"Eu quero Justiça!"

Filha de homem morto queimado pelo irmão pede Justiça

A filha de Luis Pereira, atualmente, mora no Rio de Janeiro, no entanto, está indignada com o crime que vitimou o pai.

Publicada em 11 de julho de 2018 - 15:43

Imprimir
Filha de homem morto queimado pelo irmão pede Justiça

Última atualização: 12 , julho 2018 - 10:11

Em entrevista exclusiva ao portal Piauí Agora, Raquel Soares, filha de Luis Pereira Gonzaga, morto queimado por Fernando, irmão com transtorno mental, pede Justiça quanto ao assassinato do pai e questiona transtorno mental do tio. A filha de Luis Pereira, atualmente, mora no Rio de Janeiro, no entanto, está indignada com o crime que vitimou o pai.

Segundo Raquel Soares, o transtorno mental do tio é questionável já que ele possui autorização para ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

“Já se passaram 12 dias… sabe o que mais me revolta é que em um país de lixo, no qual vivemos, a Justiça não é feita, porque ele ainda está solto e considerado esquizofrênico. Mas essa “doença” não impediu de tirar a CNH”, lamenta.

Além disso, Raquel Soares revela novos supostos crimes cometidos pelo tio. “O assassino do meu pai, estuprava a própria mãe e tentou diversas vezes matar meu pai e inclusive, a irmã deles. Não tem nada de louco, que seja punido pelo crime covarde que cometeu contra meu pai”, desabafou emocionada.

Atualmente, Fernando está internado em um CAPs sob medidas protetivas, diagnosticado com esquizofrenia.
ENTENDA O CASO
Luís Pereira Gonzaga, 54 anos, morreu em consequências das graves lesões das queimaduras causas por seu irmão, que foi diagnosticado com transtornos mentais. A vítima teve 80% do corpo queimado e estava internado na UTI do Hospital de Urgência de Teresina (HUT). O irmão de Luís Pereira, Fernando, teria ateado querosene e fogo no irmão e na companheira, enquanto eles dormiam no quarto.
Comente através do Facebook