iniciativa

Cinema na capital realiza debate sobre filmes piauienses

A iniciativa procura enaltecer e valorizar a produção cinematográfica do nosso estado.

Publicada em 20 de setembro de 2018 - 17:22

Imprimir
Cinema na capital realiza debate sobre filmes piauienses

Última atualização: 20 , setembro 2018 - 17:26

Neste mês de setembro os Cinemas Teresina irão totalizar quatro grandes sessões com debate. Além disso, dá inicio ao 1º ciclo de Debates sobre o Cinema Piauiense. A iniciativa procura enaltecer e valorizar a produção cinematográfica do nosso estado.

O debate sobre o cinema piauiense acontece nesta sexta-feira (21) às19h30. Serão exibidos durante a noite duas produções piauienses: o premiado curta “Supermemórias”, produzido em Parnaíba, com a presença do diretor  Danilo Carvalho; e logo em seguida o longa “O Pescador e o Rio”, produzido em Picos, com a presença do diretor Flávio Guedes e do ator Josualdo Araújo.

Supermemórias

O curta traz um olhar poético sobre a cidade de Fortaleza-CE a partir de registros caseiros em Super 8mm das décadas de 60, 70 e 80. Este filme é fruto da pesquisa cuidadosa de Danilo Carvalho sobre as memórias caseiras das poucas pessoas que utilizaram a bitola Super8 nesse período. Pesquisa que começou em visitas incertas e no boca a boca, mas que intensificou em 2006 com o prêmio do primeiro edital da Secult-CE, possibilitando a criação de um site, cartões, matérias em jornais e televisão. Isso tudo suscitou em uma manifestação das pessoas de Fortaleza num ato de doação de suas memórias para uma poesia coletiva, conduzido por uma série de pequenos filmes caseiros, que num viés afetivo, mostram famílias e lugares que já não são os mesmos. Como contrapartida, o filme devolveu todo o material telecinado (digitalizado).

O filme ganhou os prêmios de: Melhor Filme | CURTA 8 – Festival internacional de Cinema Super8 – 6ª edição; Prêmio Caderno 3 Melhor Curta | XX Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema.

O Pescador e o Rio

O longa foi filmado em Novembro de 2017, nas cidades de Picos, Bocaina e Sussuapara. Livremente inspirado na Lenda do Cabeça de Cuia, o filme retrata o que, supostamente, seriam os primórdios da Lenda e as razões psicossociais que levaram Crispim a cometer o assassinato fatídico. Lançado em Fevereiro de 2018 pela Multicine Cinemas, no Picos Plaza Shopping, o filme foi um sucesso de público e crítica, conseguindo a maior bilheteria durante sua temporada.

O elenco é composto tanto por atores experientes como atores iniciantes das cidades de Picos, Alagoinha do Piauí e Paulistana.

O Diretor do filme, natural de Oeiras, cidadão picoense e residente em São Paulo, tem no currículo filmes em curta metragem como “Edith”, selecionado para a IV Mostra Internacional Curta o Gênero, I Mostra de Cinema Curtas da Estação, I Mostra Formiga de Cinema Independente, dentre outros; o curta metragem “O Sonho de Filismino”, indicado a nove categorias da 10ª Mostra Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões, incluindo Melhor Diretor (Flávio Guedes), Melhor Ator (Vilebaldo Rocha), Melhor Fotografia e vencedor na categoria Melhor Trilha Sonora; e do média metragem “Eita Píula”, sucesso de bilheteria também na rede de cinemas Multicine.

Ainda em setembro os Cinemas Teresina realizam mais uma sessão com debate no dia 28. O filme A Moça do Calendário” será exibido a partir das 19h30 com a presença da atriz Djin Sganzerla.

Redação Piauí Agora

Comente através do Facebook