabilidades em relação ao lixo que cada um produz”, explica Michelly Noleto, supervisora de limpeza pública da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh).

A ação do “Cidade limpa, gente feliz” conta com a distribuição de panfletos sobre coleta domiciliar com orientações de dia e horário da passagem dos caminhões coletores na rua e com a sensibilização dos moradores.

“Reforçamos para os munícipes que as sacolas de lixo devem ser colocadas na porta das casas e próximo ao horário de coleta. Isso evita a ação de animais ou terceiros que possam rasgar e espalhar os resíduos pela rua. É uma responsabilidade do cidadão cuidar do lixo que produz até o momento em que os caminhões da Prefeitura realizem a coleta. São orientações simples, mas que fazem toda a diferença para garantir uma cidade mais limpa”, pontua a supervisora.

Ainda de acordo com Michelly Noleto, o primeiro contato feito com a população é a conscientização. “As equipes da prefeitura mapeiam os pontos críticos de disposição de lixo em canteiros centrais e realizamos ações de orientação da população. As vias continuam sendo monitoradas após as atividades de educação ambiental e, em casos reincidentes, a disposição irregular passa a ser investigada e o munícipe responsável recebe uma notificação, podendo até ser multado, caso persista na disposição incorreta”, completa.

Comente através do Facebook