Zona Sudeste

“Meu filho nem se quer tinha celular”, diz sargento, pai de João Lucas

João Lucas ainda chegou a ser socorrido e levado para o hospital do Dirceu, zona Sudeste, no entanto, não resistiu ao impacto e acabou vindo a óbito.

Publicada em 11 de julho de 2018 - 15:09

Imprimir
“Meu filho nem se quer tinha celular”, diz sargento, pai de João Lucas

Última atualização: 11 , julho 2018 - 15:45

O sargento da Polícia Militar, Peres, negou que seu filho, o adolescente de 15 anos, João Lucas Camelo de Sousa Peres, teria morrido eletrocutado por carregar celular. O pai da vítima garantiu que seu filho morreu de uma descarga elétrica por colocar, sem querer, o dedo indicador na tomada.

O acidente doméstico que vitimou fatalmente João Lucas aconteceu na noite dessa terça-feira, (10/07), em sua residência, localizada no conjunto Dirceu I, zona Sudeste de Teresina.

De acordo com o sargento Peres, João Lucas não estava manuseando o celular, ele teria pego o celular da irmã para colocar para carregar. “Meu filho colocou o dedo indicador, próximo demais da tomada, e acabou sofrendo uma descarga elétrica”, lamentou.

João Lucas ainda chegou a ser socorrido e levado para o hospital do Dirceu, zona Sudeste, no entanto, não resistiu ao impacto e acabou vindo a óbito. O corpo do adolescente foi velado no Salão Paroquial Diácono Nilson Santos, no Conjunto Tancredo Neves.

Comente através do Facebook