50% do corpo queimado

Morre 2ª vítima de incêndio criminoso causado por deficiente mental

O acusado, José Fernando Pereira Gonzaga, 47 anos, portador de deficiência mental, ateou fogo dentro do quarto no qual estavam o casal

Publicada em 12 de julho de 2018 - 11:39

Imprimir
Morre 2ª vítima de incêndio criminoso causado por deficiente mental

Última atualização: 12 , julho 2018 - 11:55

Carla Pereira de Abreu, 25 anos, a segunda vítima de um incêndio criminoso provocado pelo cunhado portador de esquizofrenia, faleceu nesta quarta-feira (11), após 18 dias internada no Hospital de Urgências de Teresina (HUT). Ela sofreu queimaduras de primeiro e segundo grau em 50% do corpo.

Além de Carla Pereira, a outra vítima Luis Pereira Gonzaga, 54 anos, morreu dois dias depois do crime. Ele teve 80% do corpo queimado.

O acusado, José Fernando Pereira Gonzaga, 47 anos, portador de deficiência mental, ateou fogo no quarto do casal, localizado na Rua São Raimundo, no Bairro Piçarra, zona Sul de Teresina

Fernando teria jogado querose nas vítimas, ateado fogo e em seguida trancou a porta do quarto com um cadeado. Ele teria fugido de casa em um mototáxi com uma mochila.

 

 

A filha Luis Pereira concedeu entrevista exclusiva ao Portal Piauí Agora questionando a sanidade mental do tio, que está internado Hospital Psiquiátrico Areolino de Abreu sob medidas protetivas.

Comente através do Facebook